Pesquisar este blog

Compartilhe



quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Sementes de fé - 23/02/2017

Querida família, a Paz de Cristo.

Hoje em dia, se sobrepõe a tudo o utilitarismo prático. A pergunta inconsciente é sempre a mesma: para que serve, o que vou ganhar com isso? Nessa percepção, a gratuidade e a ação de graças ficam em segundo plano. Em consequência, a Eucaristia se transforma em um meio eficaz para se alcançar uma graça, alguma coisa ou satisfazer um momento emocional. Esta perspectiva empobrece a Celebração Eucarística, transformando-a em simples moldura do que achamos interessante. É preciso celebrar a Eucaristia que a Igreja acredita, pois foi ela quem recebeu, por meio dos apóstolos, o mandato de Cristo: "Fazei isto em memória de mim".

Quanto mais ficamos cientes de que ela é a celebração das maravilhas operadas por Deus em nosso favor, mais nos sentiremos inseridos no acontecimento celebrado e mais descobriremos para o que ela nos serve. Portanto, a riqueza contida na Eucaristia não pode ficar desapercebida por nós. Por este motivo, gostaria de conversar com você sobre esse precioso e sublime assunto, a partir do esclarecimento de algumas noções pontuais. Você estaria interessado? Caso positivo, refletiríamos sobre o assunto na própria "Sementes de Fé" ou criaríamos mais uma coluna, tipo, "Sementes da Celebração da Fé"? Por favor, logo que possível, responda-me. Se afirmativo, iniciaremos em março pelo significado da palavra LITURGIA.

Oremos: "Ó Deus, dai ao povo resgatado pelo sangue de Cristo participar do memorial que nos deixou, obter a força de sua cruz e a glória da ressurreição".

Nossa Senhora do Brasil, rogai por nós, com a bênção da Santíssima Trindade: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

 

Monsenhor Antônio José de Moraes

Pároco da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Brasil

Nenhum comentário:

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...