Pesquisar este blog

Compartilhe



sábado, 21 de julho de 2012

ROMA, 26 Jun. 12 / 08:41 am (ACI/EWTN Noticias).-


Liana Marabini.
 Com o apoio do Pontifício Conselho da Cultura, foi apresentada no Salão de convenção Conciliazione de Roma, a terceira edição do Festival Internacional de Cinema Católico, que recolhe filmes que promovem valores e modelos positivos.

Na apresentação participaram Dom Franco Perazzolo, membro do Pontifício Conselho da Cultura; a Presidente do Festival e diretora de cinema, Liana Marabini; Ganni Quranta, importante cenógrafo vencedor de um Oscar, e Maria Pia Ruspoli, atriz e membro do jurado.

Em entrevista com o grupo ACI em Roma, Liana Marabini expressou que o século XXI "é o século das conversões, e devemos ajudar a isso através do cinema".

"Com o cinema, podemos criar e dar às pessoas modelos de vida positivos, tanto através das palavras, como dos personagens. Por isso eu costumo comprometer-me muito em meus filmes, tento dirigi-los sempre com atores importantes. Eles são os modelos de hoje em dia para as pessoas, e se eles interpretarem personagens positivos, isso será de muita inspiração para as conversões", acrescentou.

A diretora do Festival indicou aos jornalistas que nestes momentos "há uma busca especial dos valores de Deus", e denunciou que atualmente, "a indústria do cinema é muito hostil com o desenvolvimento de temáticas católicas".

O festival se desenvolverá entre os dias 2 a 5 de julho, e vai expor 15 filmes selecionados entre mais de mil candidatos.

O Presidente do Pontifício Conselho da Cultura, Cardeal Gianfranco Ravasi abrirá o evento, que se celebra sob o lema "Cinema e Nova Evangelização". Os responsáveis esperam que esta manifestação sirva para dar um lugar aos produtores e diretores de cinema, documentários, séries de TV, curta-metragens e programas que promovam os valores universais e os modelos positivos.

Entre os finalistas ao prêmio de Melhor Filme está a produção espanhola "Uma Canção", de Imaculada Hoces, nomeada a 12 Prêmios Goya 2013; a americana "War of the Vandeè", do Jim Morlino; e "Churchmen", uma produção francesa dirigida pelo Rodolphe Tissot.

O Peixe de Prata, símbolo dos cristãos, será o desejado galardão a ser entregue ao Melhor Filme, Melhor Documentário, Melhor Curta-metragem, Melhor Atriz e Ator protagonistas, e Melhor Diretor.

Enquanto isso, o prêmio para a melhor carreira já está destinado a Robert Hossein, diretor de "Uma mulher chamada Maria", cuja estréia acompanhará a inauguração do festival.

Nenhum comentário:

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...