Pesquisar este blog

Compartilhe



domingo, 10 de maio de 2009

Evangelho do Dia - 10/05/2009

Ano B - Dia: 10/05/2009



Jesus, a videira

Jo 15,1-8

Jesus disse:- Eu sou a videira verdadeira, e o meu Pai é o lavrador. Todos os ramos que não dão uvas ele corta, embora eles estejam em mim. Mas os ramos que dão uvas ele poda a fim de que fiquem limpos e dêem mais uvas ainda. Vocês já estão limpos por meio dos ensinamentos que eu lhes tenho dado. Continuem unidos comigo, e eu continuarei unido com vocês. Pois, assim como o ramo só dá uvas quando está unido com a planta, assim também vocês só podem dar fruto se ficarem unidos comigo. - Eu sou a videira, e vocês são os ramos. Quem está unido comigo e eu com ele, esse dá muito fruto porque sem mim vocês não podem fazer nada. Quem não ficar unido comigo será jogado fora e secará; será como os ramos secos que são juntados e jogados no fogo, onde são queimados. Se vocês ficarem unidos comigo, e as minhas palavras continuarem em vocês, vocês receberão tudo o que pedirem. E a natureza gloriosa do meu Pai se revela quando vocês produzem muitos frutos e assim mostram que são meus discípulos.


LEITURA ORANTE
Preparo-me para Leitura Orante, rezando:
Vinde, Espírito Santo, e dá-me um novo coração. Amém

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Jo 15,1-8, e observo o belíssimo símbolo que Jesus utiliza para falar da comunhão com Ele e com o Pai: a videira.
Somos os ramos na Videira que é Jesus.
Lavrador
O lavrador prepara a terra com adubo, prepara as mudas de parreira. Faz o plantio, no tempo certo. E acompanha o desenvolvimento, defendendo a planta de insetos, vendavais, chuvas intensas. Prepara o caramanchão ou a cerca por onde a videira vai estender seus galhos e folhas. Na época certa faz a poda, eliminando os galhos em excesso e os secos. Depois, acompanha a florada e o crescimento dos grãos até que amadureçam. Vem finalmente a maturação e a colheita.
O lavrador na comparação de Jesus é o Pai.
A videira
A videira conduz, através do tronco, a seiva para os galhos e estes devem produzir frutos. A videira é Jesus.
Ramo
O ramo ou galho, tem que estar ligado ao tronco.
Nós somos os ramos ligados à Videira que é Jesus.
Se o galho não permanecer na Videira, não produz frutos.
Só unidos a Cristo produzimos frutos.
Permanecer em Jesus é estar em união com Ele, disponível e acolhendo a sua graça.
Poda
A videira tem que ter uma poda cuidadosa. A poda é feita no tempo certo. Se os galhos crescerem demais roubam a seiva e a videira não terá o suficiente para frutificar.
Somente com a poda é que os frutos se tornarão saborosos.
Por isso a poda, mesmo sendo dolorosa, é necessária.
Deus usa conosco diversos tipos de poda: perdas, sofrimentos de diversas formas.
Flor
A flor na videira dura muito pouco. Quase não é notada.
A sua finalidade não é a ornamentação, mas a produção da uva.

Fruto
A uva é o fruto que vem em cacho. O cacho lembra comunidade, comunhão, união, fraternidade, solidariedade. E que não fica nisto apenas. É saboroso alimento como fruta e transformada em vinho. Dá vida!

De tudo isto, aprendo:
1º Somos muitos ramos nesta Videira, sem privilégios, disputas ou dominações. Bebemos da mesma seiva. Somos uma comunidade de iguais.
2º Estamos em missão. Permanecer em Jesus significa produzir frutos de vida.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? O que falta para vivermos numa comunidade de iguais? É possível que eu permaneça em Jesus sem dar frutos? Se ainda há muita desigualdade, diferenças em nosso meio é porque ainda não vivemos unidos à videira que é Jesus.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, com a canção do Padre Nei Brasil
Permanecei em mim

Permanecei em mim,
É teu pedido Senhor,
E eu ficarei em vós
É a tua promessa de amor
Permanecei em mim
É o teu pedido Senhor,
E eu ficarei em vós
É a tua promessa de amor

Minha vida em tua vida
Teu desejo é transformar meu sorriso
Em teu sorriso
Meu olhar em teu olhar

Faço ainda, uma oração especial a Maria pelas mães
(recordo nomes de mães que conheço e rezo por todas)
Ave Maria.....

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é para meu irmão que deve ser mais amado porque, como eu, é um ramo da videira que é Jesus.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.


Fonte: www.paulinas.org.br/

domingo, 3 de maio de 2009

EVANGELHO QUOTIDIANO - Domingo, dia 03 de Maio de 2009


Senhor, a quem iremos? Tu tens palavras de vida eterna. João 6, 68


Domingo, dia 03 de Maio de 2009

4º Domingo da Páscoa - Ano B


Quarto Domingo de Páscoa (semana IV do saltério)
Hoje a Igreja celebra : , São Filipe, apóstolo, S. Tiago Menor, apóstolo

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui
Santo António de Lisboa : «O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas»


Livro dos Actos dos Apóstolos 4,8-12.

Então Pedro, cheio do Espírito Santo, disse-lhes: «Chefes do povo e anciãos, já que hoje somos interrogados sobre um benefício feito a um enfermo e sobre o modo como ele foi curado, ficai sabendo todos vós e todo o povo de Israel: É em nome de Jesus Nazareno, que vós crucificastes e Deus ressuscitou dos mortos, é por Ele que este homem se apresenta curado diante de vós. Ele é a pedra que vós, os construtores, desprezastes e que se transformou em pedra angular. E não há salvação em nenhum outro, pois não há debaixo do céu qualquer outro nome, dado aos homens, que nos possa salvar.»


1ª Carta de S. João 3,1-2.

Vede que amor tão grande o Pai nos concedeu, a ponto de nos podermos chamar filhos de Deus; e, realmente, o somos! É por isso que o mundo não nos conhece, uma vez que o não conheceu a Ele. Caríssimos, agora já somos filhos de Deus, mas não se manifestou ainda o que havemos de ser. O que sabemos é que, quando Ele se manifestar, seremos semelhantes a Ele, porque o veremos tal como Ele é.


Evangelho segundo S. João 10,11-18.

Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas. O mercenário, e o que não é pastor, a quem não pertencem as ovelhas, vê vir o lobo e abandona as ovelhas e foge e o lobo arrebata-as e espanta-as, porque é mercenário e não lhe importam as ovelhas. Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem-me, assim como o Pai me conhece e Eu conheço o Pai; e ofereço a minha vida pelas ovelhas. Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil. Também estas Eu preciso de as trazer e hão-de ouvir a minha voz; e haverá um só rebanho e um só pastor. É por isto que meu Pai me tem amor: por Eu oferecer a minha vida, para a retomar depois. Ninguém ma tira, mas sou Eu que a ofereço livremente. Tenho poder de a oferecer e poder de a retomar. Tal é o encargo que recebi de meu Pai.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por :

Santo António de Lisboa (c. 1195-1231), franciscano, Doutor da Igreja
Sermões para os domingos e as festas dos santos (trad. Bayart, Eds. franciscanas 1944, p. 140)

«O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas»


«Eu sou o bom pastor». Cristo pode dizer com propriedade «Eu sou». Para Ele nada pertence ao passado nem ao futuro: tudo Nele é presente. É o que Ele diz de Si mesmo no Apocalipse: «Eu sou o Alfa e o Ómega, Aquele que é, que era e que há-de vir, o Todo-Poderoso» (Ap 1, 8). E no Êxodo: «Eu sou Aquele que sou. Assim dirás aos filhos de Israel: «'Eu sou' enviou-me a vós»» (Ex 3, 14).

«Eu sou o bom pastor». A palavra «pastor» vem do termo «pastar». Cristo serve-nos o repasto da Sua carne e do Seu sangue, em cada dia, no sacramento do altar. Jessé, pai de David, disse a Samuel: «Resta ainda o [filho] mais novo, que anda a apascentar as ovelhas» (1Sam 16, 11). Também o nosso David, pequeno e humilde como um bom pastor, apascenta as suas ovelhas. [...]

Lemos ainda em Isaías: «É como um pastor que apascenta o rebanho [...], leva os cordeiros ao colo e faz repousar as ovelhas que têm crias» (Is 40, 11). [...] Com efeito, ao conduzir o seu rebanho à pastagem, ou ao regressar de lá, o bom pastor reúne todos os cordeirinhos que ainda não conseguem andar; toma-os nos braços e leva-os junto ao peito; leva também as ovelhas que vão dar à luz e as que acabaram de ter os filhos. Assim faz Jesus Cristo: dia após dia alimenta-nos com os ensinamentos do Evangelho e os sacramentos da Igreja. Reúne-nos nos Seus braços, estendidos sobre a cruz, «para congregar na unidade os filhos de Deus que estavam dispersos» (Jo 11, 52). Aconchega-nos no seio da Sua misericórdia, como uma mãe aconchega o seu filho.

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...