Pesquisar este blog

Compartilhe



sábado, 14 de setembro de 2013

Carta de conselho

"Ouvi, filhos meus, a instrução de um pai; sede atentos, para adquirir a inteligência, porque é sã a doutrina que eu vos dou; não abandoneis o meu ensino." (Pr 4, 1-2)
Começo minha carta com essa frase do Livro dos Provérbios da mesma forma vocativa e com a mesma intensão do escritor iluminado desse livro pelo Espirito. Não quero me exaltar nem me considerar superior a ninguém, mas após elogios dos quais recebi e recebo de jovens amigos na fé me senti obrigado a orientá-los que não sou nenhum grande sábio e algo inatingível, tenho muito a evoluir e toda palavra bela da fé que professo não é de minha boca ou mente que sai, mas do Espírito. Faço essa exortação para que não se acomodem com a situação de vida de vocês e evoluam na fé em conhecimento e obras. Cresçam em sabedoria. Cito 3 formas de obter sabedoria que aprendi:
1ª - Experimentação: se obtém através da vivência e ensinamentos e sofrimentos da vida
2ª - Observação: se obtém na observância da vivência e sofrimentos dos outros e da leitura
3ª - Reflexão: se obtém na meditação e preparação interior aprendendo consigo mesmo e pelo Espírito
A primeira é natural e nem sempre garantida, pois o sofrimento nem sempre ensina e é necessário a prática da 3ª, a mais difícil na minha opinião. Por isso, muitas vezes é necessário buscar e mesclar a segunda com a terceira.
Observem que esperteza, sabedoria, inteligencia e conhecimento são muito confundidos. A primeira sem a sabedoria e a inteligência pode facilmente ser chamada de malícia e forma de ação maldosa. Ter conhecimento não é garantia que uma pessoa é sábia, nem que é inteligente. A inteligência e a sabedoria se assemelham muito, porque ambas são dons que se manifestam através do uso do conhecimento. O sábio é aquele que através de sua vivência e sabedoria adquirida toma uma postura coerente sobre esses ensinamentos. O inteligente é aquele que sabe concluir e raciocinar sobre os fatos e conhecimentos adquiridos. Difícil imaginar um sábio que não seja inteligente, mas fácil de conhecer um inteligente sem sabedoria. Isso, porque muitos buscam os conhecimentos humanos, com isso, possuem a inteligência humana e uma falsa sabedoria. No entanto, "buscai as coisas lá do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus." (Cl 3, 1). Buscar as coisas do alto é buscar os Carismas, buscar o Espirito Santo, pois ele dá a verdadeira Sabedoria e Inteligência de Deus.
Também, como cristãos convictos e verdadeiros, não devemos ficar só na espera. Como diz aquele velho ditado: "Deus ajuda quem cedo madruga"! Logo, busque a sabedoria e a inteligência que Deus providenciará a sua assimilação e prática. Reforço as palavras de nosso papa emérito Bento XVI: "Estudai o catecismo! Esse é o desejo do meu coração.(...) Para isso, sacrificai tempo".
Da mesma forma que Cristo se sacrificou por nós, nos sacrifiquemos para Deus e para nosso próximo para obtermos a Redenção em Cristo. "A vereda dos justos é como a aurora, cujo brilho cresce até o dia pleno"(Pr 4, 18). Amém.

João Paulo Radd
Administrador do Saber Católico

Nenhum comentário:

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...