Pesquisar este blog

Compartilhe



sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Esqueceram de mim?

Já vi este filme...Já li essa história em algum lugar...E tentei em pensamento, adaptá-la a um outro menino: ao Menino Jesus. Não deixou de ser interessante e ao mesmo tempo assustador. Tentarei passar para o papel o que imaginei ser aquilo que Jesus iria dizer a cada um de nós nessa história. Faça de conta que é Jesus quem fala agora com você.
“É Jesus e você na fita”:
“Eu também fui esquecido muitas vezes. Fui e sou. Mas, ao contrário do filme, não fui nunca esquecido por meus pais. Eles nunca me deixaram em situações difíceis. Sofreram comigo sem me abandonarem. A fuga no Egito não foi fácil. Minha vida de pregação também custou muitos sacrifícios à minha mãe e a meus familiares, mas não fui esquecido por eles. Quando eu demorava um pouco mais nas minhas viagens, lá ia mamãe à minha procura. No momento mais dramático, que foi a minha condenação e minha morte, ela estava lá, de pé, ao meu lado.
Meus apóstolos sim, esqueceram de mim. Só João, o jovem, ficou ao meu lado, ao lado de mamãe, levou-a com ele e cuidou dela.
Hoje em dia há muita gente que só lembra de mim na dificuldade, no perigo na doença. Há jovens que só se lembram de mim no vestibular...Aí sim é tanta promessa!!! Sou muito esquecido nas horas de prazer e alegria. Muita gente nem pensa em mim quando estão em festa, e é por isso que muitas festas se tornam tragédias.
Eu fico pensando que sou um estorvo para muitos. Ah, se eles soubessem que eu só desejo a alegria para eles e quero que ela seja plena! Mas em muitos projetos de vida ‘esqueceram de mim’...E depois há gente dizendo: Essa vida é uma droga!
Se você está achando que eu estou melancólico e me sentindo vítima, pense agora no Natal. É nessa ocasião que realmente sou esquecido por muitos. Se você já chorou sozinho, no seu aniversário, porque ninguém telefonou, ninguém deu os parabéns, por que o dia do seu nascimento passou em branco? Imagine como eu deveria chorar no Natal. O que tem de gente que me esquece...
Não estou exagerando, não... Olhe ao teu redor! Quantas luzes, mas muita gente não se lembra que Eu sou a Luz e continua nas trevas do pecado. Quanta árvore de Natal ricamente enfeitada e muita gente esquecendo que sou a árvore da Vida e que o lenho da cruz tem a seiva da salvação. Muitos preferem a árvore proibida e se deixam levar pela serpente da mentira.
‘Esqueceram de mim’ e inventaram uma história de trenó, de renas e de Papai Noel e chaminés, mesmo porque elas quase já não existem. Eu quero entrar pelos corações!
Não trago presentes... Eu sou o presente e quero está presente porque minha presença é Paz aos homens de boa vontade, mas estou vendo, por parte de minha gente, muito pouca vontade. E a ainda há gente que fica se perguntando: Por que o mundo está passando por tantas guerras... Por que há tanta injustiça... Por que vivemos em contínua ameaça de destruição... Por que vivem tantos apavorados diante do perigo de contaminação de um pozinho branco que pode vir de uma simples carta?
A resposta é simples: ‘Esqueceram de mim’!
Meus queridos, está na hora de acordar. Está na hora de não esquecerem mais. E u sou o Caminho... Vocês querem continuar por becos sem saida? Eu sou a verdade. Chega de mentiras. Eu sou a Vida... Diga não à morte.
Neste Natal não me deixem sozinho num canto. Assumam-me! Vejam bem a diferença de assumir e sumir. Não sumam comigo! Não me esqueçam. “Sem mim nada podeis fazer’’ (João 15,5).
Pe. Antonio Maria
Cantor e compositor

Nenhum comentário:

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...