Pesquisar este blog

Compartilhe



terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Roupa de Missa: dicas de como se portar

doroteia_batacla

“Deus não olha as nossas roupas. Ele só se importa com o nosso coração”. Essa é uma meia verdade. Deus não liga para as nossas roupas, mas se importa muito, isso sim, com as intenções que temos ao nos vestir, e com o que sinalizamos para as demais pessoas com o nosso visual.

Se você é daqueles que diz quer não importa a roupa que a pessoa veste, mas sim o seu caráter, eu te faço um desafio: seja homem ou mulher, vá numa entrevista de emprego ou a um casamento de um amigo vestido com camiseta regata, short e chinelo. Topa?

Proponho também um exercício imaginativo: você está tranquilão na laje, todo melecado com óleo, pegando um bronze de sunga (se for homem) ou de maiô (se for menina). De repente, do meio das nuvens, soa uma voz como de trovão, dando a notícia bombástica: “Jesus está voltando! Ele vem te visitar!”. Duvido que você resistirá ao impulso quase que imediato de vestir uma roupa mais composta, em consideração ao Senhor.

A forma como um cristão se veste não é primordial; mas nem por isso a questão deixa de ser importante. Ainda mais quando se trata da roupa com que vamos visitar Jesus na igreja. Recato é bom e Deus gosta!

O sacerdote não sobe ao altar se não estiver coberto com as vestes sagradas, por causa do grande respeito que deve ao Divino Jesus e à sua função sacerdotal. E quanto a nós? Queremos participar da missa vestidos de qualquer jeito? Valei-nos, Jesus, Maria e José!

doroteia

Muitos leitores têm nos pedido informações sobre a roupa adequada para entrar no templo e, em especial, para participar da Santa Missa. Então, damos aqui algumas orientações, partindo basicamente do padrão exigido pelo Vaticano.

vaticano_roupa

A placa acima informa o tipo de trajes permitidos e proibidos para o acesso ao Museu Vaticano, à Capela Sistina e à Basílica de São Pedro. Tá desenhado, mas vamos descrever…

MULHERES:

  • É proibida a entrada com decotões, blusas sem mangas, saias curtas ou shorts.
  • Barriga de fora, nem pensar!
  • Devem usar blusa de manga (pode ser manga curta), saia ou bermuda na altura dos joelhos, no mínimo.
  • Pode haver decote na blusa, desde que seja discreto.

HOMENS:

  • É proibida a entrada com blusas sem mangas e bermudas.
  • Devem usar calça e blusa de manga curta, ao menos.
  • Nem precisa dizer que barriga de fora não rola, néam?

indios_criancas

Faz todo o sentido que as igrejas locais de todo o mundo eduquem os fiéis a adotarem esses padrões de vestimenta. Contudo, as realidades locais podem admitir variações sobre esse padrão. Por exemplo: numa comunidade indígena, não é imoral que os nativos participem da missa vestidos somente com tangas.

Atenção, meninas da civilização: não venham com esse papo de que vocês têm ascendência indígena, pra entrar na igreja sensualizando. É bem capaz de vocês receberem um castigo dos Céus, ficando com as tetas caídas que nem as das índias!

Em algumas dioceses, os padres consideram tolerável que os homens usem bermudões para entrar na igreja. No Rio de Janeiro, por exemplo, bermudão na altura dos joelhos é praticamente o uniforme do domingo. Então, é compreensível que a pessoa esteja na casa de um familiar ou em uma atividade de lazer, e de lá vá direto pra missa.

Bermudão pra homem é o traje ideal para a missa? Não, mas, em certas regiões, é tolerável. Os homens que não estejam com calças, porém, não devem ser convocados para exercer funções no presbitério: leituras, apoio da patena etc. Mas, caso esteja recebendo o Sacramento do Batismo ou Crisma (ou se for padrinho), o homem deverá necessariamente estar de calças.

legging

Quanto às mulheres, podem usar calça na missa, desde que não seja daquelas que exaltam o formato das suas “coisas” na frente e atrás. Se estiver de legging, vale usar uma blusa longa por cima, cobrindo o que se deve.

E, em todo o lugar, as NOIVAS mandam muito mal: muitas entram na igreja com o colo completamente nu, ou então usam um decote que deixa os peitos saltando. Meninas, se vocês optarem por um vestido tomara-que-caia ou sem mangas para o dia do casamento, providenciem um bolero pra cobrir as costas e ombros durante o rito (isso vale também pras madrinhas e convidadas).

Se a pessoa já foi caridosamente advertida, e ainda assim insiste em continuar a entrar na igreja em trajes inapropriados, o padre tem até mesmo o direito de lhe negar a comunhão, conforme a exortação do Cardeal Sbaretti, de 1930. Porém, esse tipo de advertência é cada vez mais rara: em nossas paróquias, domina o silêncio e a aparente indiferença dos sacerdotes sobre o problema.

Especialmente o clero e os catequistas não devem ser omissos, mas lembremos que a conscientização dos fiéis sobre os trajes na igreja é mais eficaz quando feita com tato, em vez de duras repreensões. Até porque a maioria não erra nesse ponto por maldade, mas sim pela falta de uma devida catequese. Esse tato, é claro, não necessariamente inclui o nosso blog… A nossa catequese é de boteco!

quenga_noiva

- Escrito pelo "O Catequista": http://ocatequista.com.br/archives/11630#sthash.gSXbaxLw.dpuf

Nenhum comentário:

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...