Pesquisar este blog

Compartilhe



quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Como ser puro em um mundo erotizado?

Um dos maiores desafios do jovem cristão é viver corretamente a sua sexualidade, principalmente quando faz parte de um mundo no qual os valores são postos de lado e há uma busca desenfreada pelo prazer. Não é fácil suportar tamanha pressão dos amigos e da mídia, mas quem consegue “segurar a onda”, percebe o quando vale a pena.
A sexualidade é algo belíssimo, deixada por Deus para ser vivida de maneira responsável. O problema começa quando a busca pelo prazer deixa de ser saudável e passa a consumir uma energia desnecessária. É o jovem quem diz não querer perder tempo e decide-se por viver o sexo sem freios, colocando-se num situação em que tudo é permitido e nenhuma responsabilidade é assumida.
Ninguém consegue se realizar como ser humano enquanto coloca os desejos da carne acima das necessidades do espírito. Os desejos sexuais, embora sendo algo belíssimo, não são saciados se deles se abusam. Os desejos espirituais, ou seja, a busca de Deus e das coisas santas, saciam-se com a procura constante. Se não soubermos equilibrar os desejos, não seremos serenos nestes últimos.
Todo jovem sonha ser feliz, mas ninguém consegue ser realmente feliz enquanto não se disciplina no uso das funções deixadas pelo Senhor. Se eu compro um carro projetado para andar na estrada e tento andar com ele na água, certamente estarei fazendo mal uso dele, e os resultados danosos não tardarão aparecer. Assim acontece também com nossa sexualidade: se for mal usada, afetará outras áreas de nossa vida.
Quem quer ser puro e viver bem sua sexualidade precisa disciplinar-se no olhar, no ouvir e no falar. Somos constantemente bombardeados por sons, imagens e leituras que nos incentivam à vivência incorreta da sexualidade, como se isso fosse vantajoso para nós. Esta mentalidade pagã, que se dissemina feito um vírus em nossa sociedade, não é garantia de felicidade eterna, mas de um prazer momentâneo, o qual, muitas vezes, deixa dor e ressentimento quando se vai.
“Quem quer ser puro e viver bem sua sexualidade precisa disciplinar-se no olhar, no ouvir e no falar”
A pureza não é uma fuga covarde das tentações, já que não é isso que pedimos ao Pai na oração ensinada por Jesus. Ser puro é viver num mundo erotizado e não se deixar contaminar por ele. Sabemos que as tentações vêm – elas sempre vêm! -, mas o jovem que está em sintonia com Deus não se apequena diante delas. E, mesmo que uma vez ou outra seja vencido por alguma, não se sente um derrotado, pois sabe que sempre lhe é dada uma nova oportunidade de lutar até vencer.
A psicologia nos ensina a sublimação dos desejos. A religião nos mostra que Deus supre nossas carências. Ninguém precisa se esconder do mundo e das pessoas temendo não suportar a pressão. Quanto mais se luta para viver bem a sexualidade, mais forte e maduro psicologicamente o jovem se torna. Suas quedas servirão de impulso para o acerto e, em pouco tempo, será também seta a direcionar outros jovens.
Sempre é tempo de mudar o leme do barco e remar para novas águas. O jovem que quer viver bem sua sexualidade precisa se decidir a abandonar tudo e todos que não lhe ajudam nesse processo e buscar tudo e todos que possam ajudá-lo. Certamente, há muita gente boa que acredita no uso sadio e correto da sexualidade. E são essas pessoas que devo enxergar como espelho, pois são elas que estão no caminho escolhido e traçado por Deus para o jovem que quer ser feliz. Você aceita o desafio?

Nenhum comentário:

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...