Pesquisar este blog

Compartilhe



sábado, 30 de abril de 2011

Roteiro de Oração para o Período Pascal - 7º Dia


Oração para todos os dias

Pai, quero me tornar verdadeiramente um adorador em espírito e verdade. Para tanto, ó Espírito Santo, conduze-me ao Cenáculo interior em meu coração. Mestre Jesus, Sintonizado com meu ser, quero me colocar ao teu dispor durante este tempo. Como os discípulos, também eu preciso ser restaurado, curado e liberto por teu amor. Espírito Santo, opera nas áreas profundas de meu ser. Prepara esse vaso frágil e ferido que sou eu. Quero ser um instrumento em tuas mãos. Maria, tu que foste a criatura que mais plenamente provou a ação do Espírito Santo em teu ser, Intercede por mim. AMÉM.

I - Da busca da Cura e Restauração

7º Dia: Sábado, 30 de Abril

Busque a cura do seu relacionamento com as pessoas. Existe algum relacionamento com alguém que necessita ser curado?
Leia: 1 Tessalonicenses 5, 12-22

Santo do Dia - 30/04

São Pio V, Papa e Confessor

Nascido no norte da Itália, ingressou aos 14 anos na Ordem dominicana e fez uma brilhante carreira eclesiástica, como bispo, cardeal, inquisidor-mor e por fim Papa. Teve um pontificado breve, mas extremamente fecundo. Aplicou as decisões do Concílio de Trento, estabeleceu o texto oficial da Santa Missa e do Ofício Divino, foi responsável pela publicação do Catecismo Romano e ordenou o ensino da Teologia tomista nas universidades. Sua principal obra foi a convocação de uma Cruzada contra o perigo muçulmano. Conseguiu a duros esforços coordenar os interesses de potências católicas e levá-las à vitória de Lepanto, em 1571.

(Fonte: "Cada dia tem seu Santo", de A. de França Andrade - Artpress)


São José Benedito Cotolengo


sexta-feira, 29 de abril de 2011

Clipe em homenagem a João Paulo II

Quando o sofrimento bater à nossa porta - Pe. Fábio de Melo

Pare de ficar neste sepulcro e venha viver!

O Evangelho escolhido foi o da Ressurreição de Lázaro, um grande amigo de Jesus. Estar em Betânia com os amigos era uma forma de Jesus curar e restaurar as forças. Jesus Cristo sofreu muito, porque amou muito. Quanto mais estivermos ligados às pessoas, tanto mais sofreremos. Mas não construamos cercas. Tenhamos essa sensibilidade diante do sofrimento. Era isso que Jesus ia buscar em Betânia: consolo em amigos verdadeiros.

Quando Ele chegou em Betânia, já fazia 4 dias que Lázaro estava morto. Não podiam fazer mais nada, mas para Jesus não havia tempo a perder e Ele foi ter com o amigo morto. O Senhor era muito humano. Quando Ele chegou, tapou o nariz, pois a situação estava 'podre', porém, movido pelo amor àquele homem, Ele disse: 'Venha, Lázaro'.

Na verdade, Jesus queria nos mostrar que a morte não foi feita para nós. Um dia, todos nós iremos morrer, isso é fato, mas Cristo está falando de outra morte e quer nos propor a ressurreição. Se olharmos somente para a pedra posta no sepulcro, não haverá nenhuma esperança e nos desesperaremos, porque ela [pedra] é imóvel. Se ficarmos olhando para a pedra, ficaremos fixados ali, no mesmo lugar, e não é isso que Jesus quer. "Lázaro, venha para fora". Quantas vezes experimentamos estar no sepulcro, que é um lugar escuro e cheira mal? Mas se deixarmos essa pessoa ficar lá muito tempo, não a encontraremos do mesmo jeito, pois ela entrou em processo de decomposição. É um lugar de silêncio e não há mais nada, terminou. Agora, se olhamos a morte como um lugar de transição, daí sim, ele fica cheio e revestido de esperança. Quantas vezes você já morreu?

Estamos ressuscitando todos os dias. A cigarra fica um ano debaixo da terra para cantar somente um dia. Um ano se preparando para cantar até se arrebentar. O sofrimento é isso, um tempo de preparo. Louvado seja Deus pelos sofrimentos!

Todos os artistas compõem maravilhosas obras quando estão sofrendo, e, todas as vezes em que tocamos em nossos limites, vamos além. Compomos músicas, pinturas, criamos vida e caráter. Você pode se perguntar sempre: "Mas eu não sou artista, e aí?" Você pode desenhar a sua alma, pode esculpir o seu caráter.

A cigarra não fica debaixo da terra por motivo de masoquismo. Não. É um tempo de preparo existencial da natureza. Quando você perceber que o seu sofrimento está infértil, é o tempo de parar de sofrer. Quando começamos a derramar as lágrimas, passamos por um processo de cura que está nos lavando e purificando.

Quanto tempo pode durar um velório dentro de nós? O sepultamento do corpo tem que iniciar um processo de amizade com a vida. O sofrimento é criado dentro de nós; o velório não é uma situação de morte. O que fazemos com o ruim que aconteceu conosco? Não importa o que a vida fez com você, mas o que você faz com o que a vida fez com você. Não temos como evitar o desprezo do outro, vão acontecer coisas das quais não vamos gostar, mas somos nós que vamos ver quanto custa esse sofrimento.

Boa parte dos sofrimentos do ser humano está naquilo que nós pensamos e permitimos em nosso pensamento. Se racionalizarmos a nossa emoção, nós não sofreremos.
Neutralizar o pensamento do sofrimento é lançar um pensamento bom em cima de um ruim. Quantas pessoas sofrem por não terem a capacidade de filtrar as coisas ruins que escutam? Não temos o direito de ser mesquinhos por querermos ser o que o outro é. Não tenha inveja, floresça onde Deus o plantou.

Há pessoas invejosas, que querem ser o que você é. Que não são capazes de olhar quem elas, realmente, são. Pare de olhar para a vida do outro, pois você não tem os valores que ela tem; mas você tem valores que ela não tem. Temos que ter nossa coerência e nosso modelo. Liberte-se dessas ideias pessimistas sobre você mesmo, você é capaz!

A ordem de Jesus: "Pare de ficar neste sepulcro e venha viver”. Estamos em horário do cristão: Está na hora de viver! Você não tem o direito de ficar no túmulo com seus problemas e lutos. O tempo previsto para o sofrimento tem data marcada para terminar, já passou, chega! Faça alguma coisa pela sua vida! Só sofra de verdade pelas coisas que valem a pena. Quantas pessoas não sofreram o que deveriam sofrer? Esse tempo é curto, e é maravilhoso descobrir que, hoje, temos a oportunidade de escutar a voz de Jesus dizendo que não quer mais a morte para a nossa vida. Deus está segurando na nossa mão.

Se você está sofrendo muito, permita que Jesus cuide de você. Revolucione sua vida, pois quem fica parado é poste. Melhore esta cara e faça o que puder fazer, pois assim beneficiará as pessoas ao seu lado. O cuidado de Deus é lindo: "Saia deste sepulcro!" Não perca seu tempo em bobagens que tornam o sofrimento enorme em sua vida.

O 'cuidar' é sempre expressão de alguém que ama. Ninguém gosta de ver a pessoa amada sofrendo. Precisamos acordar para a vida.

O nosso objetivo é sermos felizes! Não há problema que resista a uma pessoa transformada por Deus! Nem a um ser humano com vontade de resolver os problemas. Não há nada maior do que uma pessoa de coragem.

Quando o sofrimento bater à sua porta, abra a janela para que você veja a dor do outro.

Padre Fábio de Melo

Uma falha astronômica

O sexo genital se tornou fonte de diversão barata

Por estar fazendo uma pesquisa sobre o matrimônio, a qual envolve a colaboração dos meus leitores, recebi por parte de pessoa bem intencionada a apresentação de uma dúvida que merece consideração. Trata-se de ideia vicejando firme em nosso mundo moderno, convictamente freudiano. O sexo genital se tornou fonte de diversão barata, ao alcance de todos. Não há freios nem limitações, de maior porte, para mentes esclarecidas, libertas de culpas doentias. Fazer amor foi classificado como ocupação normal. A atividade sexual não deve despertar mais recalques e remorsos, dizem.

Será que o cristão pode se esquecer do que dizem as Sagradas Escrituras: "Nem os imorais, nem os adúlteros, nem os depravados...irão herdar o Reino dos céus" (I Cor 6, 9)? Embora tenhamos em nós a tendência forte de tudo erotizar, a moral cristã põe à nossa frente um grande ideal: fazer uso do direito ao sexo só dentro da vida de casados. É saber “guardar-se para a pessoa amada”. Dentro do matrimônio a sexualidade tem a bênção divina, e afina com nossa natureza. O Criador concedeu ao casal humano o prazer sexual para que homem e mulher se completem física e psicologicamente, e para que tenham prole.
Ora, o caro leitor nos pergunta se não é devido a essa convicção geral - atividade sexual fora do casamento - que caiu o interesse pelo sacramento do matrimônio? Se o sexo pode ser tranquilamente vivido antes do casamento, por que ainda se casar em público? Nesta circunstância, receber o sacramento de Cristo perdeu o interesse. Isso se chama secularização. É um rombo astronômico na nossa formação moral. O cristão que procura viver essa limitação é considerado um extraterrestre. Mas é preciso ao menos desconfiar dos dogmas do mundo moderno.

São Paulo nos alerta, com sabedoria: "Não vos conformeis com este mundo" (Rom 12, 2). O Criador, que nos programou, não nos faz exigências absurdas. Tenho visto, com clareza, que os namorados que vivem esse ideal [castidade] antes do casamento, também após a união são fiéis um ao outro. E temos a certeza, vinda de Cristo: quem vive a castidade tem gosto para a vida de oração. "Felizes os puros de coração, porque verão a Deus" (Mt 5, 8).

Dom Aloísio Roque Oppermann scj - Arcebispo de Ube
domroqueopp@terra.com.br

Excessos: você os vê em sua vida?

Por trás da compulsão há um descompasso, um desequilíbrio

Muitos de nós já nos pegamos fazendo algo por excesso: comer, beber, jogar, limpar, comprar, amar, depender afetivamente de alguém, mentir, ter ciúme, dentre outros. É um impulso quase que incontrolável, no qual as pessoas se precipitam e, muitas vezes, têm até dificuldade para planejar qualquer tipo de tarefa, ou mesmo planejar a parada dessa compulsão.

Quantas vezes vemos pessoas cujo “hábito” é comprar, para terem cada vez mais, pois nunca se satisfazem com o que possuem. Tal “hábito” passa a movimentar nosso sentido de felicidade: tendo isso ou tendo aquilo, jogando determinado jogo, comendo isso ou aquilo, seremos mais felizes e preencheremos o “vazio” que há em nós.

As causas do comportamento compulsivo podem ser as mais variadas: predisposição, hábitos aprendidos, histórico familiar (que também é aprendido), razões biológicas. Ao percebermos que algo “é demais”, que passa dos limites do normal e saudável, decidimos parar. O ato de parar pode acontecer naturalmente para muitas pessoas, mas para uma parte das pessoas isso não acontece. Ou seja, o comportamento, chamado de compulsivo ou aditivo, continua acontecendo em paralelo à ansiedade que a pessoa vivencia.

Geralmente, são hábitos pouco saudáveis ou inadequados que são repetidos muitas vezes e levam a consequências negativas como o uso de álcool, drogas em geral, comer exageradamente, gastar fora do controle, fugir do contato social, praticar esportes em excessivamente, lavar as mãos de forma exagerada (até mesmo chegando a se ferir), participar de jogos de azar, depender de relações virtuais, excesso do uso de remédios ou de idas a médicos em busca de uma doença, dentre outros. Tais atitudes são feitas quase que automaticamente; quem as pratica não percebe ou nota prejuízos num primeiro momento.


Ter um comportamento compulsivo acontece por hábitos que são aprendidos e seguidos de alguma gratificação emocional, de algum alívio da angústia ou da ansiedade que a pessoa sente. Ou seja, ela faz alguma coisa e recebe outra em troca. Com os prejuízos que essa pessoa pode ter em seus relacionamentos, no trabalho, na saúde, ou mesmo quando os demais indicam que ela tem esse distúrbio, ela passa a se observar mais detalhadamente. Aquilo que, num primeiro momento, era fonte de prazer e gratificação, posteriormente passa a dar uma sensação negativa, pois a pessoa cede em fazer aquilo.

Se por trás dessa compulsão existe um descompasso, um desequilíbrio, é importante canalizar essa energia, que antes ia para os excessos, em outras atividades e buscar “retirar” o foco do comportamento que acarreta prejuízo para a pessoa.
Vale lembrar que todos nós temos rotinas e hábitos e isso é muito saudável; fica apenas a atenção para aquilo que é excessivo! Como dizem, de forma popular, “tudo o que é demais, faz mal”!

Então, se você identifica alguns excessos em sua vida, procure analisar os afetos que lhe faltam e como você tem canalizado suas forças, se tem buscado o ter ou fazer em troca do ser.

Deixe seus comentários!

Abraço fraterno!

Elaine Ribeiro
psicologia01@cancaonova.com

Roteiro de Oração para o Período Pascal - 6º Dia


Oração para todos os dias

Pai, quero me tornar verdadeiramente um adorador em espírito e verdade. Para tanto, ó Espírito Santo, conduze-me ao Cenáculo interior em meu coração. Mestre Jesus, Sintonizado com meu ser, quero me colocar ao teu dispor durante este tempo. Como os discípulos, também eu preciso ser restaurado, curado e liberto por teu amor. Espírito Santo, opera nas áreas profundas de meu ser. Prepara esse vaso frágil e ferido que sou eu. Quero ser um instrumento em tuas mãos. Maria, tu que foste a criatura que mais plenamente provou a ação do Espírito Santo em teu ser, Intercede por mim. AMÉM.

I - Da busca da Cura e Restauração

6º Dia: Sexta, 29 de Abril

Busque a cura de sua vida adulta. Entregue ao Espírito Santo as experiências vividas a partir dos 26 anos.
Leia: Salmo 118, 105-112.

Santo do Dia - 29/04

Santa Catarina de Sena Virgem e Doutora da Igreja

Era leiga, pertencia à Ordem Terceira de São Domingos, recebeu graças místicas extraordinárias e formou numerosos discípulos. É considerada a maior glória da espiritualidade dominicana. Embora mística e contemplativa, exerceu influência enorme na vida política e social de seu tempo, tendo trabalhado para o retorno do Papado de Avinhão para Roma. Deixou numerosos escritos e faleceu com apenas 33 anos.

(Fonte: "Cada dia tem seu Santo", de A. de França Andrade - Artpress)


quinta-feira, 28 de abril de 2011

Jovens se reúnem, a partir de hoje, em três dias de oração por JPII

Da Redação CN, com Rádio Vaticano

Na expectativa da beatificação de João Paulo II, neste domingo, 1° de maio, na Praça São Pedro, o Centro São Lourenço, em Roma, convida os jovens a participarem de três dias de oração pelo Papa Wojtyla.

Fundado por João Paulo II, o centro hospeda a cruz original das Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ), além de ser um lugar de interesse para os cidadãos da capital italiana e peregrinos.

Os três dias de oração terão início nesta quinta-feira, 28, e se concluirão no sábado. Nesses dias será possível se confessar e adorar o Santíssimo Sacramento. O centro fará a projeção, em seis línguas, do documentário intitulado "A força da Cruz", proposto nos três dias de oração.

Além disso, serão celebradas três missas, na quinta, sexta e sábado pela manhã. Está prevista a participação de peregrinos provenientes de várias partes do mundo, com uma forte presença de jovens da Polônia.

Cerca de trinta jovens voluntários de vários países acolherão os peregrinos e vários sacerdotes estarão disponíveis para confissões.

Roma se prepara para beatificação de JPII:

JPII: o Papa que aprendeu a chamar Nossa Senhora de mãe e amiga

Gracielle Reis
Da Redação CN

Com nove anos, Karol começou a se preparar para a Primeira Comunhão. Ele ia à Missa às 6h da manhã. Depois se prostrava em frente à Virgem Maria e rezava. Foi sobretudo com sua mãe que aprendeu a ter uma devoção materna à Nossa Senhora. A mãe o consagrou aos cuidados da Virgem de Czestochowa, padroeira de todos os poloneses. O pequeno Karol aprendeu não somente a rezar Ave-Maria, mas também a chamar Nossa Senhora de mãe e amiga.

Desde então, a Virgem Maria tornou-se um referencial de vida e devoção para ele. À noite, antes de dormir, sua mãe ficava ao pé da sua cama para lhe falar sobre o amor a Deus e a devoção à Virgem Maria. Mais tarde, ele mesmo vai lembrar como essas noites abençoadas e extremamente importantes para o seu crescimento na fé e para o seu amor autêntico a Deus
. 


Estes trechos do livro “João Paulo II, uma vida de santidade”, de padre Roger Araújo, da Comunidade Canção Nova (Ed. Canção Nova, 2011), revela a história do menino, KarolWojtyla, que aprendeu em casa, com sua mãe, a ter devoção pela Virgem Maria, o que culminou em sua missão como Papa.

Acesse
.: Página especial da beatificação de JPII
Em diversos momentos de sua vida, sobretudo durante o pontificado, João Paulo II não deixou de ressaltar o seu amor pela Mãe de Jesus, assumindo, inclusive, em seu brasão episcopal o lema Totus tuus, inspirado na doutrina de São Luís Maria Grignion de Montfort sobre Nossa Senhora.
Sobre a doutrina do santo, João Paulo II escreveu uma carta às famílias monfortinas, na qual cita o “Tratado sobre a verdadeira devoção à Virgem Santíssima”, de autoria de São Luís e a influência deste na sua vida e devoção por Maria. “Eu próprio, nos anos da minha juventude, tirei grandes benefícios da leitura deste livro, no qual 'encontrei a resposta às minhas perplexidades' devidas ao receio que o culto a Maria, 'dilatando-se excessivamente, acabasse por comprometer a supremacia do culto devido a Cristo'", declarou o Santo Padre.
João Paulo II relata ainda, em seu discurso no VIII Colóquio Internacional de Mariologia (13 de outubro de 2000), que São Luís Maria Grignion de Montfort constitui para ele uma significativa figura de referência. Nos anos em que foi seminarista clandestino, ele trabalhava na fábrica Solvay de Cracóvia, na Polônia, e seu diretor espiritual o orientou a ler o Tratado.
“Li e reli muitas vezes e, com grande proveito espiritual, este precioso livrinho ascético de capa azul que se tinha manchado de soda. Ao situar a Mãe de Cristo em relação ao mistério trinitário, Montfort ajudou-me a entender que a Virgem pertence ao plano da salvação por vontade do Pai, como Mãe do Verbo encarnado, por ela concebido por obra do Espírito Santo”, conta. O Papa polonês explica que não poderia excluir de sua vida a “Mãe do Senhor”, pois ainda assim continuaria imerso na vontade de Deus-Trindade, que realizou a história da salvação com a colaboração “responsável e fiel” da Virgem Maria.
Segundo o Prefeito Emérito da Congregação para a Evangelização dos PovosCardeal Jozef Tomko, o Totus tuusmostra como João Paulo II era ligado à Virgem Maria, numa total oferta espiritual. “Este homem se doava em tudo, tudo”, destaca o cardeal.
“O Rosário é a minha oração predileta”
Esta foi a “confidência” de João Paulo II, no dia 28 de outubro de 1978, ao enfatizar que a oração do Rosário é “maravilhosa na simplicidade e na profundidade”.
De acordo com ele, o Rosário marca o ritmo da vida humana, no qual se percebe a presença da Mãe de Deus no mistério de Cristo e da Igreja e no qual o “coração [do cristão] pode incluir nas dezenas do Rosário todos os fatos que formam a vida do indivíduo, da família, da nação, da Igreja e da humanidade. Acontecimentos pessoais e do próximo, e de modo particular daqueles que nos são mais familiares e que mais estimamos”.
O próprio João Paulo II relata também, na Carta Apostólica Rosarium Virginis Mariae, que, desde de sua juventude, a oração do Rosário sempre o acompanhou, seja nos momentos de alegria e ou de provações. “A ele confiei tantas preocupações; nele encontrei sempre conforto”, afirma.


Assista ao vídeo "O Papa mariano"

Jogo Quaresma e Semana Santa e dois primeiros Domingos de Páscoa para Catequese.

Para ser usado pelos catequistas. Preparado para a Igreja de São Mateus -JF. Algumas questões se referem aos acontecimentos da Paróquia. A adaptação das questões é livre aos catequista. Já vem com as respostas. Boa evangelização!!! As crianças que quiserem treinar seus conhecimentos estejam a vontade.

I – Pingue-pongue (em 2 grupos – ganhadores ganham duas balas cada)

1) Quantos dias tem a Quaresma? - 40 dias
2) Onde Jesus ficou por 40 dias? - No deserto
3) O que é transfigurar? - Mudar de figura
4) O que é jejum? - Deixar de comer várias coisas e sentir um pouco de fome
5) Abstinência é deixar de comer... - Carne (pode ser feita outras abstinências referente a algo que somos apegados)
6) A Quaresma começa em que dia (nome do dia)? - Quarta-feira de Cinzas
7) A Quaresma acaba em que dia (nome do dia)? - Domingo de Ramos
8) Jesus morreu na Sexta-feira Santa e ressuscitou no Domingo. Era seu __ dia de falecimento. Qual era? -
9) No Terceiro Domingo da Quaresma Jesus conversou com alguém junto de um poço. Quem era? - Uma samaritana
10) No Quinto Domingo da Quaresma Jesus curou alguém. Essa pessoa era... - Cega

II – Um contra todos e todos contra um. (O primeiro que acertar ganha 1 bala)

1) Quantos domingos tem a quaresma? - 5
2) Quantos dias tem a Semana Santa? - 8
3) O que é a Unção dos Enfermos feita na Segunda-feira Santa? - Benção dada aos doentes
4) O que foi o Sermão do Encontro realizado na Terça-feira Santa? - Foi um sermão feito após o encontro das imagens de Jesus e Maria. (Próprio realizado em S. Mateus -JF-MG)
5) O que significa Via Sacra? - Caminho Sagrado
6) Quais são os dias do Tríduo Pascal? - Quinta-feira santa com a missa da ceia até a tarde de Domingo de Páscoa
7) Quando foi feito o Lava-pés? - Quinta-feira Santa.
8) Qual é o único dia que não tem Missa no ano? - Sexta-feira Santa
9) Qual o nome do Sábado da Semana Santa? - Sábado de Aleluia
10) O que se celebra no Domingo de Páscoa? - A Ressurreição

III – Trinca! (1 bala por grupo por resposta certa, e deve ser uma resposta por grupo - 3 grupos)

1) Quantas estações existem na Via Sacra?
a)12
b)14
c)15               X

2) Segundo o 2º Domingo da Quaresma, Jesus foi transfigurado no:
a) No deserto
b)No monte Tabor                        X
c)No Calvário

3) Quem estava com Jesus no monte Tabor?
a) Pedro, Tiago e João                       X
b) Abraão, Elias e Moisés
c) Mateus, Lucas e João

4) O tema da Campanha da Fraternidade desse ano era: (ADPTE PARA SEU ANO)
a)A natureza geme em dores de Parto
b)Fraternidade e a Vida no Planeta                      X
c)Fraternidade e as dores do Planeta

5) Ajuda a preservar o planeta:(ADPTE PARA O TEMA DA CAMPANHA DO SEU ANO)
a)Limpar a calçada com água limpa
b) Tirar água de pratinhos de plantas e pneus
c)Apagar a luz de onde eu saio                        X

6)Como o cego curado, o cristão toma partido em favor de Jesus, isto é, em favor da vida. Isto significa:
a) abrir os olhos diante do sofrimento e fazer alguma coisa para que isso acabe             X
b) abrir os olhos diante do sofrimento e reclamar da dor e dos problemas
c) não é necessário abrir os olhos, porque já enxergamos com a vista e sabemos julgar o que é bom

7)Jesus oferece a água dele, porque:
a)Mata a sede pra sempre
b)É fonte de vida                    X
c)É limpa e previne doenças

8)A imagem 1 ensina que:(ADPTE PARA O TEMA DA CAMPANHA DO SEU ANO)
a)Usar sacolas plásticas não faz mal
b)Devemos usar sacolas maiores
c)Usar sacolas reutilizáveis               X

9)A imagem 2 ensina que:(ADPTE PARA O TEMA DA CAMPANHA DO SEU ANO)
a)devemos usar lixeiras recicláveis               X
b)devemos ter várias lixeiras para comportar boa parte do lixo
c)devemos dividir o lixo, porque junto ele produz gazes tóxicos para a camada de ozônio

10)Jesus tinha três pessoas amigas que eram irmãs. Uma delas morreu e Jesus a ressuscitou. Quem foi?
a)Marta
b)Lázaro                X
c)Maria

11)Durante a semana, as missas possuem uma leitura, um salmo e o evangelho; nos finais de semana as missas possuem duas leituras, um salmo e o Evangelho. No Sábado de Aleluia, a missa possuía a maior liturgia do ano. Então, o número de leituras, salmos e Evangelhos eram...
a)5 leituras, 3 salmos/cânticos e 2 evangelhos
b)4 leituras, 2 salmos/cânticos e 2 evangelhos
c)4 leituras, 4 salmos/cânticos e 1 evangelho            X

IV – Errou, perdeu (Individual – 5 segundos para responder, se ninguém o fizer uma será sorteada e terá que responder, se errar, pagará prenda e outro será sorteado, se acertar ganhará bala – Só 3 tentativas)

1) O Círio Pascal significa... - Cristo Ressuscitado
2) Os cravos no Círio simbolizam... - As chagas de Jesus
3) O alfa e o ômega no Círio simbolizam... - Que Jesus é o princípio e o fim
4) Desde a 5ª feira Santa até o Sábado de Aleluia tiveram X benção(s) com sinal da cruz. Quantas foram? - Só uma
5) Que dia foi celebrado a instituição da Santa Eucaristia? - Quinta-feira Santa
6) O que significa a palavra RETIRO na Igreja? - Se RETIRAR temporariamente das atividades normais para refletir e rezar.
7) Quem descobriu que o túmulo de Jesus estava vazio? - Maria Madalena
8) O que Jesus disse ao ver os discípulos após ter ressuscitado? - Que a paz esteja com vocês!
9) Qual discípulo não estava junto dos outros na primeira aparição de Jesus ressuscitado? - Tomé
10) O que Jesus quer que nós façamos, diferentemente de Tomé? - Que nós creiamos sem precisar ter visto

Instituição católicas conquistam excelência e reafirmam valores

Nicole Melhado
Da Redação CN

A jovem Mariana Guimarães completou o ensino fundamental e médio numa instituição de ensino católica, o que, para ela, foi fundamental na construção de sua formação humana e social. “A educação que recebi lá mudou a minha vida. Todos os valores que aprendia em casa eram vistos na prática com os professores e colegas. Minha formação católica foi um diferencial na minha vida”, destaca Mariana.

O nome de uma universidade católica fez a jovem pensar que lá poderia ter a mesma qualidade de ensino e reafirmação de seus valores onde teoricamente seria a última formação, mas para Mariana, suas expectativas não foram correspondidas.

“Quando entramos numa faculdade católica acreditamos que ela fará jus ao nome. Mas minhas expectativas foram frustradas. Se eu não tivesse me inserido numa pastoral, se quer me daria conta que estudava numa faculdade católica”, conta. 

Segundo Mariana, na sala de aula não se via nenhum referencial católico e, por vezes, ela se sentiu até mesmo ferida em discussões com colegas e pela forma como os professores conduziam essas discussões. “Quando havia alguma discussão em relação à Igreja, os próprios professores criticavam ou se omitiam. O que nos era passado é que religião não faria diferença em nossa vida. Quando entramos numa universidade, esperamos que ela corresponda com aquilo que ela se intitula”, ressalta a recém graduada em Direito.

Para a jovem católica, os professores deveriam entender que muitos alunos chegam na universidade com essa expectativa e que eles esperam ao menos respeito aos valores e à religião que professam. “Eles deveriam tomar cuidado para preservar o título da instituição. No mínimo os valores e os alunos católicos deveriam ser respeitados. A universidade deveria ser coerente com aquilo que ela ostenta”, enfatiza.

O Arcebispo de São Paulo, Cardeal Odilo Pedro Scherer (primeira foto), reconhece que as instituições católicas, especialmente as de ensino superior, estão perdendo sua característica cristã devido à inserção de linhas de pensamento relativistas. 

“É preciso um esforço para que isso seja superado. Nossas universidades e faculdades católicas precisam manter sua identidade. Os estudantes buscam essa instituições por isso e esperam delas determinados valores e referenciais. E é isso que insistimos junto às organizações de ensino superior e aos colégios católicos: que sejam boas, mas não deixem de ser católicas, que manifestem claramente sua identidade naquilo que propõe como ideais e referenciais de educação”, ressalta o cardeal. 



Formação integral

Ex-reitor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), padre Jesus Hortal Sànchez (foto ao lado) destaca que o desenvolvimento humano é a primeira preocupação dentro da formação católica, em seguida, a formação da cidadania e, por fim, científica para a realização das atividades profissionais.

“Dentro do desenvolvimento da pessoa humana, existem valores transcendentes que dão sentido para a vida humana, dentro disso está o relacionamento com Deus”, ressalta o padre.

Para o ex-reitor e docente, as instituições católicas sempre primaram pela qualidade de ensino e, hoje, definitivamente são reconhecidas por isso, atraindo não apenas alunos católicos, mas aqueles que professam outras religiões e até mesmo ateus. “Isso mostra que a Igreja está em diálogo com a ciência e a cultura, construindo uma verdadeira união entre fé e ciência”, esclarece.

O reitor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Dirceu de Mello, destaca que os valores fundamentais transmitidos aos alunos são aqueles ligados à pessoa humana, direitos de cada cidadão: direito à vida, ao trabalho, à liberdade de expressão, de ação e do respeito mútuo dentro de uma sociedade republicada e democrática. “Não são apenas valores que transmitimos, mas que praticamos”, enfatiza.

A  estudante Mariana Guimarães destaca que “faz parte também da formação, não ter apenas um pensamento relativista, onde só a formação humana basta, é preciso uma referencial, especialmente numa universidade que se intitula católica”. 


Educação católica e as transformação históricas sociais
A Pontifícia Universidade Católica de São Paulo é atualmente uma das principais universidades do Brasil e teve grande papel na defesa dos direitos humanos durante a ditadura militar.

O advogado Pedro Henrique Fiorelli, escolheu para realizar sua graduação numa instituição católica principalmente por seu renome e por ser umas das melhores do país em excelência de ensino.

“O fato de ser católica também motivou minha escolha, mas depois constatei que muitos desses preceitos, em função da característica histórica da universidade, haviam sido deturpados um pouco”, conta Pedro Fiorelli.

Para o jovem advogado, os valores humanos foram transferidos na educação, mas os católicos propriamente não. “Todos os cursos tem em sua grade uma disciplina denominada Introdução ao Pensamento Teologístico, mas até o momento em que eu cursei ela era muito vaga, mas soube que ela foi restruturada”, afirma.

Para Pedro, essa "linha católica" se perdeu devido à  história da instituição, mas a parte humanista foi conservada contrapondo ao prisma positivista da faculdade do Largo São Francisco, em São Paulo.

“O contexto histórico 'laiquizou' a universidade tendo em vista seu posicionamento na época da ditadura”, diz o advogado recordando que muitos pensadores socialistas perseguidos eram acolhidos pela universidade. Porém, segundo ele, a instituição manteve a título "pontifícia" em alguns aspectos. “Houve mesmo uma transformação humanista, mas que ela não fere os valores cristãos”, diz Pedro Fiorelli.

“As atividades acadêmicas são inteiramente desobrigadas de qualquer compromisso com a religião católica, isso está inserido no estatuto da universidade. Temos aqui  alunos e professores ateus, judeus... Todos estão aqui. O valor fundamental prestigiado pela universidade é o valor católico, pois ela se criou sob a imposição, iniciativa de um cardeal. Mas todos tem liberdade, desde que no magistérios, por exemplo, os professores não agridam esse valores básicos que são prestigiados em nosso estatuto. Mas a liberdade de cátedra é franca”, ressalta o reitor da PUC-SP (à direita).

Dirceu de Mello afirma ainda que se um docente não respeitasse tais valores estariam não só desrespeitando o estatuto da própria instituição, mas “estaria contra a instituição que assegura a liberdade”.


O papel da educação católica no Brasil

O Arcebispo de São Paulo recorda que a Igreja Católica foi pioneira no campo da educação escolástica, antes que o Estado admitisse essa função.

Em todo o Brasil, destaca o cardeal, existem escolas e faculdades católicas que trazendo uma educação de forma integral de acordo com os princípios da antropologia cristã, com o objetivo de oferecer um ensino de bom nível para formar pessoas de forma integral.

“A Igreja possui um organismo que acompanha as instituições católicas, a Congregação para Educação Católica e, no Brasil, temos a Anec (Associação Nacional de Ensino Cristãos) que agrega não apenas instituições católicas, mas todas aquelas cristãs”, esclarece Dom Odilo.

Roteiro de Oração para o Período Pascal - 5º Dia


Oração para todos os dias

Pai, quero me tornar verdadeiramente um adorador em espírito e verdade. Para tanto, ó Espírito Santo, conduze-me ao Cenáculo interior em meu coração. Mestre Jesus, Sintonizado com meu ser, quero me colocar ao teu dispor durante este tempo. Como os discípulos, também eu preciso ser restaurado, curado e liberto por teu amor. Espírito Santo, opera nas áreas profundas de meu ser. Prepara esse vaso frágil e ferido que sou eu. Quero ser um instrumento em tuas mãos. Maria, tu que foste a criatura que mais plenamente provou a ação do Espírito Santo em teu ser, Intercede por mim. AMÉM.

I - Da busca da Cura e Restauração

5º Dia: Quinta, 28 de Abril

Busque a cura de sua juventude. Entregue ao Espírito Santo o período de seus 19 aos 26 anos.
Leia: Salmo 118, 41-48.

Santo do Dia - 28/04

São Luís Maria Grignion de Montfort, Confessor

Grande doutor marial dos tempos modernos, combateu arduamente a influência jansenista nos meios católicos, pregou no noroeste da França -- precisamente na região em que, 80 anos depois, os camponeses se levantaram de armas na mão contra a Revolução Francesa -- e fundou a Companhia de Maria e a Congregação das Filhas da Sabedoria. Vivia abrasado no amor de Deus e de sua Santa Mãe, e aspirava ardentemente, como demonstram seus escritos, pelo advento de uma época em que Nossa Senhora fosse efetivamente obedecida como Rainha. Sua obra mais célebre é o Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem, em que ensina a Escravidão por amor à Santíssima Virgem como meio mais seguro de servir a seu Divino Filho.

(Fonte: "Cada dia tem seu Santo", de A. de França Andrade - Artpress)


quarta-feira, 27 de abril de 2011

Roteiro de Oração para o Período Pascal - 4º Dia


I - Da busca da Cura e Restauração

4º Dia: Quarta, 27 de Abril

Busque a cura de sua adolescência. Entregue ao Espírito Santo o período de seus 13 aos 18 anos.
Leia: Salmo 118, 9-16.

9. Como um jovem manterá pura a sua vida? Sendo fiel às vossas palavras.
10. De todo o coração eu vos procuro; não permitais que eu me aparte de vossos mandamentos.
11. Guardo no fundo do meu coração a vossa palavra, para não vos ofender.
12. Sede bendito, Senhor; ensinai-me vossas leis.
13. Meus lábios enumeram todos os decretos de vossa boca.
14. Na observância de vossas ordens eu me alegro, muito mais do que em todas as riquezas.
15. Sobre os vossos preceitos meditarei, e considerarei vossos caminhos.
16. Hei de deleitar-me em vossas leis; jamais esquecerei vossas palavras.


Leia mais em: http://www.bibliacatolica.com.br/01/21/118.php#ixzz1KZj1unbi

Santo do Dia - 27/04

Santa Zita, Virgem

Foi durante 40 anos criada de uma família nobre na cidade italiana de Luca. Distribuía aos pobres o pouco que lhe sobrava do salário recebido. Sua santidade foi reconhecida ainda em vida, e confirmada por grande número de milagres. É padroeira das empregadas domésticas e patrona de Luca.

(Fonte: "Cada dia tem seu Santo", de A. de França Andrade - Artpress)

terça-feira, 26 de abril de 2011

Santo do Dia - 26/04

Nossa Senhora do Bom Conselho

Esta invocação, incluída na Ladainha Lauretana, é muito antiga. Na Idade Média, num santuário situado em Scutari, na Albânia, venerava-se um afresco milagroso de Nossa Senhora do Bom Conselho. Em 1467, quando os turcos maometanos estavam dominando a Albânia, Anjos destacaram o afresco da parede e o transportaram pelos ares até a cidade de Genazzano, próxima a Roma. Ali permanece há mais de 500 anos, sendo objeto de grande devoção e ocasião de inúmeros milagres.

(Fonte: "Cada dia tem seu Santo", de A. de França Andrade - Artpress)

São Pascácio

Roteiro de Oração para o Período Pascal - 3º dia


I - Da busca da Cura e Restauração

3º Dia: Terça, 26 de Abril

Busque a cura de sua segunda infância. Entregue ao Espírito Santo o período de seus 07 aos 12 anos.
Leia: Salmo 125.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Roteiro de Oração para o Período Pascal - 2º Dia


I - Da busca da Cura e Restauração

2º Dia: Segunda, 25 de Abril

Busque a cura de sua primeira infância. Entregue ao Espírito Santo o período de seu nascimento até os sete anos.
Leia: Salmo 122.

Os encontros de uma noite

Dificilmente o príncipe encantado vai cair do céu

A partir da revolução sexual dos anos 60 muitas coisas interferiram no comportamento dos jovens. Quem já tem mais de 40, certamente se lembra das muitas etapas vividas nos anos que viriam a seguir… Apesar de todo o liberalismo alcançado, o desejo das pessoas de encontrar alguém para viver um sadio relacionamento ainda continua vivo. De maneira especial as mulheres que se preocupam com o avanço do tempo e ainda não conseguiram encontrar seu par. Outras, por terem vivido um relacionamento frustrado, procuram estabelecer um romance duradouro com alguém que realmente as faça felizes. Algumas dessas já namoraram, já viveram vários relacionamentos de curtíssima duração, outras até tinham um “ficante fixo”, mas entre tantas experiências, ninguém parecia ser adequado para o projeto de um relacionamento sólido.

É bem sabido pela maioria das pessoas que, a cada final de semana, quase sempre, a proposta para a diversão não está somente em conviver com outras pessoas, mas sim de não passar a noite sozinhos. De maneira equivocada, algumas pessoas acreditam que em meio às breves experiências de namoro poderão encontrar seu par ideal. Em outras palavras, elas procuram encontrar alguém especial vivendo inúmeros namoricos. Como se desses encontros fosse possível detectar a(o) namorada(o) perfeita(o) para então viverem o sonhado relacionamento. Outros acreditam que por não terem ainda encontrado a mulher ou o homem da sua vida justificam a atitude de viver um encontro com a duração de uma noite.

Dessa forma, as abordagens quase sempre seguem os mesmos rituais, tanto para homens quanto para as mulheres. Sem rodeios procuram conduzir o encontro para uma intimidade, na qual o casal tem como motivação o vínculo passageiro. E quando acontece do rapaz se deparar com uma moça que resiste a tal proposta ou não responde com o mesmo interesse, sem pestanejar, desvia seus objetivos em direção a uma outra pretendente.

Nessas investidas masculinas estará como alvo as jovens que se vestem de maneira mais provocante ou aquelas que expressam em gestos uma predisposição para um relacionamento-relâmpago.

Como que se vivessem num círculo vicioso, a mesma atitude vai se repetir por muitos finais de semanas e festas oportunas. E os comentários entre os amigos(as), já não tão discretos, seria a respeito de quem foi ou como foi a noite com essa ou aquela pessoa.

Sabemos que, para encontrar alguém, precisamos também "nos desinstalar", pois dificilmente o príncipe encantado vai cair do céu e bater à porta da jovem. E a frustração de muitos relacionamentos está no fato de as pessoas perceberem que, apesar de terem vivido muitos momentos, nenhum desses eventos foram duradouros o bastante como gostariam que acontecesse.
Contudo, a maneira de conquistar alguém com intenções de viver um relacionamento mais sério, certamente, não será por meio das mesmas abordagens vividas nos finais semana anteriores. Tampouco será a extroversão abusada ou a concordância para um programinha que vai garantir a conquista de alguém.

Dessa forma, a pessoa que deseja algo diferente para si começará a entender os motivos de seus relacionamentos frustrados quando, sem hesitação, responder de maneira diferente às investidas costumeiras dos pretendentes de plantão. E uma primeira mudança a ser tomada estaria na própria maneira de ver a pessoa do sexo oposto. Agora não como alguém que serviria apenas de muletas para suprir suas carências, mas de forma a encontrar uma pessoa como quem poderá viver a realização de um chamado para uma vida a dois e de maneira sóbria.

Um abraço e até o próximo encontro.

Dado Moura
contato@dadomoura.com

Cristãos podem formar rosto de Cristo com própria fotografia

Da Redação CN, com Agência Ecclesia

Foi lançado, neste domingo, 24, o site www.face4jesus.com, onde cada pessoa pode construir o rosto de Cristo com a própria fotografia, usando o seu perfil do Facebook ou carregando um arquivo com a sua fotografia.

O projeto face4jesus é uma iniciativa da Terra das Ideias que convida os cristãos a “dar a cara pela ressurreição de Jesus”:

“Os cristãos são chamados a dar a cara pela ressurreição de Jesus, usando o seu perfil do Facebook ou carregando uma fotografia do computador”, esclarece a Terra das Ideias.

O nome do projeto indica também o objetivo que levou ao lançamento justamente no Domingo de Páscoa: cada cristão dar a face por Jesus como como testemunha da sua Ressurreição.

Criado por iniciativa da Terra das Ideias, este projeto conta com a parceria da, da Diocese do Porto, em Portugal,, da Agência Ecclesia e do lent2face (grupo de partilha da Quaresma no Facebook) e foi lançado em espanhol, francês, italiano, inglês e português com o intuito de reunir faces de todo o mundo na afirmação de um rosto de Cristo ressuscitado.

“A organização espera agora que os cristãos neste tempo pascal tão importante, adiram e divulguem a iniciativa e deem a face por Jesus”, sublinham os gestores da página.

"Eu tenho uma dívida com ele"

Anglicanos entram em comunhão com Igreja Católica na Semana Santa

ordinariate.org.uk
(tradução de Leonardo Meira - equipe CN Notícias)


Cerca de mil anglicanos foram recebidos na plena comunhão com a Igreja Católica durante a Semana Santa, em diferentes celebrações e lugares organizados pelo Ordinariato Pessoal de Nossa Senhora de Walsingham - espécie de diocese sem território, criada por Bento XVI na Inglaterra e Gales para a acolhida e atenção espiritual desses fiéis.
Foram acolhidos trinta grupos, com sessenta clérigos anglicanos, uma etapa decisiva na resposta do Papa aos pedidos de anglicanos para regressar à Igreja católica em comunidades, prevista pela Constituição Apostólica Anglicanorum coetibus.
Em geral, esses grupos foram recebidos na Igreja Católica por algum dos três ex-bispos anglicanos e agora sacerdotes católicos: monsenhor Keith Newton, superior do Ordinariato; monsenhor John Broadhurst, ex-Bispo de Fulham, e monsenhor Andrew Burnham, ex-Bispo de Ebbsfleet.

Beatificação de JPII terá cobertura total pela Canção Nova

Rodrigo Luiz
Artigo publicado na Revista do Clube da Evangelização (Canção Nova)



Agora sim, os fieis católicos podem incluir, de maneira oficial, o nome de João Paulo II na ladainha dos beatos reconhecidos pela Igreja Católica Apostólica Romana.

Acesse
.: Página especial da beatificação de JPII


A beatificação do primeiro Papa polonês, Karol Wojtyla,acontecerá em 1º de maio na Praça São Pedro, no Vaticano, e será presidida pelo sucessor e amigo, Sua Santidade o Papa Bento XVI, às 10h (horário local). No Brasil, o evento será transmitido, ao vivo, pelo Sistema Canção Nova de Comunicação a partir das 5h (horário de Brasília). Para a celebração são esperados dois milhões e meio de pessoas do mundo inteiro. Depois da Missa, a urna com os restos mortais de João Paulo II ficará exposta em frente ao altar central da Basílica de São Pedro para que todos os fieis tenham a oportunidade de visitá-lo.

A multidão presente na Praça São Pedro no dia do funeral de João Paulo II, em 8 de abril de 2005, informalmente o aclamou santo súbito
Apesar do Vaticano ter regras rígidas para dar início ao processo de canonização, que podem levar vários anos para ser concluído, Josef Ratzinger, concedeu uma autorização especial. Ele permitiu a abertura imediata da causa de Karol Wojtyla em 2005, reconhecendo-o como Servo de Deus.

O funeral de João Paulo II, realizado entre os dias 2 e 8 de abril de 2005, tornou-se num dos maiores eventos midiáticos da história e contou com a presença de diversos líderes mundiais e jornalistas do mundo todo. Três milhões de pessoas participaram de seu funeral, em Roma, e um número quase incontável acompanhou as celebrações pela cobertura dos meios de comunicação. O Sistema Canção Nova de Comunicação estava lá com uma forte equipe de missionários. Dentre os profissionais, estava o fundador da Canção Nova, monsenhor Jonas Abib. "Foi a maior cobertura realizada por nós. Estávamos todos em sintonia e o nosso público pôde acompanhar tudo”, lembra o sacerdote sobre a cobertura do funeral e do conclave que elegeu o Papa Bento XVI.
Foram momentos inesquecíveis para todos que acompanharam o funeral do Papa João Paulo II, pessoas de muitas culturas e religiões diferentes, mas que aprenderam a amá-lo ou respeitá-lo por seu carisma e liderança indiscutíveis. Monsenhor Jonas recorda que esteve próximo à urna de João Paulo II no dia do funeral. “Todas as pessoas tinham que passar rapidinho para rezar diante do corpo dele. Eu me coloquei num lugar à distância, mas como podia ver bem a urna, ajoelhei ali mesmo e fiquei bastante tempo rezando. Tive a sensação de ter ficado muito tempo diante do corpo de João Paulo II. Foi uma graça para mim”, relata.
Beatificação
O processo de beatificação foi conduzido pelo sacerdote polonês, Slawomir Oder, e inclui pesquisas de escritos, entrevistas com pessoas que o conheceram mais de perto e testemunhos de milagres alcançados pela intercessão do novo beato. A beatificação do Pontífice representará a mais rápida beatificação da atualidade, superando por poucos meses a de Madre Teresa de Calcutá, falecida em 1997 e beatificada em 2003.

Entre os inúmeros relatos enviados a padre Oder, um foi o escolhido. Trata-se da religiosa francesa, Marie Simon-Pierre. A freira de 49 anos foi curada do mal de Parkinson graças à intercessão do Santo Padre. O milagre, um passo determinante nesse processo, foi reconhecido em 2010 por uma comissão liderada pelo médico particular de Bento XVI, Patrizio Polisca.

João Paulo II chega aos altares. Ele destacou-se ao longo de seu pontificado pela “produção” de santos. Ao todo, foram proclamados 1338 beatos e canonizados 482 santos. Números que, somados, superam as beatificações e canonizações realizadas desde o século XV. Aliás, a exortação “o Brasil precisa de santos... muitos santos” feita pelo Papa em Florianópolis (SC), no dia 18 de outubro de 1991, foi um dos discursos que mais repercutiram no país após sua vista.

O convite de João Paulo II ecoou na maior nação católica do mundo. E como toda semente lançada em terra boa, deu fruto. Dezesseis anos depois, em 2007, o Papa Bento XVI veio ao Brasil e declarou Antônio de Sant’Ana Galvão como primeiro santo nascido em nosso país. A partir de então, outros testemunhos de fidelidade à fé cristã e amor ao próximo foram elevados à honra dos altares. Destaque para a baiana, Irmã Dulce. Conhecida como “Anjo Bom da Bahia”, a beatificação da religiosa que dedicou sua vida aos pobres tem data e local marcados: 22 de maio em Salvador (BA).

Com seu forte apelo à santidade e reconhecido como patrono da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) deste ano, a ser realizada em agosto em Madri, na Espanha, João Paulo II continua a arrastar multidões. Em 1984, João Paulo II entregou aos jovens a cruz do Jubileu. “Vos confio a Cruz de Cristo! Levem-na pelo mundo todo, como sinal de amor do Senhor Jesus à humanidade e anunciem a todos que somente em Cristo morto e ressuscitado existe a salvação e redenção”, exortou na ocasião.

João Paulo II destacou-se por inúmeros motivos, o que torna difícil escolher um aspecto de sua vida para elencar como mais importante. Considerado um “Papa Magno”, por ter permanecido quase 27 anos como sucessor da cátedra de São Pedro, seu pontificado é o terceiro mais longo da história.

O Papa peregrino levou a Palavra de Deus e a mensagem de paz do cristianismo a 129 países. Seu carisma conquistou multidões por onde passou. Diante do seu caixão, pessoas poderosas se ajoelharam em respeito ao seu testemunho de que no mundo “não devem ser construídos muros para dividir, mas pontes para unir”. Sinal externo dessa crença é a avaliação feita por analistas políticos que consideram João Paulo II como um dos maiores responsáveis pelo fim do comunismo no Leste Europeu e, consequentemente, a queda do Muro de Berlim.
Influência na Canção Nova
João Paulo II também influenciou de forma marcante a Canção Nova. É ele quem dá nome a fundação mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação criada no início da década de 1980. “É uma confirmação da proteção para nós, que somos Fundação João Paulo II”, diz o fundador da Canção Nova. Ainda de acordo com monsenhor Jonas, o fato de Karol Wojtyla ser “o papa dos jovens” também confirma a missão da Canção Nova e de seus membros. “A Canção Nova é, toda ela, permeada pela juventude. Sendo assim, podemos multiplicar esse serviço a muitíssimas pessoas”, reconheceu padre Jonas.

O Papa que atraiu multidões por onde passou está agora mais perto de cada pessoa. A partir da beatificação, seu processo caminhará para a canonização. Para que ele seja declarado santo, é necessário um novo milagre. “Agora, convido os fiéis a rezarem e a levarem a conhecimento do postulador todos os casos que podem ser atribuídos à intercessão de João Paulo II”, pediu o postulador da causa, padre Slawomir Oder.


Sendo reconhecido beato, santo, Papa ou simplesmente “João de Deus” pelos brasileiros. Lá do Céu, o Papa João Paulo II continuará a abençoar um número incontável de gente que o ama. Sua lembrança sempre vai despertar saudades nos corações. “A Benção João de Deus, nosso povo te abraça...”.

Liberte-se do pecado da luxúria

Cristãos são presos e proibidos de celebrar Páscoa na China

Da Redação CN, com agências


Ao menos 20 cristãos foram detidos pela polícia chinesa deste domingo de Páscoa, 24. Segundo agências internacionais, a operação visava impedir que membros de uma igreja cristã realizassem as tradicionais festividades de Páscoa em Pequim, capital do país.
Este grupo faz parte da Shouwang, uma das maiores “igrejas subterrâneas”, uma resistência cristã que não aceita a intervenção do Partido Comunista em sua crença e, como consequência, são consideradas ilegais.
A operação no distrito de Zhongguancun começou às 8h de domingo, quando os cristãos foram detidos e levados para a uma delegacia, disseram testemunhas.
A liberdade religiosa, garantida pela Constituição chinesa, não é respeitada. A justiça do país só permite o credo em igrejas registradas oficialmente. As igrejas oficiais do país têm cerca de 20 milhões de fiéis.
Atualmente, a Igreja Católica constatou um situação de desordem na China, tendo em vista a grave situação de ordenações sem autorização pontifícia, mas reconhecidas pelo governo chinês. 
Em comunicado, o Vaticano enfatizou que cada bispo envolvido deveria “dirigir-se a Santa Sé e encontrar um modo de esclarecer a própria posição aos sacerdotes e fiéis, professando novamente a fidelidade ao Sumo Pontífice, para ajudar a superar a ofensa interior por ele cometida e para reparar o escândalo externo que causou”. 
A Santa Sé destacou também o desejo de um “diálogo sincero e respeitoso com as autoridades civis”. 
Segundo agências, o governo chinês estaria combatendo possíveis ameaças ao regime comunista, tentando evitar protestos como aqueles que atingiram recentemente alguns países árabes. Nos últimos meses, foram presos muitos ativistas pró-direitos humanos, advogados, blogueiros e artistas.

Leia mais
.: Pregador do Papa destaca ameaça aos cristãos em países asiáticos

Santo do Dia - 25/04

25 de Abril

São Marcos Evangelista

São Marcos Evangelista
Celebramos com muita alegria a vida de santidade de um dos quatro Evangelistas: São Marcos. Era judeu de origem e de uma família tão cristã que sempre acolheu aos primeiros cristãos em sua casa:"Ele se orientou e dirigiu-se para a casa de Maria, mãe de João, chamado Marcos; estava lá uma numerosíssima assembléia a orar" (Atos 12,12).

A tradição nos leva a crer que na casa de São Marcos teria acontecido a Santa Ceia celebrada por Jesus, assim como dia de Pentecostes, onde "inaugurou" a Igreja Católica. Encontramos na Bíblia que o santo de hoje acompanhou inicialmente São Barnabé e São Paulo em viagens apostólicas, e depois São Pedro em Roma.

São Marcos na Igreja primitiva fez um lindo trabalho missionário, que não teve fim diante da prisão e morte dos amigos São Pedro e São Paulo. Por isso, evangelizou no poder do Espírito Alexandria, Egito e Chipre, lugar onde fundou comunidades. Ficou conhecido principalmente por ter sido agraciado com o carisma da inspiração e vivência comunitária, que deram origem ao Evangelho querigmático de Jesus Cristo segundo Marcos.

São Marcos, rogai por nós!


domingo, 24 de abril de 2011

Roteiro de Oração para o Período Pascal - 1º Dia

I - Da busca da Cura e Restauração


1º Dia: Domingo, 24 de Abril


Busque a cura de seu período de gestação. Entregue ao Espírito Santo o período de sua concepção.
Leia: Salmo 138.

___________________________________________________________________
Este roteiro foi copiado do Informativo da Paróquia Nossa Senhora da Glória "Novo Tempo".

Ressuscitou de verdade! - cancaonova.com

Ressuscitou de verdade! - cancaonova.com

Ressuscitou de verdade!

Celebrar a Páscoa é chegar ao encontro com Cristo vivo

Imagem de Destaque

Uma antiga e sempre atual saudação para o Tempo Pascal resume em poucas palavras a fé dos cristãos: “Cristo ressuscitou”! A resposta confirma a convicção: “Ressuscitou de verdade”! Pode ser retomada na Liturgia e repetida nos cumprimentos entre as pessoas e, mais ainda, pode ser roteiro de vida! É o nosso modo de desejar uma Santa Páscoa a todos, augurando vida nova e testemunho vivo do Ressuscitado, com todas as consequências para a vida pessoal e para a sociedade.

Celebrar a Páscoa é penetrar no mistério de Nosso Senhor Jesus Cristo. Nestes dias de Semana Santa salta à vista Seu modo tão divino e humano de viver a entrega definitiva. “Antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que tinha chegado a sua hora, hora de passar deste mundo para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim” (Jo 13, 1). É a entrega livre daquele de quem ninguém tira a vida, mas se faz dom de salvação.

Jesus Cristo, que é verdadeiro Deus, oferece o testemunho de inigualável maturidade, na qual se encontra a referência para todos os seres humanos. “Os guardas voltaram aos sumos sacerdotes e aos fariseus, que lhes perguntaram: Por que não o trouxestes? Responderam: Ninguém jamais falou como este homem” (Jo 7, 45-46). Encontrá-Lo é descobrir o caminho da realização pessoal. Mas seria pouco considerá-Lo apenas exemplo a ser seguido. “De fato, Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3, 16). O homem verdadeiro é Senhor e Salvador. N'Ele estão nossas esperanças e a certeza da ressurreição. Mais do que Mestre ou sábio de renome, n'Ele está a salvação.

Seus apóstolos e discípulos, antes temerosos diante das perseguições, tendo recebido o Espírito Santo, sopro divino do Ressuscitado sobre a comunidade dos fiéis, tornaram-se ardorosos anunciadores de Sua ressurreição e de Seu nome. Basta hoje o anúncio de Cristo: “Que todo o povo de Israel reconheça com plena certeza: Deus constituiu Senhor e Cristo a este Jesus que vós crucificastes. “Quando ouviram isso, ficaram com o coração compungido e perguntaram a Pedro e aos outros apóstolos: Irmãos, que devemos fazer? Pedro respondeu: “Convertei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para o perdão dos vossos pecados. E recebereis o dom do Espírito Santo. Pois a promessa é para vós e vossos filhos, e para todos aqueles que estão longe, todos aqueles que o Senhor, nosso Deus, chamar” (At 2, 36-39).

Cristo morreu, Cristo ressuscitou, Cristo há de voltar! O que parece simplório é suficiente, pois daí nascem todas as consequências: vida nova, alegria perene, capacidade para se levantar das próprias crises e pecados, amor ao próximo, vida de comunidade, testemunho corajoso da verdade, vida nova na família cristã, compromisso social, serviço da caridade! Tudo isso? Sim, na Páscoa de Jesus Cristo está o centro da fé cristã e a fonte de vitalidade, da qual gerações e gerações de cristãos beberam como de uma fonte verdadeiramente inesgotável.

Celebrar a Páscoa é ir além da recordação dos fatos históricos, para chegar ao encontro com Cristo vivo. Nós cristãos O reconhecemos hoje presente, fazendo arder os corações, vamos ao Seu encontro nos irmãos, especialmente na partilha com os mais pobres, acolhemos Sua palavra viva, lida da Sagrada Escritura e proclamada na liturgia, sabemos que Ele permanece conosco se nos amamos uns aos outros e está vivo na Igreja, quando se expressam os sucessores dos Apóstolos e O buscamos na maior exuberância de Sua presença, que é a Eucaristia. Este é nosso documento de identidade!

Com o necessário respeito à liberdade de todas as pessoas, queremos hoje dizer a todos os homens e mulheres, em todas as condições em que se encontram, que as portas estão abertas, mais ainda: escancaradas. Se quiserem, aqui está o convite para a maior de todas as comemorações: “Celebremos a festa, não com o velho fermento nem com o fermento da maldade ou da iniquidade, mas com os pães ázimos da sinceridade e da verdade!” (I Cor 5, 8). É Páscoa do Senhor! Feliz, verdadeira e santa Páscoa da Ressurreição!


Dom Alberto Taveira Corrêa
Arcebispo de Belém - PA

Dom Alberto Taveira foi Reitor do Seminário Provincial Coração Eucarístico de Jesus em Belo Horizonte. Na Arquidiocese de Belo Horizonte foi ainda vigário Episcopal para a Pastoral e Professor de Liturgia na PUC-MG. Em Brasília, assumiu a coordenação do Vicariato Sul da Arquidiocese, além das diversas atividades de Bispo Auxiliar, entre outras. No dia 30 de dezembro de 2009, foi nomeado Arcebispo da Arquidiocese de Belém - PA.

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...