Pesquisar este blog

Compartilhe



sábado, 12 de maio de 2012

Os Evangelistas

Nesse sábado resolvi pegar a bíblia para ler a palavra do Senhor e me despertou a curiosidade sobre os evangelistas Mateus, Marcos, Lucas e João.
Um amigo protestante tinha me falado "erroneamente" que os evangelistas eram discípulos de Cristo. Se considerarmos todos os convertidos como discípulos de Cristo, sim está correto. No entanto, não são os quatro evangelistas uns dos 12 apóstolos escolhidos por Cristo. Somente 2. Veremos a seguir:

São Mateus

"Partindo dali, Jesus viu um homem chamado Mateus, que estava sentado no posto do pagamento das taxas. Disse-lhe: Segue-me. O homem levantou-se e o seguiu." (São Mateus 9,9)

Conhecido também como Levi (
São Marcos 2,14São Lucas 5,27), este é um doze apóstolos como mostra na passagem de Lucas 6, 12-16: 


 12.Naqueles dias, Jesus retirou-se a uma montanha para rezar, e passou aí toda a noite orando a Deus.13.Ao amanhecer, chamou os seus discípulos e escolheu doze dentre eles que chamou de apóstolos:14.Simão, a quem deu o sobrenome de Pedro; André, seu irmão; Tiago, João, Filipe, Bartolomeu,15.Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Simão, chamado Zelador;16.Judas, irmão de Tiago; e Judas Iscariotes, aquele que foi o traidor.


Segundo a tradição, Pápias (ca. 135 dC) afirmou: "Mateus ordenou os ditos (logia) em dialeto hebraico e cada um os traduziu conforme era capaz". Primeiramente o livro foi escrito em aramaico e depois traduzido para o grego por alguém segundo uma antiquíssima tradição. O tradutor, provavelmente se baseou em alguns trechos de São Marcos para traduzir. Outros estudos afirmam q a composição do livro foi pelo ano 90. Mais destacado do que os outros evangelistas, Mt conservou o sabor palestino, no uso fórmulas tradicionais da linguagem de Israel e no acento original nos ditos de Jesus.
O livro foi escrito com o seguinte público-alvo: os judeus da Palestina. Estes necessitavam de conversão e a prova de que Jesus é o Cristo.



São Marcos


Inicialmente publicado anonimamente, mas também segundo a tradição, deveria pertencer a um certo Marcos, um judeu-cristão que  gozava de autoridade na comunidade; alguém que viajou da Palestina para Roma. Atribui-se a João Marcos, primo de Barnabé, citado no Atos dos Apóstolos 12,12:



12. Refletiu um momento e dirigiu-se para a casa de Maria, mãe de João, que tem por sobrenome Marcos, onde muitos se tinham reunido e faziam oração.

Era este, discípulo de Pedro e acompanhou Paulo na sua primeira viagem missionária. Seu evangelho é formado por um apanhado de ensinamentos de Pedro em Roma, pouco antes de 64. O foco desse evangelho era de apresentar Jesus ao povo pagão, mostrando tudo de extraordinário e de valor probatório de sua missão nos milagres por ele operados. Marcos é o primeiro a escrever uma "história" de Jesus desde o batismo até a ressurreição. Esse livro ajudou na composição do livro de Mateus e Lucas.

São Lucas

A tradição cristã desde o século II, atribui esse livro e o livro dos "Atos dos Apóstolos" a Lucas. Embora não tenha conhecido Jesus, ele era companheiro de Paulo nas suas viagens(At 16, 10-17; 20, 5-15; 21, 1-18; 27,2-28,16 / -os links levam até os capítulos-). Paulo o lembra com simpatia, como por exemplo, no trecho de Cl 4, 14:

14. Saúda-vos Lucas, o caríssimo médico, e Demas.
Lucas usou de fonte o livro de Marcos, e escreveu visando também os pagãos, apresentando Jesus do modo mais atraente e comovedor. Fazendo notar, antes de tudo, a bondade e misericórdia do Senhor. Lucas escreve como se fosse uma carta a Teófilo (desconhecido).
Dos quatro, Lc é o mais fácil de compreender com uma sintaxe mais cuidadosa.


São João


Segundo testemunho de Irineu de Lião (180 dC), o 4º evangelho é do apóstolo São João, filho de Zebedeu. João, de Johanan = "Javé amou", ou "agraciado', pareceu sugerir de o "discípulo que Jesus mais amava" se referia a ele mesmo, João. Supostamente escrito em Efésio, e também recebendo sua edição final no ano 90 pela escola joanéia ali mesmo. O escrito é voltado aos já convertidos para que esses soubessem mais sobre Cristo. Mostrava-o além de sua realidade invisível, isso sem de deixar de mostrar que ele veio como homem, que sofreu e foi glorificado, mostrando seus atos e discursos. No entanto, além disso, ele mostra sua experiência pessoal junto ao Cristo. 


Baseado nas fontes: Bíblia Sagrada, ed. Ave-Maria (Edição 142), e Bíblia Sagrada, ed. Vozes (Edição 46)


João Paulo Radd

Nenhum comentário:

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...