Pesquisar este blog

Compartilhe



terça-feira, 29 de setembro de 2015

COMO SABER A PESSOA CERTA PRA MIM?

Eu sempre acreditei que Deus poderia colocar jovens adequadas em meu caminho; e posso dizer que valeu a pena esperar 
Há 2 anos, escrevi para o Destrave um artigo intitulado “Esperar pela pessoa adequada”. Nele, apresentei a ideia de que não vale a pena se entregar às paixões, às “ficadas” ou aos namoros visando o prazer, pois a espera em Deus é muito valiosa e os frutos surgirão no tempo certo.
O que vem a seguir é a continuação daquilo que havia sido escrito. Quero dizer que, naquela época, eu estava solteiro; hoje, estou namorando. Mas vamos começar do início. Quem me ajuda, nesse momento, a elaborar o resumo dessa história é ela, a Renata.
Eu sempre acreditei que Deus poderia colocar jovens adequadas em meu caminho. Temos a opção de escolher – bem ou mal -, pois somos livres. Mas como saber qual delas poderia ser aquela que eu estava procurando?
Foi então que, a conselho de uma jovem muito próxima a mim, escrevi uma carta para Deus. Essa ideia foi inspirada no livro “O glorioso encontro”. Sinceramente, eu estava confiante que o Senhor iria zelar pelo meu pedido e quis ir além. Em uma Missa, entreguei a Nossa Senhora meu pedido e comprometi-me a servir e a esperar por um ano. Não foi um acordo, mas um meio que encontrei de deixar nas mãos dela o meu desejo. Para mim não foi nada fácil.
Não posso negar que, por muitas vezes, eu repensava o assunto. Apareceram diversas oportunidades. Entretanto, consegui cumprir  o compromisso apesar de minhas limitações humanas como ansiedade, frustração e dúvida.
Praticamente um ano depois de minha conversa com Nossa Senhora, eu conheci a Renata. Mas como saber que ela seria a minha namorada? Pedi a Nossa Senhora, no tempo de espera, que ela me apresentasse um sinal para que eu reconhecesse a pessoa certa. Acredito que não foi simplesmente meu olhar que encontrou algo. Ia além disso. Por vezes, eu vi a Renata relacionada a algum momento com Maria. Um exemplo disso foi quando a vi carregando uma imagem de Nossa Senhora em seus braços e vindo em minha direção no dia de nosso primeiro encontro!
arte-namoro-artigos
Quanto a ela, Deus havia lhe mostrado, por meio de orações, que ela encontraria no momento certo um rapaz. Ela, assim como eu, também teve sua espera no Senhor. Também enfrentou diversas situações. Como dizem por aí, não foi exatamente um “amor à primeira vista”, mas algo que amadureceu com o tempo.
O diálogo nos períodos de amizade e de “caminho de namoro” foi essencial para tomar a decisão de namorar. Sim, pois é necessário um período de discernimento antes do namoro. Nesse tempo que demos um ao outro, é que realmente descobrimos diversos pontos importantes em comum – lembrando que há diferenças entre nós. Isso tudo nos apontou que poderíamos iniciar uma linda caminhada  juntos.
Estamos namorando há 8 meses. Confesso que é uma época incrível de alegrias e tristezas, vitórias e derrotas. Por enquanto, um prelúdio do que há de vir. Aponto a você, caro(a) leitor(a), que o fato de namorar com ela não significa que alcançaremos o casamento. Antes, é preciso vivermos bem tudo isso para chegarmos até lá, sermos conscientes, colocarmos Deus em primeiro lugar em todas as coisas. Por outro lado, uma coisa é certa para nós dois: por mais distante que esteja o altar, nós olharemos não um para o outro, mas para a mesma direção. Visamos o sacramento do matrimônio e a construção de uma Igreja Doméstica. E quanto mais buscamos Deus, mais nos encontramos, mais o amor cresce em nosso coração.
Por isso, eu digo a vocês: valeu a pena esperar!

Fonte: DESTRAVE

Nenhum comentário:

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...