Pesquisar este blog

Compartilhe



domingo, 2 de abril de 2017

Dia 28 - Roteiro Quaresmal 40 dias no Deserto

Ao início da meditação de cada dia, reze: Senhor, no silêncio desta hora de graça, venho pedir-te a paz, a sabedoria e a força. Quero olhar o mundo com olhos cheios de amor. Quero ser paciente, compreensivo, manso e prudente. Quero ver além das aparências teus filhos como tu mesmo os vês e, assim, Senhor, ver senão o bem em cada um deles. Fecha meus ouvidos a toda calúnia. Guarda minha língua de toda maldade. Que só de bênçãos se encha minh'alma. Que eu seja tão bom e tão alegre que todos aqueles, ao se aproximarem de mim, sintam tua presença. Reveste-me de tua beleza, Senhor, e que, no decurso desse dia, eu te revele a todos. Dá-me, assim, pelo Espírito Santo, viver o dia de hoje em comunhão contigo, em atenção ao que se passa comigo e vigilante diante dos desvios do caminho. Inspira-me com tua luz, defende-me com tua graça, santifica-me com teu amor. Invoco o preciosíssimo Sangue de Jesus para que me guarde, a intercessão da Mãe Santíssima para que me valha em todas as horas e a proteção dos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael na jornada deste dia. Em nome de Jesus. Amém.

28º Dia – Domingo, 2 de abril: ATRAVESSAR “Ide às águas mais profundas...” (Lc 5, 4) “Há um tempo em que é preciso / abandonar as roupas usadas / Que já têm a forma do nosso corpo / E esquecer os nossos caminhos que / nos levam sempre aos mesmos lugares. / É o tempo da travessia / E se não ousarmos fazê-la / Teremos fcado para sempre / À margem de nós mesmos” (Poema de Fernando Teixeira de Andrade). Ao voltar a visitar o livro do Êxodo, você consegue perceber que foi mais fácil o povo de Israel atravessar o Mar Vermelho do que atravessar a mentalidade escrava, para chegar à terra da verdadeira liberdade? Não foi sem motivo que o deserto se prolongou. Travessia dos hábitos herdados, das respostas prontas, das justifcativas ensaiadas, até chegar à condição de eterno aprendiz, do amor às próprias questões – mesmo sem respostas rápidas – da sinceridade do não-saber. Talvez estas fundamentais travessias na vida comecem com um atravessar a rua, andar por outra cal- çada e assim por diante. Pequenos gestos, pequenas atitudes que darão a nota de travessia à sua vida. Medite em Eclesiastes 3, 1-11 Reze: Leva-me às águas mais profundas.

Autoria Padre Sergio

http://www.padresergio.com/

Nenhum comentário:

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...