Pesquisar este blog

Compartilhe



sábado, 29 de outubro de 2011

Cristão deve caminhar contra a corrente, afirma Bento XVI

Leonardo Meira
Da Redação CN


Bento XVI durante visita à África, em março de 2009
O Papa Bento XVI recebeu os Bispos da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (Ceast) em audiência na manhã deste sábado, 29. Os prelados africanos fazem sua visita ad Limina Apostolorum e encontraram-se com o Pontífice na Sala do Consistório do Palácio Apostólico Vaticano.

"Os cristãos respiram o espírito do seu tempo e sofrem a pressão dos costumes da sociedade em que vivem; mas, pela graça do Batismo, são chamados a renunciar às tendências nocivas imperantes e a caminhar contra a corrente guiados pelo espírito das Bem-aventuranças", ressaltou.

Acesse
.: NA ÍNTEGRA: Discurso de Bento XVI


Nesta linha, o Papa abordou três obstáculos onde naufragam a vontade dos santomenses e angolanos que aderiram a Cristo.

1 - "amigamento" - contradiz o plano de Deus para a geração e a família humana. O número de matrimônios católicos naquela região é bastante pequeno, tanto que a Conferência Episcopal escolheu o matrimônio e a família como prioridades pastorais do triênio em curso. "O amor esponsal deve ser único e indissolúvel como a aliança entre Cristo e a sua Igreja. Este tesouro precioso deve ser salvaguardado, custe o que custar", afirma Bento XVI;
2 - coração dos batizados ainda dividido entre o cristianismo e as religiões tradicionais africanas - um efeito abominável dessa realidade é a marginalização e mesmo o assassinato de crianças e idosos, a que são condenados por falsos ditames de feitiçaria. O Papa propõe um trabalho conjunto das comunidades eclesiais afetadas pelo problema. "Aflitos com os problemas da vida, não hesitam em recorrer a práticas incompatíveis com o seguimento de Cristo", indica;
3 - resquícios de tribalismo étnico palpáveis nas atitudes de comunidades que tendem a fechar-se, não aceitando pessoas originárias de outras partes da nação - Bento XVI recorda que, na Igreja, como nova família de todos os que acreditam em Cristo, não há lugar para qualquer tipo de divisão. "Ao redor do altar, reúnem-se homens e mulheres de tribos, línguas e nações diversas, que, partilhando o mesmo corpo e sangue de Jesus-Eucaristia, se tornam irmãos e irmãs verdadeiramente consanguíneos", explica.


Próxima visita
O Santo Padre indicou que o anúncio da alegria da fé é o serviço comum dos Pastores. Nesse sentido, falou sobre sua decisão de proclamar um Ano da Fépara que a Igreja inteira "possa oferecer a todos um rosto mais belo e credível, transparência mais clara do rosto do Senhor".

Bento XVI recordou que, em novembro, fará uma visita apostólica ao Benim para entregar a Exortação Apostólica fruto da Segunda Assembleia para a África do Sínodo dos BisposEle também lembrou com alegria de sua visita à África, em março de 2009, "durante a qual pude encontrar-me convosco e, convosco, celebrar Jesus Cristo no meio de um povo que não se cansa de O procurar, amar e servir com generosidade e alegria. Guardo aquele povo no coração e, de certo modo, esperava a vossa vinda para ter notícias dele", disse.

Nenhum comentário:

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...