Pesquisar este blog

Compartilhe



domingo, 31 de julho de 2016

18º Domingo Comum - 31/07/2016

Anúncio do Evangelho (Lc 12,13-21)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, 13alguém, do meio da multidão, disse a Jesus: “Mestre, dize ao meu irmão que reparta a herança comigo”.
14Jesus respondeu: “Homem, quem me encarregou de julgar ou de dividir vossos bens?”
15E disse-lhes: “Atenção! Tomai cuidado contra todo tipo de ganância, porque, mesmo que alguém tenha muitas coisas, a vida de um homem não consiste na abundância de bens”.
16E contou-lhes uma parábola: “A terra de um homem rico deu uma grande colheita. 17Ele pensava consigo mesmo: ‘O que vou fazer? Não tenho onde guardar minha colheita’.
18Então resolveu: ‘Já sei o que fazer! Vou derrubar meus celeiros e fazer maiores; neles vou guardar todo o meu trigo, junto com os meus bens. 19Então poderei dizer a mim mesmo: Meu caro, tu tens uma boa reserva para muitos anos. Descansa, come, bebe, aproveita!’20Mas Deus lhe disse: ‘Louco! Ainda esta noite, pedirão de volta a tua vida. E para quem ficará o que tu acumulaste?’
21Assim acontece com quem ajunta tesouros para si mesmo, mas não é rico diante de Deus”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Busquemos o Senhor, pois Ele se deixa encontrar

Busquemos o Senhor, pois Ele se deixa encontrar:



O Senhor está perto de nós, está em meio às nossas dores e aflições. Vamos ao encontro d’Ele!

Márcio Mendes, nesta segunda-feira, dia 25 de julho de 2016, no programa ‘Sorrindo pra Vida’, convida-nos a procurarmos o Senhor que se deixa encontrar por amor a nós.
A Palavra meditada está em Isaías 55,6-9:
“Procurai o Senhor enquanto é possível encontrá-lo chamai por ele, agora que está perto. Que o malvado abandone o mau caminho, que o perverso mude seus planos, cada um se volte para o Senhor, que vai ter compaixão, retorne para o nosso Deus, imenso no perdoar. Pois os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, e vossos caminhos não são os meus – oráculo do Senhor. Pois tanto quanto o céu acima da terra, assim estão os meus caminhos acima dos vossos e meus pensamentos distantes dos vossos.”
O Senhor se oferece a nós e diz: “Procure-me, pois estou à vossa disposição”. Ninguém se coloca à disposição do outro se não for por amor, pois só o amor nos faz descer ao encontro de quem amamos.
Quando o amor de Deus entra e toma posse do coração de uma pessoa, ela, orientada pelo Espírito Santo, afasta-se de tudo o que a distancia do Senhor. O que nos faz voltar para Deus é o amor!
Ao vencermos o pecado, tornamo-nos pessoas vitoriosas. Alcançar metas é diferente de obter vitórias. A vitória é o que nos faz vencer, pois metas podem ser boas ou más. Nosso pecado não ofende apenas Deus, mas se orienta contra nós.
Quantas coisas deixamos de fazer por medo! Enfrentemos com coragem aquilo que precisamos realizar. Os maiores dramas de nossa vida não estão fora, mas dentro de nós!
O que tem nos derrotado é o que está dentro de nós. O orgulhoso é aquele que não quer contar com Deus, pois se acha autossuficiente. Quem suporta viver ao lado de uma pessoa que se coloca acima de todos? Uma pessoa orgulhosa se derruba sozinha.
Não procuremos apenas a cura do coração, mas também aprendamos a nos proteger de nossas feridas. O orgulho não infla apenas a pessoa, mas tudo o que está no nosso coração.
Se o orgulho nos traz a ruína, a salvação vem quando procuramos o Senhor. Voltemo-nos para Ele e abandonemos os caminhos do mal. Quando estamos voltados para as trevas, estamos de costas para Deus. Se nos voltamos para Ele, desvencilhamo-nos de nossos pecados. É o Senhor quem orienta nosso caminho.
Tudo o que é bom ou mau começa em nós para os outros. É sempre na raiz que fica o maior veneno. Não permitamos que nossa vida seja pervertida. Voltemos para o Senhor, que tem compaixão de nós e nos perdoa. Mesmo que acreditemos que mereçamos ser castigados, nosso Deus é um Deus de perdão e misericórdia.
O demônio semeia em nosso coração que, se pecarmos, deveremos nos desprezar e acreditar que não somos dignos de perdão; com isso, vamos nos afundando e nos destruindo. Inquietação e desconfiança só nos enfraquecem. Tenhamos calma e nos voltemos para Deus.
Na volta para o Senhor, peçamos prudência em nossas palavras, pois quando o coração estiver agitado é melhor ficarmos em silêncio.
O que fazer concretamente neste dia? Recorrer a Deus em oração e nos momento de dúvidas, escutar o Senhor pelo bom conselho de uma pessoa sábia.  Entreguemos nas mãos de Deus a direção de nossa vida. Acalmemos o coração, pois o Senhor está perto.
Márcio MendesMissionário da Comunidade Canção Nova
Transcrição e adaptação: Ariele Silva


'via Blog this'

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Não subestimemos a força da oração

Fonte: http://luziasantiago.cancaonova.com/mensagem/nao-subestimemos-a-forca-da-oracao/

O Senhor nos convida a ouvir e obedecer: “Ouve, ó Israel! O Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e com toda a tua força! E Amarás o teu próximo como a ti mesmo! Não existe outro mandamento maior do que este” (Mc 12, 29-33).

Diz o Papa Francisco: «Não subestimemos a força da oração de muitos! Dado que estamos interligados em Deus, podemos fazer algo mesmo pelos que estão longe, por aqueles que não poderíamos jamais, com as nossas simples forças, alcançar. Rezamos com eles e por eles a Deus, para que todos nos abramos à sua obra de salvação».

As “24 horas para o Senhor” incluem momentos de oração, confissões, anúncio do Evangelho e vigílias em diferentes igrejas, pois “Deus é rico em misericórdia” (Ef 2,4).

Essa iniciativa faz com que muitas pessoas tenham a oportunidade de se aproximarem do sacramento da reconciliação e ajuda muitos jovens a reencontrem o caminho para voltar ao Senhor, a fim de viverem um momento de intensa oração e redescobrir o sentido da própria vida.

Dom Rino Fisichella, do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, afirma que é importante ressaltar que “a misericórdia não se reduz ao Sacramento da Reconciliação; ela tem um horizonte muito mais amplo, que empenha cada um de nós a se tornar instrumento da misericórdia para o próximo”.

Vivamos com o coração penitente neste dia, ajudando muitos outros a se aproximarem do Trono da Graça do Senhor, orando pelo mundo inteiro.

Pai das Misericórdias e Deus de toda consolação, ouvi-nos!

Jesus, eu confio em Vós!

domingo, 24 de julho de 2016

17º Domingo Comum - 24/07/2016

Anúncio do Evangelho (Lc 11,1-13)


— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.


1Jesus estava rezando num certo lugar. Quando terminou, um dos seus discípulos pediu-lhe: “Senhor, ensina-nos a rezar, como também João ensinou a seus discípulos”.

2Jesus respondeu: “Quando rezardes, dizei: ‘Pai, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. 3Dá-nos a cada dia o pão de que precisamos, 4e perdoa-nos os nossos pecados, pois nós também perdoamos a todos os nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação’”.

5E Jesus acrescentou: “Se um de vós tiver um amigo e for procurá-lo à meia-noite e lhe disser: ‘Amigo, empresta-me três pães, 6porque um amigo meu chegou de viagem e nada tenho para lhe oferecer’, 7e se o outro responder lá de dentro: ‘Não me incomodes! Já tranquei a porta, e meus filhos e eu já estamos deitados; não me posso levantar para te dar os pães’; 8eu vos declaro: mesmo que o outro não se levante para dá-los porque é seu amigo, vai levantar-se ao menos por causa da impertinência dele e lhe dará quanto for necessário.

9Portanto, eu vos digo: pedi e recebereis; procurai e encontrareis; batei e vos será aberto. 10Pois quem pede, recebe; quem procura, encontra; e, para quem bate, se abrirá.

11Será que algum de vós, que é pai, se o filho lhe pedir um peixe, lhe dará uma cobra? 12Ou ainda, se pedir um ovo, lhe dará um escorpião?

13Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o Pai do Céu dará o Espírito Santo aos que o pedirem!”


— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

O dia em que pediram pra Napoleão Bonaparte fundar uma religião - Histórias do Padre Léo

"O verdadeiro Napoleão, o imperador, que era o dono do mundo... Falaram para o Napoleão:


- Imperador, o senhor, para mandar no mundo inteiro só falta uma coisa!

Ele falou:

- O que é?

- Fundar uma religião! 

- Ah! Não vou fundar, não! Não posso fundar uma religião.

- Por que o senhor não pode fundar uma religião? Se o senhor é o imperador? O senhor é Napoleão Bonaparte! 

Ele falou:

- Eu não... Pra fundar um religião eu tenho que fazer duas coisas: uma eu não quero e a outra eu não sei se posso. 

- Mas como? O senhor é Napoleão Bonaparte! O que nesse mundo que o senhor não pode fazer? O senhor pode tudo! Quais são essas duas coisas que o senhor falou que tem que fazer pra fundar uma religião? 

- A primeira coisa a fazer é morrer na cruz! Eu não estou interessado. E a segunda é ressuscitar: eu sei lá se eu consigo? Então, eu não vou fundar religião! 

E não fundou, graças a Deus! Vê que ele não era muito louco."


Padre Léo

Trecho da pregação "A cura do coração de Pedro". 

Para adquirir essa pregação, clique aqui.

Cerca de 6,5 mil brasileiros devem participar da JMJ 2016

Voluntário que trabalha no setor de inscrições do COL comenta número de brasileiros inscritos e clima de pré-jornada

Equipe CN na JMJ 2016
Peregrinos de várias partes do mundo não param de chegar a Cracóvia, na Polônia, para a Jornada Mundial da Juventude 2016. Só do Brasil, são esperados cerca de seis mil e quinhentos peregrinos. Isso para contar o número dos que concluíram todo o processo oficial de inscrição. Contando no geral, o Comitê Organizador Local recebeu 13 mil inscrições de brasileiros. Confira mais detalhes: 



Fonte: http://noticias.cancaonova.com/especiais/jmj/cracovia-2016/cerca-de-6-mil-brasileiros-devem-participar-da-jmj-2016/

Oração Jornada Mundial da Juventude 2016

“Deus, Pai misericordioso,
Que revelaste Teu amor em Teu Filho Jesus Cristo
e, no Espírito Santo, Consolador, o derramaste sobre nós,
a Ti confiamos o futuro do mundo e de todos os homens.
De maneira especial a Ti confiamos os jovens
de todos os idiomas, povos e nações.
Guiai e protegei-os nos complicados caminhos de hoje
e dê-lhes a graça de poder colher abundantes frutos
a partir da experiência da Jornada Mundial da Juventude de Cracóvia.
Pai celeste,
faça-nos testemunhas da Tua misericórdia.
Ensina-nos a levar a fé aos que duvidam,
a esperança aos desanimados,
o amor aos indiferentes,
o perdão a quem fez o mal
e a alegria aos infelizes.
Fazei com que a centelha do amor misericordioso
que acendeste dentro de nós
converta-se em uma chama que transforma os corações
e renova a face da Terra.
Maria, Mãe de Misericórdia, rogai por nós.
São João Paulo II, rogai por nós”.

(Rádio Vaticano)

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...