Pesquisar este blog

Compartilhe



segunda-feira, 10 de abril de 2017

Dia 36 - Roteiro Quaresmal 40 dias no Deserto

Ao início da meditação de cada dia, reze: Senhor, no silêncio desta hora de graça, venho pedir-te a paz, a sabedoria e a força. Quero olhar o mundo com olhos cheios de amor. Quero ser paciente, compreensivo, manso e prudente. Quero ver além das aparências teus filhos como tu mesmo os vês e, assim, Senhor, ver senão o bem em cada um deles. Fecha meus ouvidos a toda calúnia. Guarda minha língua de toda maldade. Que só de bênçãos se encha minh'alma. Que eu seja tão bom e tão alegre que todos aqueles, ao se aproximarem de mim, sintam tua presença. Reveste-me de tua beleza, Senhor, e que, no decurso desse dia, eu te revele a todos. Dá-me, assim, pelo Espírito Santo, viver o dia de hoje em comunhão contigo, em atenção ao que se passa comigo e vigilante diante dos desvios do caminho. Inspira-me com tua luz, defende-me com tua graça, santifica-me com teu amor. Invoco o preciosíssimo Sangue de Jesus para que me guarde, a intercessão da Mãe Santíssima para que me valha em todas as horas e a proteção dos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael na jornada deste dia. Em nome de Jesus. Amém.

36º Dia – Segunda-feira Santa, 10 de abril: LEMBRAR “Lembra-te da minha afição e do meu pranto, do absinto e do veneno. Minha alma, continuamente, os recorda e se abate dentro de mim. Quero trazer à memória o que me pode dar esperança.” (Lam 3, 19-21) Quando nos dirigimos a Deus, pedindo que ele se lembre de nós, não quer dizer que nos esqueceu. É o grito da alma pedindo a misericórdia do Altíssimo que venha ao seu encontro. Mas é preciso que a gente se lembre também. Quantas pessoas, mesmo crendo em Deus e em sua Palavra que diz “não vos lembreis mais dos acontecimentos de outrora, não recordeis mais as coisas antigas, porque eis que vou fazer obra nova, a qual já surge: não a vedes?” (Is 43, 18-19), continuam a amargar nas memórias negativas, amarradas em traumas, incapazes de seguir em frente. O que você traz à memória? E suas memórias levam você aonde? É claro que não se trata de um processo automático e que a mesma mente que é poderosa para alavancar uma pessoa é também capaz de lançá-la  ao fundo do poço. Não tenho dúvida, porém, que a fé é poderosamente terapêutica e nos ajuda a recobrar a esperança e a organizar a vida noutra direção. Então, traga à memória o que Deus é e tem feito por você e que você é sustentado por ele: “recorda-te, pois, que não és tu que sustentas a raiz, mas, sim, a raiz a ti” (Rm 11, 18). Se, antes, meditamos sobre as raízes amargas, lembremo-nos agora que a Raiz de nosso ser, mais profunda que todas as demais raízes que possam se desenvolver em nós, é Deus. Medite em Eclesiastes 12 Reze: Quero trazer à memória o que me dá esperança!

Autoria Padre Sergio

http://www.padresergio.com/

Nenhum comentário:

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...