Pesquisar este blog

Compartilhe



quarta-feira, 11 de maio de 2016

Qual a maior riqueza que você pode ter?

Deus nos fez filhos d’Ele, essa é a grande riqueza da vida

Deus tem uma missão para você, e ela é só sua. Se você não a realizar, ninguém poderá realizá-la em seu lugar, não do mesmo jeito que você fará isso, como no plano original de Deus. Você e sua missão são imprescindíveis ao plano do Senhor.
Justiça é dar a cada um o que lhe cabe, o que lhe é próprio. Por isso, Deus, que é justo, deu a você o plano de vida que lhe cabe. Foi Ele quem o fez e sabe para o que fez, com todas as características para cumprir essa missão.
No que investir a vida?
Você é do Senhor. Então, também é justo que Ele tenha o que é d’Ele. É justo que você se entregue a Ele e viva inteiramente para Seus interesses. E o interesse do Senhor são as almas.
Infelizmente, as pessoas investem a vida em busca de lucro, de riquezas mundanas, vivem em função do dinheiro. Investem no consumo daquilo que provoca morte: tanto a morte para esta vida, como a morte eterna. Investem no consumo daquilo que mais lhes agrada, naquilo que provoca morte. Esquecem-se de quem são.
A Palavra de Deus é clara: “Quem investe a vida no Reino e na justiça d’Ele recebe, já neste mundo, o cêntuplo; no futuro, a vida eterna” (cf. Mt 19,29).

Sem o Espírito nem saberemos quem somos

Gênesis, capítulo primeiro, versículo dois, diz: “O Espírito de Deus pairava sobre as águas”. Isso significa que o Espírito Santo, ao pairar sobre o caos – água e mar, na Bíblia, quer dizer o caos–, fez dele um lugar de ordem e beleza. “Pairar”, no Gênesis, é o mesmo que “repousar” (Is 61,1).
O Espírito Santo repousa sobre nós para fazer a mesma coisa que fez lá no começo da criação, ou seja, para dar ordem à nossa vida, lembrar-nos qual o nosso verdadeiro motivo de existir, o “para que” o Senhor nos criou.
Precisamos do Espírito Santo para ter a coragem de investir a vida não em bens passageiros e ilusões, mas na conquista dos bens eternos. Só pelo Espírito Santo, que é sabedoria, discernimento e inteligência, tomamos consciência de quem somos e no que devemos investir a vida.
Muitos pensam que ser feliz é viver como mostram as novelas. Deus, no entanto, é a nossa verdadeira alegria. No sistema em que vivemos, temos uma falsa liberdade e alegria. Assim, esse sistema vai tirando Deus de nosso interior.
Problemas e tristezas tendem a nos afastar do Senhor, mas deve ser o contrário, porque só Ele é capaz de nos devolver a verdadeira alegria e paz.
Podemos ser santos quando damos um “Não!”, todos os dias, ao pecado, sendo dóceis ao Senhor e Seus planos.

Deus quer falar conosco

A sabedoria de Deus é como uma emissora de rádio, emitindo sinal vinte e quatro horas por dia. Quando nos sintonizamos com o Senhor, Ele começa a nos mostrar o que devemos fazer, por onde quer nos conduzir, a fim de que cumpramos Seus desígnios.
Como ouvir a mensagem, a voz, o mandamento do Senhor? No coração. Pode ser que, num caso especial, o Senhor nos fale ao ouvido, mas não é comum. O normal é Ele falar lá no fundo da nossa consciência.
Para entendermos Deus com clareza, temos de ser íntimos d’Ele e assíduos na oração. Conversemos com Ele sobre nossa vida! Perguntemos tudo ao Senhor, para que Ele fale em nosso interior. Depois de falarmos com Deus, fiquemos em silêncio.
No começo, somos ruins de ouvido, mas, com a prática, vamos aprendendo a ouvi-Lo com o coração. No começo, vai parecer que o Senhor não responde, mas quanto mais Lhe fizermos perguntas e estivermos dispostos em escutá-Lo, tanto mais Ele nos ensinará. A nossa consciência é a voz do Espírito, que é sutil, mas penetrante e regenerador.

Rompendo com todo tipo de medo

A arma que o demônio mais usa para nos atormentar e atribularmos, a fim de que não ouçamos o Senhor é o medo: medo do futuro, da morte, da traição… medo de tudo.
Hoje, Deus nos exorta a renunciar qualquer tipo de medo. Peçamos a Ele a graça da coragem na fé para cumprirmos Seus planos.
O mundo é ingrato e nos faz descartáveis. Servimos ao mundo pensando que ele nos dará “o tudo”, mas ele nos joga fora. É Deus quem nos resgata. Quando o mundo ao qual servimos nos jogou fora, Deus pegou o “descartável” do mundo, que somos nós, e fez-nos filhos d’Ele. Essa é a riqueza do Senhor.
“Possuis muita riqueza se temes a Deus, se evitas toda a espécie de pecado, e se fazes o que é bom aos olhos do Senhor teu Deus” (Tobias 4,23b).

Deus prefere os pequenos

O mundo rejeita os pequenos, mas o Senhor faz grandes coisas por intermédio deles. É para o pequeno e para o humilde que Ele manifesta a Sua glória. É difícil o orgulhoso acolher sua pequenez, assumir que é pequeno. Por isso, assuma-se e ame-se.
Deus se agrada de sua pequenez.

Seu irmão,
Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

Nenhum comentário:

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...