Pesquisar este blog

Compartilhe



quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Bem-Aventuranças

Você sabe o que é um "bem-aventurado"? "Aventurança" significa felicidade, alegria; e "bem" é um intensificador, de valor positivo. Então, "bem-aventurado" é uma pessoa extremamente feliz. É o que Deus quer de nós, que sejamos pessoas muito alegres. Vejam as leituras e o evangelho desse passado 4ª Domingo do Tempo Comum (30/01/2011) e a reflexão:

1ª LEITURA: PROFECIA DE SOFONIAS - (Sf 2,3;3,12-13)
Buscai o Senhor, humildes da terra, que
pondes em prática seus preceitos; praticai
a justiça, procurai a humildade; achareis
talvez um refúgio no dia da cólera do Senhor. E deixarei entre vós um punhado de
homens humildes e pobres. E no nome do
Senhor porá sua esperança o resto de Israel.
Eles não cometerão iniqüidades nem falarão
mentiras; não se encontrará em sua boca
uma língua enganadora; serão apascentados e repousarão, e ninguém os molestará. Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL – Sl 146(145)

Ref.: Felizes os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus.
1. O Senhor é fiel para sempre, faz justiça aos que são oprimidos; Ele dá alimento aos famintos, é o Senhor que liberta os cativos.
 2. O Senhor abre os olhos aos cegos, o Senhor faz erguer-se o caído; o Senhor ama aquele que é justo, é o Senhor quem protege o estrangeiro.
3. Ele ampara a viúva e o órfão, mas confunde os caminhos dos maus. O Senhor reinará para sempre! Ó Sião, o teu Deus reinará para sempre e por todos os séculos!

2ª LEITURA: PRIMEIRA CARTA DE SÃO PAULO AOS CORÍNTIOS -  (1Cor 1,26-31)
Considerai vós mesmos, irmãos, como fostes chamados por Deus. Pois entre vós não há muitos sábios de sabedoria humana nem muitos poderosos nem muitos nobres. Na verdade, Deus escolheu o que o mundo considera como estúpido, para assim confundir os sábios; Deus escolheu o que o mundo considera como fraco, para assim confundir o que é forte; Deus escolheu o que para o mundo é sem importância e desprezado, o que não tem nenhuma serventia, para assim mostrar a inutilidade do que é considerado importante, para que ninguém possa gloriar-se diante dele. É graças a ele que vós estais em Cristo Jesus,
o qual se tornou para nós, da parte de Deus: sabedoria, justiça, santificação e libertação,
para que, como está escrito, “quem se gloria, glorie-se no Senhor”. Palavra do Senhor.

EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO MATEUS -  (Mt 5,1-12a)
Naquele tempo: vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se, e Jesus começou a ensiná-los: “Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus. Bem-aventurados os aflitos, porque serão consolados. Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra. Bem-aventurados os que tem fome e sede de justiça, porque serão saciados. Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus. Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus. Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e mentindo disserem todo tipo de mal contra vós, por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus”. Palavra da Salvação.

Vamos observar as bem-aventuranças:
Pobres em espírito: São os que aqui na terra procuram a humildade e não buscam depender dos bens materiais daqui. Por não quererem se deliciar do poder dos reinos da terra, terão os reinos do céu.
Aflitos: Então devemos ser aflitos? Em oposição a alegria? Não. Os aflitos citados por Jesus são os que mesmo na agonia e no desespero busca a Deus e não deixa se abalar pela vida. Esses pelo Pai, serão consolados e serão bem-aventurado.
Mansos: O que é ser manso? É agir sem agredir, é responder sem ofender, é viver como Jesus viveu. Muitos pensam que significa apenas ser calmo, mas na verdade é também é um modelo de vida. É ser atento em ouvir, lento no falar, e se o que temos a dizer não é mais belo do que nosso silêncio, devemos nos calar. Sempre reagir a tudo com paciência e caridade. Possuirão a terra não materialmente, mas sentimentalmente, porque e quem é manso por causa do Senhor será alguém agradável, afetivo e amavel, e claro, bem-aventurado com o que faz.
Os que tem fome e sede de justiça: Esses são os que possuem discernimento do certo e errado, renega o ruim e busca fazer o correto sem violência. Eles se bem-aventuram por acreditarem que a justiça de Deus é superior a dos homens.
Misericordiosos: Essa termo tem origem da palavra "miserável". Logo, significa "amor ao miserável", a mais bela forma de amor. É amor ao pobre, ao pecador, ao inimigo, ao sofredor. É compaixão sem limites. Não é sentir pena, mas amar com ações fortalecedoras para o próximo se reerguer. Como está na oração de São Francisco: "...que eu procure mais: (...) Amar que ser amado. Pois é dando, que se recebe." Nessa idéia, Os misericordiosos alcançarão a misericórdia Divina, que é infinita. Não é motivo de se alegrar?
Puros de coração: Veja o quem está em São Mateus 18,3: "Em verdade vos declaro: se não vos transformardes e vos tornardes como criancinhas, não entrareis no Reino dos céus." Por que em criancinhas? Por que elas são puras! Devemos ter bons sentimentos, evitar malícias, sermos inocentes, caridosos. Isso faz bem para nosso emocional deixando-nos bem. Assim entraremos no céu.
Promovem a paz: Os que evitam intrigas, tanto próprias quanto alheias, e faz o bem pelo bem, agirá como cristão, filho de Deus. Quem promover a paz achará felicidade.
Perseguidos por justiça, quando vos injuriarem e perseguirem, e mentindo disserem todo tipo de mal
contra vós, por causa de mim: Temos como exemplo os mártires, morreram perseguidos por fazerem o bem. Esses se alegram por fazerem o que é certo, possuem uma base, uma segurança, que é Cristo. Esses se purificam e alcançam o céu.

Pelas leituras e pelas bem-aventuranças,descobrimos que nos tornamos bem alegres, sábios e cheios de graça pelas pequenas e simples coisas e atos. Em São Lucas 10,21: "Naquele mesma hora, Jesus exultou de alegria no Espírito Santo e disse: Pai, Senhor do céu e da terra, eu te dou graças porque escondeste estas coisas aos sábios e inteligentes e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, bendigo-te porque assim foi do teu agrado."; e São Paulo diz na leitura: " Na verdade, Deus escolheu o que o mundo considera como estúpido, para assim confundir os sábios; Deus escolheu o que o mundo considera como fraco, para assim confundir o que é forte; Deus escolheu o que para o mundo é sem importância e desprezado, o que não tem nenhuma serventia, para assim mostrar a inutilidade do que é considerado importante, para que ninguém possa gloriar-se diante dele." 
O pecado é grande e sedutor e nos confunde. A sua "felicidade" promovida é fútil, fraca e temporária. A aventurança de Deus é forte, persistente e fortalecedora. 
O capitalismo nos remete o ter para ser feliz. Então, o povo de Deus acaba se iludindo com a matéria e os bens e não alcançam a felicidade que preenche. A felicidade vem dos bons sentimentos e atos. A matéria não possui a essência. 

O Sofrimento
Ele é inevitável. Todos sofrem. Até Cristo ao carregar a cruz. É possível ser bem-aventurado com o sofrimento? Por isso acrescento mais uma: Bem-aventurados os que SABEM sofrer, pois Deus anestesia as dores. Não é invenção minha, nem quebra doutrinária. Esses meus dizeres são baseados em todas as outras bem-aventuranças e com a caminhada de Jesus com a cruz. Destaquei o "sabem", porque é necessário saber enfrentar a dificuldade. Os aflitos bem-aventurados sofrem, mas a dor é anestesiada, porque eles confiam em Deus. Se alguém te faz sofrer e te persegue, seja misericordioso, pacífico, manso e pobre em espírito com ela, porque Deus terá misericórdia de ti, conquistará o coração do outro, irá te purificar e alcançará o céu. Se você sofre pelas tentações, seja puro de coração, tenha sede de justiça e seja firme na perseguição, porque Deus proverá pela sua proteção e serás bem feliz.
Jesus nas estações da Via-Sacra, sofreu muito e não reclamou. Porque? Quando a dor abalar, entregue seu sofrimento ao Pai para sua purificação e pela purificação das almas. O Filho sofreu para nos purificar. Ele se bem-aventurou ao saber, que, mesmo com sacrifícios, ele fazia o bem por misericórdia! Isso consola e alivia a dor. Mesmo na tortura, Jesus consolou as mulheres que choravam e a sua mãe, perdoou o ladrão que foi crucificado com ele e a todos nós, foi manso, foi puro de coração e perseguido. Não quero que ninguém seja Divino como Cristo, ali ele foi pobre em espírito, foi homem. Não esqueçam que Cristo sofreu a crucificação não só pela nossa salvação, mas também, para mostrar como devemos carregar nossa pesada cruz.
Que Deus vos abençoe e boa semana!

João Paulo Radd
Administrador do Blog

Nenhum comentário:

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...