Pesquisar este blog

Compartilhe



quarta-feira, 11 de maio de 2016

Quando usar o discernimento do Espírito?

O discernimento do Espírito é um dom dado por Deus. Saibamos como usá-lo no nosso dia a dia.

Márcio Mendes, nesta terça-feira, dia 10 de maio de 2016, no programa ‘Sorrindo pra Vida’, fala sobre o dom do discernimento do Espírito e convida-nos a clamarmos a manifestação desse dom, o qual nos orienta em nossas decisões.
.: Para adquirir esta edição e outras do programa ‘Sorrindo pra Vida’, acesse a Loja Virtual
.: Receba no celular mensagens de fé e esperança. Envie a palavra VIDA via sms para 46991 – Saiba mais:bit.ly/smsvida
A Palavra meditada está em I Tessalonicenses 5,14-22:“Pedimos-vos, irmãos: chamai a atenção dos que levam vida desordenada, animai os tímidos, sustentai os fracos, sede pacientes para com todos. Tomai cuidado para que ninguém retribua o mal com o mal, mas procurai sempre o bem entre vós e para com todos. Estai sempre alegres. Orai continuamente. Dai graças, em toda e qualquer situação, porque esta é a vontade de Deus, no Cristo Jesus, a vosso respeito. Não apagueis o Espírito, não desprezeis os dons de profecia, mas examinai tudo e guardai o que for bom. Afastai-vos de toda espécie de mal.”
Discernir é separar o que é bom e o que é mau. Peçamos ao Senhor o discernimento do Espírito, pois este nos auxilia em nossas escolhas. É inviável colocarmos à frente de uma obra de Deus uma pessoa sem discernimento, pois quem não o tem anda sem direção.
O discernimento também nos auxilia em nossas atitudes para com o outro. Orientamos, animamos e cuidamos de quem está ao nosso lado quando agimos por inspiração do Espírito Santo, pois quem está cheio do Fogo do Espírito é uma pessoa sempre alegre.
Não apaguemos a chama do Paráclito em nosso coração nem desprezemos os dons que nos foram dados pelo Senhor. Precisamos guardar o que é bom e nos afastar de tudo o que é mau.

Afastemo-nos de tudo o que é mau

Algumas pessoas passam a vida toda sem saber ou sem usar os dons que Deus lhes confiou. Viveremos sempre com um inimigo espiritual a nos rodear. Por isso, não sejamos amigos do demônio, mas nos afastemos de tudo o que nos impede de viver na presença de Deus.
O inimigo não quer nossa felicidade, muito menos nossa santidade, por isso ele nos seduz para nos tirar da vontade de Deus. Quantos andam tristes por serem dependentes de seus relacionamentos e pecados!

A nossa luta é diária

Na luta espiritual que travamos diariamente, usemos as armas que o Senhor nos deu, e uma delas é o discernimento do Espírito. O maligno quer tirar nossa esperança, pois ele sabe que Deus quer se utilizar de nós neste mundo.

O discernimento do Espírito

Aprendamos a separar as inspirações do Espírito Santo daquelas que não são inspiradas por Deus. O discernimento do Espírito avisa o nosso coração daquilo que é divino ou não. É esse dom que nos poupa das artimanhas do inimigo, pois conseguimos discernir se é algo que vem de Deus, do maligno ou da nossa humanidade.
Para nos protegermos dos ataques do maligno, coloquemo-nos sobre a proteção do Altíssimo. O inimigo só tem poder para nos vencer quando nos afastamos do Senhor.
O discernimento do Espírito também nos ajuda a discernir sobre o que é bom e aquilo que é melhor. Não desprezemos os dons, mas o coloquemos à prova no dia de hoje. O que está acontecendo conosco? Sob a Luz do Espírito Santo, peçamos a Ele discernimento.
Ele nos ajuda a descobrirmos, entre as coisas boas, aquilo que é melhor. Não apaguemos o Espírito nem desprezemos o dom de profecia, mas examinemos tudo, guardemos o que é bom e detestemos o que é mau. O que está acontecendo conosco? Coloquemos à prova essas situações para ver o que é de Deus.
Márcio MendesMissionário da Comunidade Canção Nova
Transcrição e adaptação: Ariele Silva

Nenhum comentário:

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...