Pesquisar este blog

Compartilhe



sábado, 31 de dezembro de 2016

7º Dia na Oitava do Natal - Sábado 31/12/2016

Primeira Leitura (1Jo 2,18-21)
Leitura da Primeira Carta de São João.
18Filhinhos, esta é a última hora. Ouvistes dizer que o Anticristo virá. Com efeito, muitos anticristos já apareceram. Por isso, sabemos que chegou a última hora. 19Eles saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos, pois se fossem realmente dos nossos, teriam permanecido conosco.
Mas era necessário ficar claro que nem todos são dos nossos. 20Vós já recebestes a unção do Santo, e todos tendes conhecimento. 21Se eu vos escrevi, não é porque ignorais a verdade, mas porque a conheceis, e porque nenhuma mentira provém da verdade.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório (Sl 95)
— O céu se rejubile e exulte a terra!
— O céu se rejubile e exulte a terra!
— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! Cantai e bendizei seu santo nome! Dia após dia anunciai sua salvação.
— O céu se rejubile e exulte a terra, aplauda o mar com o que vive em suas águas; os campos com seus frutos rejubilem e exultem as florestas e as matas.
— Na presença do Senhor, pois ele vem, porque vem para julgar a terra inteira. Governará o mundo todo com justiça, e os povos julgará com lealdade.

Evangelho (Jo 1,1-18)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.
1No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus; e a Palavra era Deus. 2No princípio, estava ela com Deus. 3Tudo foi feito por ela e sem ela nada se fez de tudo que foi feito. 4Nela estava a vida, e a vida era a luz dos homens. 5E a luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram dominá-la.
6Surgiu um homem enviado por Deus; seu nome era João. 7Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. 8Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz: 9daquele que era a luz de verdade, que, vindo ao mundo, ilumina todo ser humano.
10A Palavra estava no mundo – e o mundo foi feito por meio dela – mas o mundo não quis conhecê-la. 11Veio para o que era seu, e os seus não a acolheram. 12Mas, a todos os que a receberam, deu-lhes capacidade de se tornar filhos de Deus, isto é, aos que acreditam em seu nome, 13pois estes não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus mesmo.
14E a Palavra se fez carne e habitou entre nós. E nós contemplamos a sua glória, glória que recebe do Pai como Filho unigênito, cheio de graça e de verdade. 15Dele, João dá testemunho, clamando: “Este é aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim passou à minha frente, porque ele existia antes de mim”. 16De sua plenitude todos nós recebemos graça por graça. 17Pois por meio de Moisés foi dada a Lei, mas a graça e a verdade nos chegaram através de Jesus Cristo. 18A Deus, ninguém jamais viu. Mas o Unigênito de Deus, que está na intimidade do Pai, ele no-lo deu a conhecer.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

domingo, 25 de dezembro de 2016

Natal do Senhor - Celebração do nascimento de Jesus Cristo

Natal do Senhor Hoje é um dia especial, onde toda a Igreja celebra o nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo
Acompanhemos o testemunho da Palavra de Deus a respeito deste acontecimento que transformou a história da humanidade:
“…José subiu da Galileia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à Cidade de Davi, chamada Belém, porque era da casa e família de Davi, para se alistar com a sua esposa Maria, que estava grávida. Estando eles ali, completaram-se os dias dela. E deu à luz seu filho primogênito, e, envolvendo-o em faixas, reclinou-o num presépio; porque não havia lugar para eles na hospedaria. Havia nos arredores uns pastores, que vigiavam e guardavam seu rebanho nos campos durante as vigílias da noite. Um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor refulgiu ao redor deles, e tiveram grande temor. O anjo disse-lhes: ‘Não temais, eis que vos anuncio uma boa nova que será alegria para todo o povo: hoje vos nasceu na Cidade Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor’.” (Lc 2,4-11)
Por isso hoje celebramos a eterna solidariedade do Pai das Misericórdias que, no seu plano de amor, quis o nascimento de Jesus, que é o verdadeiro Sol, a Luz do mundo. Este não é um dia de medo e nem de desespero, é dia de confiança e de esperança, pois Deus veio habitar no meio de nós, e assim encher-nos da certeza de que é possível um mundo novo. Solidário conosco, Ele nos quer solidários neste dia de Glória que refulge ao redor de cada um de nós!
Sendo assim, tudo neste dia só tem sentido se apontar para o grande aniversariante deste dia: o Menino Deus! Presépios, árvores, enfeites, banquetes e os presentes natalícios representam os presentes que os Reis Magos levaram até Jesus, mas não são estes símbolos a essência do Natal. O importante, o essencial, é que Cristo realmente nasça em nossos corações de uma maneira nova, renovadora, e que a partir daí, possamos sempre caminhar na sua luz solidária deste Deus Único e Verdadeiro, que nos quer também solidários uns com os outros!
Vivamos com muita alegria este dia solidário, que o Senhor fez para nós!
Um Santo Natal para você e para a sua família!

http://santo.cancaonova.com/santo/natal-do-senhor-celebracao-do-nascimento-de-jesus-cristo/

Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo - Domingo 25/12/2016

Primeira Leitura (Is 52,7-10)

Leitura do Livro do Profeta Isaías:
7Como são belos, andando sobre os montes, os pés de quem anuncia e prega a paz, de quem anuncia o bem e prega a salvação, e diz a Sião: “Reina teu Deus!”
8Ouve-se a voz de teus vigias, eles levantam a voz, estão exultantes de alegria, sabem que verão com os próprios olhos o Senhor voltar a Sião.
9Alegrai-vos e exultai ao mesmo tempo, ó ruínas de Jerusalém, o Senhor consolou seu povo e resgatou Jerusalém.
10O Senhor desnudou seu santo braço aos olhos de todas as nações; todos os confins da terra hão de ver a salvação que vem do nosso Deus.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório (Sl 97)

— Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus.
— Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus.
— Cantai ao Senhor Deus um canto novo,/ porque ele fez prodígios!/ Sua mão e o seu braço forte e santo/ alcançaram-lhe a vitória.
— O Senhor fez conhecer a salvação,/ e às nações, sua justiça;/ recordou o seu amor sempre fiel/ pela casa de Israel.
— Os confins do universo contemplaram/ a salvação do nosso Deus./ Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira,/ alegrai-vos e exultai!
— Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa/ e da cítara suave!/ Aclamai, com os clarins e as trombetas,/ ao Senhor, o nosso Rei!

Segunda Leitura (Hb 1,1-6)
Leitura da Carta aos Hebreus:
1Muitas vezes e de muitos modos falou Deus outrora aos nossos pais, pelos profetas; 2nestes dias, que são os últimos, ele nos falou por meio do Filho, a quem ele constituiu herdeiro de todas as coisas e pelo qual também ele criou o universo.
3Este é o esplendor da glória do Pai, a expressão do seu ser. Ele sustenta o universo com o poder de sua palavra. Tendo feito a purificação dos pecados, ele sentou-se à direita da majestade divina, nas alturas. 4Ele foi colocado tanto acima dos anjos quanto o nome que ele herdou supera o nome deles.
5De fato, a qual dos anjos Deus disse alguma vez: “Tu és o meu Filho, eu hoje te gerei?” Ou ainda: “Eu serei para ele um Pai e ele será para mim um Filho?”
6Mas, quando faz entrar o Primogênito no mundo, Deus diz: “Todos os anjos devem adorá-lo!”

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Anúncio do Evangelho (Jo 1,1-18)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.
1No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus; e a Palavra era Deus. 2No princípio estava ela com Deus. 3Tudo foi feito por ela, e sem ela nada se fez de tudo que foi feito.
4Nela estava a vida, e a vida era a luz dos homens. 5E a luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram dominá-la. 6Surgiu um homem enviado por Deus; seu nome era João. 7Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. 8Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz: 9daquele que era a luz de verdade, que, vindo ao mundo, ilumina todo ser humano.
10A Palavra estava no mundo — e o mundo foi feito por meio dela — mas o mundo não quis conhecê-la. 11Veio para o que era seu, e os seus não a acolheram.
12Mas, a todos que a receberam, deu-lhes capacidade de se tornarem filhos de Deus, isto é, aos que acreditam em seu nome, 13pois estes não nasceram do sangue nem da vontade da carne nem da vontade do varão, mas de Deus mesmo.
14E a Palavra se fez carne e habitou entre nós. E nós contemplamos a sua glória, glória que recebe do Pai como Filho unigênito, cheio de graça e de verdade. 15Dele, João dá testemunho, clamando: “Este é aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim passou à minha frente, porque ele existia antes de mim”. 16De sua plenitude todos nós recebemos graça por graça. 17Pois por meio de Moisés foi dada a Lei, mas a graça e a verdade nos chegaram através de Jesus Cristo. 18A Deus, ninguém jamais viu. Mas o Unigênito de Deus, que está na intimidade do Pai, ele no-lo deu a conhecer.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

sábado, 24 de dezembro de 2016

Preparação próxima do Natal - Sábado 24/12/2016

Primeira Leitura (2Sm 7,1-5.8b-12.14a.16)
Leitura do Segundo Livro de Samuel.
1Tendo-se o rei Davi instalado já em sua casa e tendo-lhe o Senhor dado a paz, livrando-o de todos os seus inimigos, 2ele disse ao profeta Natã: “Vê: eu resido num palácio de Cedro, e a arca de Deus está alojada numa tenda!”
3Natã respondeu ao rei: “Vai e faze tudo o que diz o teu coração, pois o Senhor está contigo”. 4Mas naquela mesma noite, a palavra do Senhor foi dirigida a Natã nestes termos: 5“Vai dizer ao meu servo Davi: Assim fala o Senhor: Porventura és tu que me construirá uma casa para eu habitar? 8bFui eu que te tirei do pastoreio, do meio das ovelhas, para que fosses o chefe do meu povo, Israel. 9Estive contigo em toda a parte por onde andaste, e exterminei diante de ti todos os teus inimigos, fazendo o teu nome tão célebre quanto o dos homens mais famosos da terra.
10Vou preparar um lugar para o meu povo, Israel: eu o implantarei, de modo que possa morar lá sem jamais ser inquietado. Os homens violentos não tornarão a oprimi-lo como outrora, 11no tempo em que eu estabelecia juízes sobre o meu povo, Israel. Concedo-te uma vida tranquila, livrando-te de todos os teus inimigos.
E o Senhor te anuncia que te fará uma casa. 12Quando chegar o fim dos teus dias e repousares com teus pais, então, suscitarei, depois de ti, um filho teu, e confirmarei a sua realeza. 14aEu serei para ele um pai e ele será para mim um filho. 16Tua casa e teu reino serão estáveis para sempre diante de mim, e teu trono será firme para sempre”.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Leitura para a Santa Missa de Natal (Cor litúrgica: branca)


Primeira Leitura (Is 9,1-6)
Leitura do Livro do Profeta Isaías:
1O povo, que andava na escuridão, viu uma grande luz; para os que habitavam nas sombras da morte, uma luz resplandeceu.
2Fizeste crescer a alegria e aumentaste a felicidade; todos se regozijam em tua presença, como alegres ceifeiros na colheita, ou como exaltados guerreiros ao dividirem os despojos.
3Pois o jugo que oprimia o povo, — a carga sobre os ombros, o orgulho dos fiscais — tu os abateste como na jornada de Madiã.
4Botas de tropa de assalto, trajes manchados de sangue, tudo será queimado e devorado pelas chamas.
5Porque nasceu para nós um menino, foi-nos dado um filho; ele traz aos ombros a marca da realeza; o nome que lhe foi dado é: Conselheiro admirável, Deus forte, Pai dos tempos futuros, Príncipe da paz.
6Grande será o seu reino e a paz não há de ter fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reinado, que ele irá consolidar e confirmar em justiça e santidade, a partir de agora e para todo o sempre. O amor zeloso do Senhor dos exércitos há de realizar essas coisas.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório (Sl 88)
— Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor!
— Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor!
— Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor, de geração em geração eu cantarei vossa verdade. Porque dissestes: “O amor é garantido para sempre”. E a vossa lealdade é tão firme quanto os céus.
— Eu firmei uma Aliança com meu servo, meu eleito, e eu fiz um juramento a Davi, meu servidor. Para sempre, no teu trono, firmarei tua linhagem, de geração em geração garantirei o teu reinado.
— Ele, então, me invocará: ‘Ó Senhor, vós sois meu Pai, sois meu Deus, sois meu Rochedo onde encontro a salvação!’ Guardarei eternamente para ele a minha graça e com ele firmarei minha Aliança indissolúvel.

Salmo para a Santa Missa de Natal (Cor litúrgica: branca)
Responsório (Sl 95)

— Hoje nasceu para nós o Salvador, que é Cristo, o Senhor.
Hoje nasceu para nós o Salvador, que é Cristo, o Senhor.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo,/ cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira!/ Cantai e bendizei seu santo nome!
— Dia após dia anunciai sua salvação,/ manifestai a sua glória entre as nações,/ e entre os povos do universo seus prodígios!
— O céu se rejubile e exulte a terra,/ aplauda o mar com o que vive em suas águas;/ os campos com seus frutos rejubilem/ e exultem as florestas e as matas
— na presença do Senhor, pois ele vem,/ porque vem para julgar a terra inteira./ Governará o mundo com justiça,/ e os povos julgará com lealdade.

Leitura para a Santa Missa de Natal (Cor litúrgica: branca)
Segunda Leitura (Tt 2,11-14)

Leitura da Carta de São Paulo a Tito:
Caríssimo: 11A graça de Deus se manifestou trazendo salvação para todos os homens. 12Ela nos ensina a abandonar a impiedade e as paixões mundanas e a viver neste mundo com equilíbrio, justiça e piedade, 13aguardando a feliz esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo.
14Ele se entregou por nós, para nos resgatar de toda maldade e purificar para si um povo que lhe pertença e que se dedique a praticar o bem.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Evangelho (Lc 1,67-79)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 67Zacarias, o pai de João, repleto do Espírito Santo, profetizou, dizendo: 68“Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. 69Fez aparecer para nós uma força de salvação na casa de seu servo Davi, 70como tinha prometido desde outrora, pela boca de seus santos profetas, 71para nos salvar dos nossos inimigos e da mão de todos os que nos odeiam.
72Ele usou de misericórdia para com nossos pais, recordando-se de sua santa aliança 73e do juramento que fez a nosso pai Abraão, para conceder-nos, 74que, sem temor e libertos das mãos dos nossos inimigos, nós o sirvamos, 75com santidade e justiça, em sua presença, todos os nossos dias.
76E tu, Menino, serás chamado profeta do Altíssimo, pois irás adiante do Senhor para preparar-lhe os caminhos, 77anunciando ao seu povo a salvação, pelo perdão dos seus pecados. 78Graças à misericordiosa compaixão do nosso Deus, o sol que nasce do alto nos visitará, 79para iluminar os que jazem nas trevas e nas sombras da morte, e dirigir nossos passos no caminho da paz”.
— Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor!

Evangelho para a Santa Missa de Natal (Cor litúrgica: branca)

Anúncio do Evangelho (Lc 2,1-14)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.
1Aconteceu que, naqueles dias, César Augusto publicou um decreto, ordenando o recenseamento de toda a terra.
2Este primeiro recenseamento foi feito quando Quirino era governador da Síria.
3Todos iam registrar-se cada um na sua cidade natal.
4Por ser da família e descendência de Davi, José subiu da cidade de Nazaré, na Galileia, até a cidade de Davi, chamada Belém, na Judeia, 5para registrar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida.
6Enquanto estavam em Belém, completaram-se os dias para o parto, 7e Maria deu à luz o seu filho primogênito. Ela o enfaixou e o colocou na manjedoura, pois não havia lugar para eles na hospedaria.
8Naquela região havia pastores que passavam a noite nos campos, tomando conta do seu rebanho.
9Um anjo do Senhor apareceu aos pastores, a glória do Senhor os envolveu em luz, e eles ficaram com muito medo. 10O anjo, porém, disse aos pastores: “Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que o será para todo o povo. 11Hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós um Salvador, que é o Cristo Senhor. 12Isto vos servirá de sinal: Encontrareis um recém-nascido envolvido em faixas e deitado numa manjedoura”.
13E, de repente, juntou-se ao anjo uma multidão da corte celeste. Cantavam louvores a Deus, dizendo: 14“Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos homens por ele amados”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Mensagem para o Natal de 2016

by Padre Paulo Ricardo - Christo Nihil Praeponere     

"Se conhecesses o dom de Deus…" (Jo 4, 9). É com essas palavras cheias de ternura que Jesus, dirigindo-se àquela samaritana pecadora, manifesta a todos e a cada um de nós o seu desejo ardentíssimo de que O conheçamos e amemos de todo coração. Ora, esse desejo do Senhor encontra sua plena realização no Coração Imaculado da Virgem Maria, que, mais do que qualquer outra criatura, conhece e ama entranhadamente o dom que o Pai celestial entrega hoje, envolto em panos numa pobre manjedoura, a Ela, sempre unida ao Filho, e à família humana, dispersa pelo pecado.
O Natal deste ano de 2016, com efeito, se reveste de especial alegria devido ao Ano Mariano que vimos celebrando desde meados de outubro, em comemoração dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. A Igreja nos concede, assim, a oportunidade de vivermos com mais intensidade e consciência essa presença efetiva de Maria Santíssima, que, gloriosa, reina em corpo e alma ao lado dAquele que a quis por Mãe sua, segundo a carne, e Mãe nossa, segundo a graça [1].
Por isso, a exemplo de São João, o discípulo amado que a acolheu em sua casa (cf. Jo 19, 27), recebamos a Maria em nossa vida e intimidade, aprendamos dela a amar Jesus e a honremos com piedade filial, com um culto de amor sincero e humilde gratidão, de invocação confiante e perseverante imitação, de escravidão voluntária e cotidiana devoção. Ao longo deste próximo ano, façamos da Ave-Maria e da Salve Rainha, do Angelus e do Rosário, das ladainhas e da Medalha Milagrosa nossas principais armas na luta contra o pecado e o egoísmo que parasita nossa alma.
Aprendamos também a refugiar-nos em Maria nos momentos de dor e sofrimento, pois Ela, a Estrela do Mar que nos ilumina e indicia o Caminho (cf. Jo 14, 6), não pensando e querendo senão o que Deus mesmo pensa e quer, ama todas as coisas e não odeia nada do que por Ele foi feito (cf. Sb 11, 24).
O Natal é festa de luz, e essa luz, que é o Cristo que nasce, é também a luz da que brilha no Coração maternalmente misericordioso de Maria [2], a quem devemos acudir e recorrer com tanto mais pressa e confiança quanto mais espessas forem as trevas ao nosso redor. Que a luz da fé, durante todo este Ano Mariano, nos ilumine e aqueça nosso coração, para que, pela intercessão da bem-aventurada e sempre virgem Maria, Nossa Mãe e Senhora, nos saibamos sempre amparados por Aquele que, descendo hoje dos Céus, não abandonará jamais os que adotou (cf. Mt 28, 20) [3].
Um feliz e santo Natal do Senhor!
São os votos do Padre Paulo Ricardo e de toda a equipe Christo Nihil Praeponere.

Referências

  1. Cf. Gabriel M. Roschini, La Madre de Dios según la Fe y la Teología. Trad. esp. de Eduardo Espert. 2.ª ed., Madrid: Apostolado de la Prensa, 1958, vol. 2, p. 541.
  2. Cf. Id., p. 407.
  3. Cf. Leão Magno, De Resurrectione Domini II, c. 3 (PL 54, 392A).
Fonte:


Neste Natal, acolha Jesus em seu coração!

O Natal está chegando! Jesus quer renascer em nosso coração para nos trazer a vida

Márcio Mendes, na manhã desta sexta-feira, dia 23 de dezembro de 2016, no programa ‘Sorrindo pra Vida’, orientado pela Palavra de Deus, convida-nos a prepararmos o coração para este Natal, pois Cristo quer trazer vida nova para nós.
A Palavra meditada está em Malaquias 3,20:“Mas para vós que tendes o meu temor, o sol da justiça há de nascer, trazendo o alívio em suas asas. Saireis saltando livres como bezerros do curral”

Para aqueles que temem e se achegam até o Senhor, o sol da justiça nascerá em seus corações. A presença de Jesus transforma nossa vida de tal forma, que podemos nos comparar, como diz a Palavra de Deus, saltar livres como um bezerrinho. O Senhor, ao nascer em nosso coração, faz-nos pessoas livres!
Hoje, temos grandes motivos para fazer festa, pois o sol da justiça veio até nós, trazendo a cura por meio de seus raios. Jesus, aonde chega, traz cura e alívio para toda a enfermidade. É Ele quem vem ao nosso encontro para trazer o que mais necessitamos!

A paz verdadeira desceu do céu para nós!

Um menino nos foi dado, Ele veio para nos resgatar. Se durante vários dias, neste ano, sorrimos para vida, no dia de hoje nosso sorriso precisa ser dobrado. Alegremo-nos e motivemos quem está ao nosso lado a se alegrar. Levemos palavras de ânimo para aqueles que precisam.
Não pode haver tristeza no dia em que nasceu a vida. Ninguém está excluído de viver a eternidade.  É Jesus quem vem para nos salvar de todos os pecados. Alegre-se o pecador, porque o perdão nos é oferecido.
A salvação chegou para nós! O demônio foi vencido, pois Jesus assumiu sobre si nossa natureza pecadora. De muitas nações e povos divididos, Deus fez uma nova nação, uma nova Jerusalém. Em Jesus somos um só povo, por isso, os Anjos cantam ‘Glória a Deus nas alturas’.

Em sua misericórdia, Deus se compadece de nós.

Se Jesus veio nos dar uma vida nova, por que ficarmos apegados à vida velha? Como acolher Jesus em nosso coração? Pelo perdão que recebemos e damos! Se quisermos nos aproximar de Deus, perdoemos.
Por Jesus, nossa vida pode ser renovada neste instante. Comece renunciando as obras da carne e tomando posse da vida nova que Ele nos dá.
A força de Deus está conosco e uma vida nova está em nosso coração. O poder do Espírito Santo nos faz abraçar os dons que Ele nos deu. O Senhor nos presenteia com uma vida nova.
Não expulsemos com más ações o amor de Deus em nós. Hoje, rompeu-se o jugo do demônio com o sangue de Cristo, não por Sua morte, mas por Seu nascimento. Ao nascer, Jesus nos libertou e nos salvou.
Márcio MendesMissionário da Comunidade Canção Nova
 Transcrição e adaptação: Ariele Silva


Fonte: http://clube.cancaonova.com/sorrindo-para-a-vida/neste-natal-acolha-jesus-em-seu-coracao/

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

NOVENA DO MENINO JESUS - Novena de Natal



Começa no dia 16 de dezembro

1. Eterno Pai, eu vos ofereço para vossa honra e glória e para minha salvação os sofrimentos da Santíssima Virgem e de S. José na longa e penosa jornada de Nazaré a Belém; e a angústia de seus corações por não acharem onde hospedar-se, quando se aproximava o nascimento do Redentor do mundo.
Glória ao Pai.

2. Eterno Pai, eu vos ofereço para vossa honra e glória e minha salvação, o presépio em que Jesus Cristo nasceu, as palhinhas que lhe serviram de berço, o frio que sofreu, as mantilhas em que foi envolvido, as lágrimas que derramou e os seus ternos gemidos.
Glória ao Pai.

3. Eterno Pai, eu vos ofereço para vossa honra e glória e para minha salvação a humildade, mortificação, paciência, caridade e todas as virtudes de Jesus Menino, e vos agradeço, amo e bendigo constantemente por este inefável mistério da encarnação do Verbo Divino.
Glória ao Pai.

V. O Verbo se fez homem;
R. E habitou no meio de nós.

Oremos
Deus, cujo Filho Unigênito, veio ao mundo na substância da nossa humanidade; concedei-nos, nós vo-lo suplicamos, a graça de merecermos ser reformados internamente, por Aquele que vimos semelhante a nós na sua aparência exterior. O qual vive e reina convosco por todos os séculos dos séculos. Amém.

7 anos de ind. cada vez; plenária, no fim da novena.




sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Cuidado com o uso indevido da Palavra de Deus

Muitas vezes, usamos o nome do Senhor, interpretando inadequadamente a Palavra de Deus a nosso favor

Muitas vezes, adaptamos a Palavra de Deus a nosso favor, mas Ele não tem dois pesos e duas medidas. Quando falamos d’Ele com o coração distante, é porque falta coerência religiosa; é preciso viver de acordo com o que se crê. Outros podem tirar proveito da imagem de Jesus, seja na política, nos negócios ou na busca de status para seu bel prazer. O Senhor condenou a tradição vazia dos fariseus: “Alguns fariseus e escribas vindos de Jerusalém dirigiram-se a Jesus perguntando: ‘Por que os teus discípulos desobedecem à tradição dos antigos? Eles não lavam as mãos quando vão comer!’ Ele respondeu-lhes: ‘E vós, por que desobedeceis aos mandamentos de Deus em nome de vossa tradição?’”.

Será que também não fazemos o mesmo? Jesus esclarece que não é comer carne de porco ou deixar de lavar as mãos que faz de alguém impuro, mas “o que sai do coração”, isto é, o pecado. Toda regra criada pelo homem anula a de Deus, se ela não estiver de acordo com a vontade d’Ele. Muitas vezes, usamos de subterfúgios para fazer o que queremos e, de certa forma, “usamos Deus”, interpretando inadequadamente a Sua Palavra a nosso favor. São Paulo também afirma que “procuramos convencer as pessoas, sendo sempre transparentes para Deus. “Espero que sejamos transparentes também para as vossas consciências” (2Cor 5,11).Fazemos as obras de Deus quando estamos unidos a Ele, e isso nos faz uma nova pessoa. Coração e mente são, então, recriados, totalmente transformados; a descrença é substituída pela fé.Seu irmão,Wellington Jardim (Eto)
Cofundador da Comunidade Canção Nova e administrador da FJPII

Fonte: http://eto.cancaonova.com/mensagem-do-dia/cuidado-com-o-uso-indevido-da-palavra-de-deus/

Tenha um diário espiritual


O diário espiritual não deixa que as palavras que Deus nos deu se percam

É bom cultivar o costume de ter um “diário espiritual”. Basta que seja um bloco, um caderninho, fácil de levar na bolsa. Leve-o sempre consigo, para que, quando o Senhor lhe falar, você possa anotar no seu livrinho.É meu costume levar o meu “diário espiritual” para onde eu for. Em casa, no meu escritório, nas minhas viagens. Isto é sabedoria!Ao ler a vida de todos os santos, vemos que eles anotavam as suas experiências com o Senhor. Santo Inácio indicava este caminho para os seus.
Quando o Senhor lhe falar, quer seja por uma profecia ou uma palavra inspirada, anote, não perca nada. Seu irmão,
Monsenhor Jonas Abib

Fonte: http://padrejonas.cancaonova.com/mensagem-do-dia/tenha-um-diario-espiritual/

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...