Pesquisar este blog

Compartilhe



domingo, 31 de julho de 2011

“Todos comeram e ficaram satisfeitos!”

1.Introdução.


Alguns “profetas” disseram que o século XXI seria o “Século da incredulidade religiosa”! Pelo contrário, está se o “Século da fome e da sede de Deus!” Mas, no “Mundo da Comunicação instantânea”, é difícil descobrir o “rosto do verdadeiro Deus!” Muitos falam dele, mas poucos o conhecem!
Igrejas inúmeras e profetas sem conta falam de Jesus e de sua Igreja. Estamos literalmente tontos de tanta informação e, por incrível que pareça, estamos cada vez mais distantes do verdadeiro Deus de Jesus Cristo. É necessário voltar ao Evangelho, meditado em silêncio e oração para conhecer a Jesus.!
O Povo de Israel vivia no “Exílio da Babilônia”, inclinado a seguir os deuses de ouro dos poderosos; por isso, o profeta fala de “água pura e pão de qualidade oferecido de graça”! Não paga a pena abandonar o verdadeiro Deus e seguir os ídolos de seus opressores! O pão que eles oferecem não sacia e nem a água alivia a sede! Somente Javé, o verdadeiro Deus, sacia e sacia de graça! “Escutai-me... vinde a mim e comei com fartura do que é bom! Escutai-me e vivereis!” (Is 55,1-3).

2.Palavra de Deus.

  • Is 55,1-3 – O profeta recorda que não são os deuses da Babilônia que saciam a fome e a sede do povo exilado. Este deve procurar a Javé que o sacia com fartura de pão verdadeiro e de água viva oferecida de graça. Deus não esqueceu a aliança feita ao rei Davi: “Farei convosco uma aliança eterna!”
  • Rm 8,35.37-39 – Paulo nos recorda que apenas o amor divino e sangrento de Jesus: é nossa garantia. Ele derramou seu Sangue e morreu por nós; por isso, nada nos separa deste amor. É Jesus quem nos salva. Não são igrejas ou filosofias e nem Movimentos que nos salvam! Somente “o amor de Deus manifestado em Cristo Jesus nosso Salvador!” Ele e nada mais! E Ele nos salva de graça!
  • Mt 14,13-21 – Quando Jesus não é mais ouvido em Cafarnaum, não obstante os milagres, refugia-se no deserto onde os pobres e famintos o encontraram. Compadecido, cancela seu descanso e passa o dia a doutriná-los, cura seus enfermos e dá-lhes pão e peixe em abundância para comer. É o Messias esperado. Quem sacia os pobres é Deus; não são os ricos!

3.Reflexão.

  • O Povo de Deus, além de ser explorado pelos poderosos, é tentado a seguir os deuses deles. São deuses de ouro, mas não saciam nem a fome e nem a sede do povo; por isso, o profeta reaviva a confiança em Javé que sacia a fome e a sede dos perseguidos gratuitamente. A salvação do pobre está em Deus!
  • Paulo, em luta com seus adversários, recorda que somente o amor de Deus manifestado em Jesus Cristo, pode salvar-nos.Não há Lei que salve e nem circuncisão! E quem poderá afastar-nos dEle? A alegria do pobre é saber que Deus lhe quer bem e lhe reservou uma glória eterna e que ninguém pode roubar! Os pobres não têm recursos materiais para comprar a felicidade; ela é oferecida gratuitamente por Jesus Cristo, nosso Salvador! Como é maravilhoso nosso Deus!
  • Os pobres não foram alimentados por Herodes e nem pelos sacerdotes; Jesus deu-lhes pão e peixe com fartura. Crer no poder de Jesus não nos dispensa de lutar em favor dos pobres e partilhar com eles o pão de cada dia. Jesus multiplicou o pão e o peixe, mas os apóstolos o distribuíram para os famintos: “Dai-lhe vós de comer... Ele deu o pão aos discípulos e os discípulos às multidões!” Devemos distribuir entre os famintos o pão recebido de Deus!


“Em vós esperam os olhos de todos!”

Frei Carlos Zagonel.

O sexo no plano de Deus

Ninguém é feliz se não aceita a vontade do Senhor

Vamos refletir um pouco sobre o sentido do sexo no plano de Deus, na nossa vida. Deus e a Igreja olham para o sexo como algo muito importante. Deus Pai quis que existissem dois sexos, então cada um de nós é parte daquilo que é o seu sexo. O sexo não é apenas um ingrediente da sua pessoa, é a sua pessoa. Deus quis que o casal fosse assim feliz: "Sereis uma só carne".

O livro do Gênesis diz que o Altíssimo os criou homem e mulher e disse: "Crescei-vos, multiplicai-vos e enchei a terra". E dessa forma toda a riqueza do sexo masculino enriquece o sexo feminino e vice-versa. O sexo vai muito além do físico, ele faz parte do intelecto, do coração, por isso é muito importante que nós amemos o nosso sexo: se Deus me fez homem eu devo gostar de mim como homem. É importante que queiramos ser o que Deus quer. Ninguém é feliz se não aceita o plano, a vontade do Senhor.

Qual o sentido do sexo no plano de Deus? O sentido unitivo e procriativo. Em relação ao procriativo vemos que Ele disse: "Crescei, multiplicai, enchei a terra". O Todo-poderoso quer que você gere o seu filho e não quer que nenhum filho venha a este mundo de outro jeito que não seja por intermédio da relação do pai e da mãe no ato de gerar essa criança - gerada no calor de amor de seu pai e sua mãe.

Deus não quer sexo sem vida e não quer vida sem sexo, ou seja, vida gerada por fertilização, entre outros. A coisa mais bonita que podemos fazer neste mundo é sermos pais e mães: um dia os navios vão parar de navegar, as estrelas vão parar de brilhar, mas os nossos filhos nunca vão passar, pois são a imagem e semelhança de Deus. O casal é a fonte da vida por meio da vida sexual. Então, aí vocês já percebem a alta dignidade do sexo.

A segunda dimensão [do sexo no plano de Deus] é a da unidade do casal. Deus disse: "Vocês serão uma só carne" - carne, na Bíblia, quer dizer natureza humana e esta união se dá também no plano físico. Então o ato sexual é a celebração mais profunda do amor conjugal, o ápice - "o meu corpo é da minha mulher, pois fiz uma aliança com ela". Mas Deus Pai deixa bem claro: o sexo é no casamento.

O sexo no lugar certo, no plano de Deus, na família, no casal é uma maravilha, mas, fora do casamento é uma desgraça. É preciso que os jovens entendam por que a Igreja diz que o sexo é só no casamento: é porque esta Mãe os ama muito. Veja quantas doenças venéreas estão espalhadas pelo mundo. Hoje os Estados Unidos e a Inglaterra estão incentivando seus jovens à abstinência sexual, para que não vivam o sexo fora do casamento. Por que isso? Porque ninguém é mais sábio, melhor do que Deus: se o Senhor propõe para nós uma lei é porque Ele é bom para nós.

O sexo é para ser vivido no casamento - fora dele você tem tragédia: doenças venéreas, gravidez fora de hora, entre outros. Mas a Igreja diz para você: "Viva a Lei de Deus. Você vai ser feliz!"

Felipe Aquino
felipeaquino@cancaonova.com

Bento XVI recebe titulo de honra da cidade alemã de Trausten

Mirticeli Medeiros
Da Redação CN, com Radio Vaticano (tradução: equipe CN Notícias)

Traunstein, vista geral, Alta Baviera, Alemanha
Uma delegação de Traustein, cidade alemã da região da Baviera meridional, onde o papa celebrou a sua primeira missa em 8 de julho de 1951, ofereceu um concerto ao Papa Bento XVI, neste sábado, 30, em Castel Gandolfo, por ocasião dos seus 60 anos de sacerdócio, comemorado em 29 de junho deste ano.

Durante a cerimonia, foi entregue ao Pontífice o chamado “anel de honra” do distrito de Traustein, um título especial que foi instituido em 1969 e é conferido àquelas pessoas que, de alguma forma, contribuiram com a comunidade local.

“Através de vocês aqui está presente a minha pátria bararesa. È para mim uma grande alegria o fato que este anel me tenha sido entregue de modo unânime, além de toda pertença ou diferença. Para mim é um sinal de que verdadeiramente estou em casa e sou feliz”, disse Bento XVI durante o discurso de agradecimento.

O Santo Padre também destacou que a região da Baviera não seria a mesma sem a presença da musica, da poesia e da cordialidade. “Aos muscistas um agradecimento especial por me terem reproposto aquela musica capaz de me mostrar o Paraíso”, ressaltou Bento XVI diante da homenagem musical.

O Papa encerrou o discurso fazendo um convite aos bavereses para que eles permaneçam fiéis mesmo diante das 'vias escuras' sem esquecerem-se – disse ele - que Deus nos ama.

“Esta é a minha oração: deixemo-nos florecer pela fé, deixemo-nos guiar pela fé afim que o explendor do céu posso chegar até nós e possa iluminar o mundo nas suas misérias, tornando-o belo e explendoroso”, concluiu o Pontífice.

O que um sacerdote representa para a humanidade?

Comemoraremos nesta semana que se inicia o Dia do Padre. O que é um sacerdote? O que ele representa para a humanidade?
No "Propósito" de hoje, o missionário Alexandre de Oliveira reflete sobre a importância do sacerdócio para a Igreja.
O consagrado gravou o programa desta semana diante do confessionário e fez a seguinte reflexão: “O confessionário é lugar de prodígios e milagres, todos que entram neste lugar tocam na misericórdia e no amor de Deus, que cura e perdoa por intermédio de alguém muito importante em nossa vida, em nossa caminhada: o sacerdote.”
E partilha a sua experiência de conversão: “Estou hoje na Canção Nova graças à intervenção de um padre na minha vida. Certo dia, fui à Missa dominical na minha paróquia, no litoral de São Paulo, em Santos, quando um sacerdote chamado Paulo Horneaux de Moura Filho, no momento em que eu fui comungar me fez o seguinte apelo: 'Esse é o Jesus que precisa de você.' Naquele momento tive um forte encontro com Cristo, minha vida já não foi mais a mesma. Esse fato aconteceu há mais de 25 anos.”
O Dia do Sacerdote é comemorado no dia 4 de agosto e tem como patrono São João Maria Vianney, cujo testemunho de vida consagrada é modelo para todos nós, afirma sobre o sacerdócio: "Ninguém pode recordar um benefício recebido de Deus, sem encontrar, ao lado desta lembrança, a figura de um padre".
Alexandre encerra o programa desta semana nos deixando o seguinte questionamento: “Quais os benefícios que você já recebeu de um sacerdote? Esta semana louve a Deus pelo padre da sua paróquia e reze pelos padres da Igreja.”
Deixe seu comentário nesta página e fale o que o sacerdote representa na sua vida. 

Assista ao programa:



O tic tac do relógio: tudo tem o seu tempo.

Em que situação Deus está em atraso com você?

“Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus”. Ecle 3,1
Diante deste versículo qual é a nossa reação? Se para tudo há um tempo, separa cada
coisa há um momento, como fazer para viver de bem com o relógio, de bem com o tempo?

A nossa vida se dá ao ritmo de um relógio, estamos dentro do tempo: segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses e anos.

Estamos sempre correndo atrás de tudo : cronogramas, compromissos no trabalho, na escola, na universidade. Hora para acordar, hora para almoçar e diante dessa pressão, o tic tac do relógio nos dá a impressão de estarmos sempre em atraso. Por fim nos acostumamos e tiramos de letra. Mesmo assim, nos deparamos diante de situações que fogem do nosso controle. Isso acontece quando não temos respostas ou soluções para todos os nossos problemas. Pedimos ajuda de Deus e a impressão que temos é que Ele sumiu, olhamos para o relógio e tudo continua na mesma .

Neste momento o tempo parece se tornar nosso inimigo. Chegamos ao “desespero”. Conclusão:

Além de atrasados começamos a viver também desesperados! Lendo um livro de Dom Bosco encontrei algo que me marcou e peço a Deus que marque você também: “Do alto de uma parede branca, um relógio de sol lhe deu a primeira saudação; debaixo do quadrante das horas estava escrito: Para os tristes lentas, velozes para os alegres passam as horas.” (Trecho do livro ”Um sonho Uma vida” – Terésio Bosco)

Era um bom conselho para um moço que se preparava para passar seis anos a fio entre as paredes de um seminário e precisava vencer a guerra do tempo. A mesma que acontece dentro de nós: Hora estou atrasado x hora Deus está. Isso , se podemos dizer que Deus está mesmo em atraso.

Por isso precisamos construir corações que fiquem no aguardo da vontade de Deus!

É tempo de construir, de darmos risadas e sermos felizes em meio a um mundo que nos assusta, mesmo diante das dificuldades que estamos enfrentando.

O dia a dia das pessoas tem se transformado em ansiedade e tensão portanto proponho a você um desafio: Viver de bem com o tempo! Só assim teremos o tempo ao nosso favor!

“Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado.” Mateus 6,34 “Mas há uma coisa, caríssimos, de que não vos deveis esquecer: um dia diante do Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia”. 2 Pedro 3,8

É hora de nos lançarmos nos braços de Deus que é o Senhor do tempo.

Desesperar Jamais!

Tem Jeito!

Só Cristo pode fundar uma Igreja

É ilógico dizer que todas as religiões são equivalentes entre si

Temos de respeitar a crença de cada pessoa; a liberdade religiosa é algo fundamental, mas não é verdade que todas as religiões e Igrejas são igualmente válidas. As muitas religiões ou seitas foram fundadas por simples mortais, e não por Deus, por isso não se pode dizer que todas as religiões são boas, e que basta ser religioso e seguir qualquer uma delas. Se isso fosse verdade, Jesus não precisaria ter vindo a este mundo, fundar a Sua Igreja e morrer numa cruz. Bastava deixar os homens continuar no paganismo ou se salvarem nas outras religiões. Assim não seria necessário todo o esforço de evangelização em todo o mundo, com milhares de mártires, missionários, etc..

É ilógico dizer que todas as religiões são equivalentes entre si, pois elas propõem Credos diferentes, que se excluem mutuamente. Algumas religiões professam o politeísmo (muitos deuses), outras o panteísmo (tudo é Deus), ou o monoteísmo (há um só Deus). Veja, na questão mais essencial da religião, isto é, a concepção de Deus, já há uma enorme diversidade, que se excluem mutuamente; como, então, querer que todas as religiões sejam equivalentes e igualmente boas? É ilógico e irracional. Então há que se descobrir a Verdade. Se a verdade plena está numa doutrina, esta é a verdadeira e as outras são falsas.

Ora a verdade é uma só, logo, objetivamente falan­do, há Credos verídicos e credos errôneos. Cada reli­gião tem a sua doutrina, seu culto e sua moral própria; e é aqui que estão as divergências: uns creem na reencarnação, outros não a acei­tam; alguns aceitam o divórcio, o aborto, o homossexualismo, a guerra santa, a poligamia... e há quem não os admita.

Com quem está Verdade? A verdade não pode estar com todos. Logo, não podem ser boas todas as religiões.

 "Eu te darei as chaves do Reino dos céus:
 tudo o que ligares na terra será
 ligado nos céus, e tudo o que desligares
 
 na terra será desligado nos céus."
(São Mateus 16,19) [Leia o Capítulo]
O Concílio Vaticano afirmou:
“Professa o Sacro Sínodo que o próprio Deus manifestou ao gêne­ro humano o caminho pelo qual os homens, servindo a Ele, pudessem salvar-se e tornar-se felizes em Cristo. Cremos que essa única verdadei­ra Religião subsiste na Igreja católica e apostólica, a quem o Senhor Jesus confiou a tarefa de difundi-la aos homens todos, quando disse aos Apóstolos: “Ide pois e ensinai os povos todos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-lhes a guardar tudo quanto vos mandei” (Mt 28, 19-20). Por sua vez, estão os homens todos obriga­dos a procurar a verdade, sobretudo aquela que diz respeito a Deus e a Sua Igreja e, depois de conhecê-la, a abraçá-la e praticá-la”. (Declaração Dignitatis Humanae, n.1).

“Esta é a única Igreja de Cristo, que no Símbolo professamos una, santa, católica e apostólica (12), e que o nosso Salvador, depois da sua Ressurreição, confiou a Pedro para que ele a apascentasse (cf. Jo 21, 17), encarregando-o, assim como aos demais Apóstolos, de a difundirem e de a governarem (cf. Mt 28, 18s), levantando-a para sempre como “coluna e esteio da verdade” (1 Tm 3, 15). Esta Igreja, como sociedade constituída e organizada neste mundo, subsiste na Igreja Católica, governada pelo sucessor de Pedro e pelos Bispos em comunhão com ele, ainda que fora do seu corpo se encontrem realmente vários elementos de santificação e de verdade, elementos que, na sua qualidade de dons próprios da Igreja de Cristo, conduzem para a unidade católica”. (Lumen Gentium, nº 8).

Felipe Aquino
felipeaquino@cancaonova.com

Casais: Como buscar formação?

O casal Paulo e Edvânia, missionários da Comunidade Canção Nova, partilham um pouco de suas experiências no trabalho com outros casais, e falam da importância e necessidade de uma formação sólida para a vida a dois.

Papa convida fiéis a seguir exemplo do Amor de Cristo pela humanide

Nicole Melhado
Da Redação CN


Ao refletir sobre o milagre da multiplicação dos pães, na oração do Angelus deste domingo, 31, o Papa Bento XVI disse que nesta passagem bíblica, Jesus Cristo  “oferece um exemplo eloquente de Sua paixão para com a humanidade”.

“O milagre consiste na divisão fraterna de poucos pães que, confiados a potência de Deus, não só alimentaram a todos, como sobraram, até a encheram doze cestos. O Senhor chama os discípulos para distribuir o pão para a multidão; dessa forma ensina-los e prepara-los para futura missão apostólica: deverão de fato levar a todos o alimento da Palavra de vida e dos Sacramentos”, explica o Papa.

A
cesse
.: NA ÍNTEGRA: Angelus de Bento XVI deste domingo, 31


Neste sinal miraculoso, elucida o Pontífice, se entrelaçam a encarnação de Deus e Sua obra da redenção. “Jesus, de fato, sai da barca para encontrar-se com os homens”.

O Evangelho deste domingo, fez o Santo Padre lembrar da situação de “tantos irmãos e irmãs que nestes dias, na Somália [África], sofrem as dramáticas consequências da carência, agravadas pela guerra e pela falta de instituições sólidas”.

“Cristo está atento à necessidade material, mas quer dar algo mais, porque o homem está sempre afamado de algo mais, tem necessidade de mais alguma coisa”, disse o Santo Padre sitando uma passagem de seu livro Jesus de Nazaré.

No pão de Cristo, destaca Bento XVI, está presente o amor de Deus e no encontro com Ele “alimentamo-nos, por assim dizer, do próprio Deus vivo, comemos verdadeiramente o Pão do Céu”.

O Santo Padre salientou que na Eucaristia, Jesus faz de cada um testemunha da compaixão de Deus para seus irmão e irmã. “Nasce assim, à volta do Mistério Eucarístico, o serviço da caridade para com o próximo”, afirma.

Como exemplo deste testemunho, o pontífice citou Santo Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus, ao qual a Igreja faz memória neste domingo, 31.

“Inácio, de fato, escolheu viver procurando Deus em todas as coisas, amando-o em todas as criaturas”, disse o Papa.

Assim, o Santo Padre pediu aos fiéis que confiem à Virgem Maria suas orações, para que seus corações sejam abertos à compaixão para com o próximo e para a partilha fraterna. 

Santo do Dia - 31/07

Santo Inácio de Loyola, Confessor (+ Roma, 1556)


Nobre espanhol, converteu-se aos 30 anos de idade, depois de uma breve mas brilhante carreira nas armas, e fundou a Companhia de Jesus. Alma profundamente militar, quis dotar a Igreja de uma milícia nova, aguerrida e disciplinada, para a defesa da glória de Deus e a conquista das almas. No século em que o protestantismo arrebatou à verdadeira Religião um terço da Europa, Santo Inácio foi sem dúvida o lutador suscitado pela Providência para atender de modo pleno às necessidades da Igreja.

(Fonte: "Cada dia tem seu Santo", de A. de França Andrade - Artpress)



PRECE -------------- Do discernimento da vontade divina
"Nosso canto célebre a Inácio, de um exército de heróis comandante, general que os soldados anima com palavras e atos, constante.
O amor de Jesus, Cristo Rei, sobre ele obteve vitória.
Depois disso, a sua alegria foi buscar para Deus maior glória.
Ele aos seus compalheros reunido num exército aguerrido e valente, os direitos de Cristo defende e dissipa as trevas da mente.
Pelo Espírito Santo inspirado este grande e prudente doutor, discernindo os caminhos do reino, sauvação para o mundo indicou.
Desejando que a Igreja estendesse seus ramos a muitas nações, aos rincões mais distantes da terra os seus sócios envia as missões.
Seja gloria e louvor à Trindade, que nos dê imitarmos também seu exemplo, buscando valentes maior glória de Deus sempre. AMÉM."

sábado, 30 de julho de 2011

Santo do Dia - 30/07

São Pedro Crisólogo, Bispo, Confessor e Doutor da Igreja

Bispo de Ravena, faleceu por volta do ano 450. Foi chamado Crisólogo, ou seja, palavra de ouro, devido a sua eloqüência e segurança de doutrina. Parece ter tido relacionamento muito íntimo com o Papa São Leão Magno. Negou-se terminantemente a apoiar o herege Êutiques, que fora condenado no Concílio de Constantinopla e pedira apoio ao bispo de Ravena. Conservam-se até hoje 176 sermões de São Pedro Crisólogo.

(Fonte: "Cada dia tem seu Santo", de A. de França Andrade - Artpress)

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Santo do Dia - 29/07

Santa Marta, Virgem


Era irmã de São Lázaro e de Santa Maria Madalena, e recebeu mais de uma vez a visita de Nosso Senhor em sua casa, esforçando-se por atendê-Lo com o máximo zelo. É por isso honrada como padroeira das cozinheiras e das donas de casa. Segundo antiga tradição, foi com seus irmãos para o sul da França, onde faleceu.

(Fonte: "Cada dia tem seu Santo", de A. de França Andrade - Artpress)

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Santo do Dia - 28/07

Santos Mártires da Tebaida (+ Tebaida, Egito, séc..III)

Houve muitos mártires na Tebaida, nos reinados de Décio e Valeriano. O Martirológio Romano registra o caso de um que foi amarrado sobre um leito de flores; aproximou-se dele uma prostituta para induzi-lo ao pecado, mas ele cortou com os dentes a própria língua e cuspiu-a no rosto da rameira, que fugiu apavorada.

(Fonte: "Cada dia tem seu Santo", de A. de França Andrade - Artpress)

Santo Inocêncio I



Santo Inocêncio nasceu em Albano Laziale, Roma. Foi Eleito pontífice em 401 e governou a Igreja por 16 anos, em período histórico muito difícil para os destinos do império romano do Ocidente e particularmente para Roma, que em 24 de agosto de 410 foi saqueada por Alarico, prolongando-se por três dias as devastações, mas apesar disso, a autoridade de Santo Inocêncio foi respeitada pelos bárbaros.

Santo Inocêncio manteve-se sempre cordial com todas as Igrejas, comunicando-se através de cartas, das quais trinta e seis fazem parte das coleções canônicas, ou cartas encíclicas, que fazem parte do magistério ordinário dos pontífices. Inocêncio I estabeleceu um ponto importante na disciplina eclesiástica, a uniformidade que as várias Igrejas devem ter com a doutrina e as tradições da Igreja de Roma. Zelou pela liturgia sacramental: batismo, reconciliação, unção dos enfermos, indissolubilidade do matrimônio, claramente defendida também nos casos de adultério. Surgiu também durante seu pontificado a heresia de Pelágio, contra a qual Agostinho opôs-se com veemência.

A São Jerônimo, que do seu retiro em Belém lhe escrevera para confiar-lhe algumas aflições suas, o Papa respondeu com carta paterna, mostrando que sabia não só reger o leme da barca de Pedro com mão firme, mas também possui coração aberto a compreensão e extremamente acolhedor.

Santo Inocêncio morreu a 28 de Julho do ano 417 em Roma, e foi sepultado no cemitério de Ponciano na via Portuense.


F: http://www.universocatolico.com.br/index.php?/component/option,com_simplecalendar/controller,simplecalendar/id,62/view,detail/

São Celestino

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Santa Sé e Malásia oficializam acordo de relações diplomáticas

Da Redação CN, com Rádio Vaticano



Papa Bento XVI e primeiro ministro da Malásia, Najib Bin Abdul Razak, fecham acordo de Relações Diplomáticas

A Santa Sé e a Malásia, desejosas de promover laços de amizade mútua, decidiram estabelecer, de comum acordo, relações diplomáticas a nível de Nunciatura Apostólica, por parte da Santa Sé, e de Embaixada, por parte da Malásia.

O acordo, oficializado nesta quarta-feira, 27, foi decidido no dia 18 desse mês, quando o Papa Bento XVI recebeu em audiência, em Castel Gandolfo, o primeiro ministro da Malásia,Najib Bin Abdul Razak, que se encontrou sucessivamente com o secretário para as Relações com os Estados, Dom Dominique Mamberti.

Em comunicado publicado hoje, pela Sala de Imprensa do Vaticano, foi divulgado que a Malásia é o 179º país que estabelece relações diplomáticas com a Santa Sé.

Com uma superfície de quase 330 Km2, a Malásia tem uma população multi-racial e multi-cultural de cerca de 28 milhões de habitantes. O Islão é professado por 60,4% da população e é a religião do Estado. Em segundo lugar, estão os budistas (19,2%), os cristãos (9,1%), os hinduístas (6,3%), as religiões populares da China (2,6%) e os animistas (2,4%).

Independente desde 1957, o país atravessou um período de rápido desenvolvimento em vários setores. A Malásia coloca-se cada vez mais como um importante interlocutor sobre temáticas de interesse global, como o diálogo inter-étnico, intercultural e inter-religioso. Tem assumido um crescente perfil internacional, fornecendo um significativo contributo em operações de paz e empenhando-se na contenção de algumas crises na região. Como um dos países fundadores da ASEAN, desempenha aí um papel de relevo.

A Igreja Católica está presente na Malásia desde 1511, com a chegada dos primeiros missionários portugueses à cidade de Malacca, onde se deslocou também São Francisco Xavier em 1545. Atualmente, a Igreja conta com nove circunscrições eclesiásticas, com três sedes metropolitanas, onze bispos, 274 padres diocesanos e 249 religiosos (119 dos quais sacerdotes) e 759 religiosas. Os católicos são 850 mil, o equivalente a 3% da população.

A Igreja Católica é muito ativa na evangelização e na pastoral para a família e para a juventude, e encontra-se presente nos campos educativo, caritativo e social.

A Delegação Apostólica no Laos, Malásia e Singapura remonta a 1969, passando em 1981 a Delegação Apostólica no Laos e Malásia, subdividida dois anos depois em duas Delegações Apostólicas, respetivamente Malásia – Brunei e Laos. A partir de 1998 existe uma Delegação Apostólica na Malásia.

Leia mais
.: Saiba mais sobre as relações diplomáticas da Santa Sé

Escute para obedecer

Eliana Ribeiro, membro da Comunidade Canção Nova, reza com os testemunhos das mensagens de Nossa Senhora de Medjugorje.

Perseverantes na perseguição

A situação é crítica para os cristãos em várias regiões do planeta*

No grupo de oração on-line desta semana, a missionária Salette Ferreira reza com o último programa da série bem-aventuranças. Meditaremos com a passagem bíblica de São Mateus 5, 11:"Felizes sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós por causa de mim".
A consagrada inicia a reflexão nos dando o seguinte direcionamento: "Não se preocupe quando caluniarem você por causa da sua fé. Não se preocupe quando você sofrer alguma perseguição, pelo contrário, a Palavra diz que seremos felizes quando isso acontecer. Há uma recompensa nisso, é um sofrimento que nos leva ao céu, tem o lado santificador".
Salette intercede pelos internautas: "Espírito Santo, nós pedimos hoje que venha consolar os corações daqueles que, por algum motivo, sofreram a calúnia e a perseguição por causa do nome de Jesus Cristo. Pedimos hoje: vem sobre o nosso coração para que estes sofrimentos, por causa do Evangelho, não nos levem ao desânimo".

*OBS.: Mais de 200 milhões de cristãos enfrentam intensa perseguição neste momento. Mais de 250 milhões sofrem alguma forma de discriminação. Um em cada três cristãos sofre perseguição. Uma em cada dez habitantes do mundo é um cristão perseguido.
A missionária encerra o momento de intercessão clamando a presença do Paráclito: "Vem, Espírito Santo, e nos liberte de todo o medo de manifestar a nossa fé. Dá-nos a palavra certa e nos ilumina para que no meio das calúnias e perseguições saiamos cheios de esperança em Deus. Dá-nos o dom de sermos perseverantes na perseguição por causa de Jesus Cristo".


Assista ao grupo:

São Marcos: Conhecer a pessoa de Cristo

Por trás das palavras, Denis Duarte faz um estudo bíblico do evangelho de São Marcos no Lectio Divina para conhecer a pessoa Cristo.

Santo do Dia - 27/07

São Pantaleão, Mártir

Era médico e, tendo-se convertido à Religião católica, passou a operar curas milagrosas, com o que despertou inveja de médicos pagãos que o denunciaram ao imperador Maximiano. São Pantaleão, depois de sofrer tormentos vários, deu a vida por amor a Jesus Cristo.

(Fonte: "Cada dia tem seu Santo", de A. de França Andrade - Artpress)

terça-feira, 26 de julho de 2011

Santo do Dia - 26/07

São Joaquim e Santa Ana, Pais da Santíssima Virgem

É muito antiga a devoção a São Joaquim e Santa Ana, sobretudo no Oriente. A liturgia de São João Crisóstomo refere-se a eles como "os santos Avós de Deus Joaquim e Ana". Grande deve ter sido a santidade dos dois esposos, para que deles nascesse a Virgem Imaculada, a Mãe de Deus!

(Fonte: "Cada dia tem seu Santo", de A. de França Andrade - Artpress)

Lembro que hoje é o dia dos Avós! Já deu parabéns para eles?

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Um dos segredos da Felicidade

Programa Amor Maior, Salette Ferreira reza com as Bem aventuranças 'Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.' (Mt 5,11)

O amor abre o coração para a cura

Irmã Maria Eunice nos releva que, só teremos um coração curado se nos abrirmos inteiramente a Deus.

A beleza da amizade

A amizade finda onde a desconfiança começa

No conturbado mundo de hoje a ausência da verdadeira amizade é uma das causas de inúmeros males. É este laço sagrado que une os corações. Quirógrafo das almas nobres, é a afeição que fundamenta o lídimo amor, sendo este a própria amizade em maior intensidade. Desde a mais remota antiguidade o homem se interrogou sobre a essência da amizade. Filosofou sobre este aspecto da interação humana.
Podemos dizer que a amizade é uma certa comunidade ou participação solidária de várias pessoas em atitudes, valores ou bens determinados. É uma disposição ativa e empenhadora da pessoa. O valor da amizade foi revelado pela Bíblia: “O amigo fiel não tem preço” (Sl 6,15), pois “ele ama em todo o tempo” (Pv 17,17). “O amigo fiel é uma forte proteção; quem o encontrou, deparou um tesouro” (Ecl 6,14). “O amigo fiel é um bálsamo de vida e de imortalidade, e os que temem o Senhor acharão um tal amigo” (Ec 6,16).
A função psicossocial da amizade é, assim, de rara repercussão. Ela é fator de progresso, pois o amigo autêntico aperfeiçoa e educa pela palavra e pelo exemplo; é penhor de segurança, uma vez que o amigo leal é remédio para todas as angústias, dado que a amizade é força espiritual. Entretanto, há condições para que floresça a amizade.
Pode-se dizer que são seus ingredientes: a sinceridade, a confiança, a disponibilidade, a tolerância, a compreensão e a fidelidade.

Saint-Exupéry afirmou: “És eternamente responsável por aquilo que cativas”.

Na plenitude dos tempos Jesus apresentou-se como legítimo amigo. Ele declarou: “Já não vos chamo servos, mas amigos” ( Jo 15,15) e havia dito: “Ninguém dá maior prova de amor do que aquele que entrega a vida pelos amigos” (Jo 15,13)..
Rodeou-se de pessoas, às quais se repletaram dos eflúvios de Sua bondade. Felizes os que O conheceram, como Lázaro, Marta, Maria, Seus amigos de Betânia; os Doze apóstolos; Nicodemos; Zaqueu; Dimas, o bom ladrão; e tantos outros. É, porém, preciso levar a amizade a sério.

A Bíblia assegura que “O amigo fiel é medicina da vida e da imortalidade” (Ecl 6,16). Disse, porém, Santo Agostinho: “A suspeita é o veneno da amizade”. Bem pensou, porque a amizade finda onde a desconfiança começa.

O amigo é luz que guia, é âncora em mar revolto, é arrimo a toda hora. Esparge raios de sol de alegria, derramando torrentes de clarões divinos. Dulcifica o pesar. Tudo isso merece ser pensado e repensado. É essencial, todavia, meditar também sobre o ensinamento bíblico: “Quem teme a Deus terá bons amigos, porque estes serão semelhantes a ele” (Ec 6,17).

Cônego José Geraldo Vidigal de Carvalho
Professor no Seminário de Mariana durante 40 anos.

Mensagem do Papa conforta noruegueses

Nicole Melhado
Da Redação CN, com agências


Segundo o Núncio Apostólico da Noruega, Dom Emil Paul Tscherrig, o país recebeu com atenção as palavras do PapaBento XVI que lamentou os atentados ocorridos nesta sexta-feira, 22. “A todos quero agora repetir o apelo de abandonar para sempre o caminho do ódio e fugir das más ideologias”, disse o Pontífice, depois da oração do Angelus, neste domingo, 24.

As palavras do Santo Padre – conta o Núncio - foram logo divulgadas na Tv Estatal da Noruega e acolhidas pelos fiéis durante a Missa Dominical.



Toda Noruega está em choque com a violência dos atos terroristas que vitimaram mais de 70 pessoas
“Em todas as paróquias a mensagem do Papa foi lida e também foi renovado o pedido de oração pelas vítimas e pelas famílias. Estas palavras do Papa foram consideradas pela população como um grande ato de solidariedade e um gesto muito importante num momento realmente muito difícil para a nação”, destaca o Núncio.


A Noruega parou e fez um minuto de silêncio nesta segunda-feira, 25, ao meio dia, em memória às vítimas dos atendados de Oslo e Utoya. Também foi feito um minuto de silêncio em outros países como Sérvia, Finlândia e Dinamarca.


“Esta tragédia atingiu a todos, independente da preferência política, religiosa ou cultural. Em nossa história jamais vivemos algo similar – mais de 70 pessoas assassinadas a sangue frio - mas mesmo em meio a dor, esta tragédia trouxe unidade e força. Muitos estão orando pelas vítimas desta tragédia”, conta o Bispo de Oslo, Dom Bernt Ivar Eidsvig.


O bispo norueguês acredita que o autor dos atentados é uma pessoa desequilibrada, porque “nenhuma ideologia explica tudo isso”.


A Rádio Vaticano salienta que alguns meios de comunicação na Europa definiram o assassino como “fundamentalista cristão”, mas Dom Tscherrig enfatiza que usar o adjetivo “cristão”, não acrescenta nada no caso e que na realidade “trata-se de uma pessoa desequilibrada”.


“Trata-se de um indivíduo com uma ideia fixa e que buscava impor suas ideologias e ideias aos outros e isso, evidentemente, não tem nada a ver com o ser cristão”, elucida o Núncio.


Na mensagem de condolências e solidariedade pelas vítimas enviada ao Rei da Noruega, Harald V, o Papa pede aos noruegueses que permaneçam unidos espiritualmente


O Núncio da Noruega acredita que este desastre, “esta inacreditável e inimaginável tragédia”, certamente trará mudanças profundas à população.


Representantes do governo, o rei Harald e a rainha Sônia participaram nNeste domingo, 25, de uma celebração na catedral luterana. “Durante esta cerimônia foi vista muita comoção, mas também uma grande vontade de sentir-se povo e de reagir, para que este tipo de violência não se repita mais”, conta Dom Tscherrig.

Pior atentado na Noruega desde o fim da 2ª Guerra Mundial


Pessoas se reúnem em frente da prefeitura
 de Oslo para participar de marcha
 das flores em memória das
 vítimas do massacre na Noruega
A Justiça da Noruega anunciou nesta segunda-feira, 25, que Anders Behring Breivik, que confessou ter matado mais de 70 pessoas em dois ataques na sexta-feira, 22, foi acusado formalmente de atos de terrorismo e deve permanecer em prisão temporária pelas próximas oito semanas.


De acordo com o juiz Kim Heger, de Oslo, o acusado de 32 anos admitiu ter feito os ataques, mas se recusou a assumir responsabilidade criminal com o argumento de que as mortes eram necessárias para evitar que a Europa fosse dominada por muçulmanos.


O atirador admitiu que trabalhava em conjunto com "duas outras células" para combater a "dominação muçulmana". A polícia investiga quem seriam os cúmplices de Andres Behring Breivik. A audiência de 40 minutos ocorreu sem presença do público ou da imprensa.


"O acusado fez declarações nesta segunda-feira que precisam ser investigadas, inclusive de que 'há duas mais células em nossa organização'", disse o juiz Kim Heger em pronunciamento à imprensa após a audiência. Breivik havia dito anteriormente que agia sozinho. "Apesar do fato de o acusado ter admitido os fatos ocorridos, ele não se declarou culpado", acrescentou.


Foi determinado ainda que Breivik deve permanecer nas próximas quatro semanas, até 22 de agosto, em completo isolamento para evitar o risco de perda de provas e por causa da “extensão e ao caráter" do caso. Durante esse período, o acusado não terá acesso a cartas, jornais ou visitas.


No Sul da França, a polícia fez buscas na casa do pai de Breivik, Jens Breivik, mas não comentou sobre a operação. Acredita-se que os dois não mantivessem contato havia anos.


Breivik confessou também nesta segunda-feira que pretendia matar o ex-primeiro ministro norueguês Gro Harlem Brundtland, a quem descreveu como “assassino do país”, em um manifesto de 1500 páginas publicado na internet.

Escute para obedecer

Eliana Ribeiro, membro da Comunidade Canção Nova, reza com os testemunhos das mensagens de Nossa Senhora de Medjugorje.

Bento XVI em férias: saiba mais sobre o dia a dia do Papa

Mirticeli Medeiros
Da Redação CN


Papa encontra-se com peregrinos para a oração do Angelus. O Pontífice aproveita para passear nos jardins do Palácio de Castel Gandolfo no tempo livre
Todos os anos, entre meados de julho até fim de setembro, a pequena cidade italiana de Castel Gandolfo, com exatos 8.834 habitantes, localizada a 30 quilômetros de Roma, aguarda a chegada de um hóspede ilustre: o Papa.

Castel Gandolfo possui vários pontos turísticos, mas nada consegue atrair tanta gente neste período como a oração mariana do Angelus, aos domingos, que não é suspensa mesmo durante as férias do Pontífice.

Mas o que o Papa faz exatamente durante os dois meses de repouso? Será que as férias de Bento XVI são iguais às de todo mundo? Essas são perguntas que surgem a todo momento. Para chegar às respostas, é preciso levar em conta que o Santo Padre é um grande teólogo e, portanto, um grande estudioso. Prova disso é que todos os volumes da obra Jesus de Nazaré foram escritos ou concluídos justamente nesse período.

Outro detalhe que também pode suprir um pouco da "curiosidade geral" é que a vida de um Papa nunca para, mesmo durante um longo período de descanso. A Igreja nunca entra de férias.

"Durante este tempo, existem situações referentes à atualidade da Igreja. Sendo assim, os colaboradores da Santa Sé o procuram para pedir orientações e apresentar documentos. Esse tempo deveria ser de repouso, mas não é somente de repouso”, explica o porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi, em entrevista exclusiva aonoticias.cancaonova.com.


Expectativa


O repouso do Papa sempre é muito frutuoso. Os jornalistas ficam ansiosos à espera do "resultado" das férias daquele ano ou de notícias referentes a viagens apostólicas e mudanças em organismos da Santa Sé.

Uma das notícias divulgadas recentemente refere-se à conclusão da obra Jesus de Nazaré, cuja terceira parte abordará a infância de Jesus. Esse foi um dos motivos que levaram o Papa a não se transferir para o Vale d'Aosta, região montanhosa localizada no Norte da Itália, onde o seu predecessor, o Beato João Paulo II, gostava de se refugiar.

"O Papa procura ter um ritmo mais tranquilo, mas ele não é uma pessoa que perde tempo", destaca padre Lombardi. Ele explica ainda que, durante as férias deste ano, Bento XVI está se preparando para três eventos importantes: a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) – que acontece entre 16 e 21 de agosto –, o Congresso Eucarístico Italiano – em Ancona, em 11 de setembro – e a Viagem Apostólica para a Alemanha – entre os dias 22 e 25 de setembro.


Dia a dia




Papa Bento XVI aproveita o período de repouso em Castel Gandolfo para ler, escrever e rezar
O porta-voz da Santa Sé conta em detalhes a rotina diária do Santo Padre em Castel Gandolfo. O Papa levanta-se cedo e dedica grande tempo à oração, intercalando com a Missa privada e a Oração da Liturgia das Horas.

"Além disso, na parte da manhã, quando não existem outros compromissos, realiza algo de caráter mais 'intelectual', dedicando-se ao estudo e à reflexão. Castel Gandolfo oferece ainda a possibilidade de passear nos jardins da casa, que são muito belos. Ele faz esses passeios uma ou duas vezes todos os dias", explica Lombardi.

O Santo Padre também é um musicista que ama as obras do compositor austríaco Mozart. Por isso, o Palácio possui um piano em que Bento XVI passa horas executando suas peças musicais preferidas. Sabendo da paixão do Pontífice pela música, as férias deste ano em Castel Gandolfo também estarão repletas de homenagens musicais.

"Estão previstos dois momentos: um será uma pequena celebração em que será conferido o título de cidadão de Traunstein, a pequena cidade alemã onde ele viveu parte de sua juventude. Nesse momento, a banda daquela cidade irá tocar em sua homenagem. No mês de agosto, também haverá um concerto com um quinteto de arcos que será apreciado pelo Papa ao lado de seu irmão mais velho, Georg Ratzinger", conta o porta-voz da Santa Sé.

Leia mais.: Bento XVI dá quatro dicas para viver bem as férias
.: Papa escreve terceiro livro nas férias e se prepara para JMJ



Assista à reportagem de Danusa Rego


Matrimônio, o sacramento da criação

O casamento é uma entrega mútua de amor

A "Teologia do Corpo" faz parte dos ensinamentos proferidos pelo saudoso Papa João Paulo II; é um conjunto de 129 catequeses que dizem respeito ao amor humano.

Nós nos voltamos para o dom extraordinário da Santa Missa, na qual Deus se entrega por nós. O que a Eucaristia tem a ver com o matrimônio? O saudoso Pontífice polonês viu, com clareza, a existência de um nexo, uma ligação entre a comunhão que vivemos na Eucaristia e no ato conjugal, unindo ambos.

Nas 129 catequeses, João Paulo II nos fala de duas uniões: O casamento de Adão e Eva, no livro de Gênesis, e as núpcias do Cordeiro, no livro do Apocalipse, no casamento em que Deus se une à humanidade. Hoje os casamentos duram pouco, pois logo se deterioram em função da cobrança. Qual é a cobrança no casamento? A felicidade; o casamento está mal porque essa cobrança é injusta. Ninguém é capaz de fazer o outro feliz; fomos feitos para Deus.

Santo Agostinho nos recorda: "O coração é inquieto até que se encontre em Deus". Na terra, somos como uma pessoa que viajou à noite toda, coloca a cabeça de um lado e de outro sem ter como repousá- la. A vida neste mundo é uma viagem, na qual nós não temos onde repousar a cabeça. Não podemos transformar o outro no porto seguro, pois somos companheiros de viagem.

Papa João Paulo explica que, antes da vinda de Jesus, o matrimônio era uma espécie de sacramento da criação. O homem e a mulher ajudam nessa criação, no ventre da mulher acontece o milagre de criar do nada a alma do ser humano [com a graça do Espírito Santo]. A Igreja não é contra o sexo; ela aprecia tanto a sexualidade e dá tanto valor a isso que lhe dá um valor sagrado. Por sua natureza, o sexo tem algo de divino, mas isso ainda não é o suficiente para torná-lo sacramento.

O casamento entre dois batizados é um sacramento, porque é uma participação na redenção, é salvífico porque é uma entrega. É a entrega da sua vida para fazer com que o outro chegue à felicidade, que é Jesus. Você não é a fonte da felicidade, mas deve entregar a sua vida para alcançar a felicidade, um se faz sacrifício ao outro.

O ato da união sexual entre o marido e a mulher é prazeroso, faz com que ambos fiquem satisfeitos, mas também é uma entrega. O esposo entrega o seu corpo à esposa, e ela se entrega ao esposo, é uma doação. Essa entrega em Cristo é um sacramento, não simplesmente pela criação de Adão e Eva, mas no ato da cruz.

Quando pagãos se unem no casamento participam da criação. Mas, quando batizados se unem em matrimônio eles participam da Igreja. Essa união maravilhosa de entrega mútua entre Cristo e a Igreja se torna visível na entrega pela sua esposa e pelo seu esposo.

Na Eucaristia vivemos o grande mistério em que o Esposo [Nosso Senhor Jesus Cristo] entrega o Seu Corpo pela Esposa [Igreja]. O Esposo dá tudo o que é por amor. O matrimônio é uma "cruz", pois é uma entrega de amor. O mundo perdeu a noção do amor, ele não é subjetivo e pessoal.

Quando os namorados se unem sexualmente, muitos criticam a Igreja dizendo que julgamos o amor deles, mas isso não é amor, é egoísmo. Nós católicos sabemos que amor não é sentimento, mas existe um sentimento que acompanha o amor, pois o amor é uma entrega e não é um sentimento subjetivo, pois, você pode se sentir bem tomando um veneno, como as drogas. O mundo moderno quer “viajar” no amor, quer se sentir bem, mas o sentimento pode ser gostoso e profundamente egoísta.

O sexo é uma entrega total, o corpo fala, pois é uma linguagem. Se uma pessoa diz: "Eu te amo" – com os lábios cerrados e com gestos negativos – você vai acreditar no corpo ou na palavra dela? O corpo, na relação sexual entre marido e mulher, diz: "O meu corpo é todo seu". Mas quando o sexo está no namoro não há entrega total; quando cada um vai para sua casa é uma mentira. Somente no matrimônio, na entrega para sempre, é que ocorre a entrega total, isso é redentor, sacramento que Jesus nos revelou na cruz.
Você vive uma crise conjugal? Olhe para a cruz no sacrifício do calvário e peça a Deus a força de se entregar, em derramar o sangue pelo (a) seu (sua) esposo (a) e filhos.

Papa Bento XVI afirmou: "O amor-ágape deve buscar forças no amor-erótico", ou seja, no amor que temos. Ao desejar Deus, podemos usar nossos afetos. O amor não é só sentimento, mas ele se expressa no desejo.

Padre Paulo Ricardo
http://padrepauloricardo.org/

Deus nos toca pela força dos exemplos

No dia 7 de agosto de 2011, a Comunidade Católica Canção Nova promove um Kairos de Cura Interior em sua sede, localizada em Cachoeira Paulista (SP). O evento terá como tema "Livres para amar".

Padre Fábio de Melo, um dos pregadores deste encontro, nos lembra que as palavras têm o poder de nos curar. O sacerdote aprendeu que a Palavra de Deus é a matriz de toda poesia, porque leva as pessoas a viver realidades que ultrapassam aquilo que elas podem compreender, porque sugere, dentro de cada um, um processo humano de vida feliz. “A Palavra tem o poder de nos provocar para um vida melhor”, explica o religioso.

“Queremos viver este Kairós a partir da certeza de que uma palavra boa, quando retira uma ruim do nosso coração, permite a cura; é uma ideia ruim sendo substituída por uma boa. Assim, Deus vai nos tocando pela força dos exemplos”.

O que o Senhor vai realizar em você neste encontro é, sem dúvida, uma experiência de devolução pela força de Sua Eucaristia, de Seus sacramentos.

O encontro é gratuito e não há limite de idade para participar. Você pode se hospedar na Pousada Sérgio Abib, que conta com 264 leitos, ou no Camping Canção Nova. Para informações sobre mais locais de alojamento conheça a Hospedagem Papa Bento XVI e o Grupo de Apoio às Pousadas.

Se você mora no Vale do Paraíba, região de São Paulo; no sul de Minas Gerais ou no sul do Estado do Rio de Janeiro (RJ), regiões próximas à sede da Canção Nova, reúna sua família, traga seus amigos e venha passar momentos de intimidade com Deus neste Território Eucarístico.

:: Ônibus farão percurso Canção Nova - Aeroporto de Guarulhos (SP)
:: Conheça as regras do camping 
:: Saiba mais sobre a Pousada Sérgio Abib

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...