Pesquisar este blog

Compartilhe



sábado, 25 de março de 2017

Dia 20 - Roteiro Quaresmal 40 dias no Deserto

Ao início da meditação de cada dia, reze: Senhor, no silêncio desta hora de graça, venho pedir-te a paz, a sabedoria e a força. Quero olhar o mundo com olhos cheios de amor. Quero ser paciente, compreensivo, manso e prudente. Quero ver além das aparências teus filhos como tu mesmo os vês e, assim, Senhor, ver senão o bem em cada um deles. Fecha meus ouvidos a toda calúnia. Guarda minha língua de toda maldade. Que só de bênçãos se encha minh'alma. Que eu seja tão bom e tão alegre que todos aqueles, ao se aproximarem de mim, sintam tua presença. Reveste-me de tua beleza, Senhor, e que, no decurso desse dia, eu te revele a todos. Dá-me, assim, pelo Espírito Santo, viver o dia de hoje em comunhão contigo, em atenção ao que se passa comigo e vigilante diante dos desvios do caminho. Inspira-me com tua luz, defende-me com tua graça, santifica-me com teu amor. Invoco o preciosíssimo Sangue de Jesus para que me guarde, a intercessão da Mãe Santíssima para que me valha em todas as horas e a proteção dos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael na jornada deste dia. Em nome de Jesus. Amém.

20º Dia – Sábado, 25 de março: INCLINAR “Mantém o teu coração firme e sê constante, inclina teu ouvido e acolhe as palavras de inteligência, e não te assustes no momento da contrariedade.” (Eclo 2, 2) Os salmos apresentam um pedido que algumas vezes é repetido: “inclina, Senhor, teus ouvidos”. Mas se o homem quer receber o inclinar dos ouvidos de Deus, é necessário que ele incline seus ouvidos, seu corpo, sua atenção; é necessário que ele se incline, se curve, se dobre diante de Deus. O relato do livro do Gênesis sobre a queda do ser humano (Gn 3) mostra que o homem e a mulher se deixaram seduzir por aquele que recusou a curvar-se diante de Deus: satanás. E a grande sedução que ele continua a exercer sobre o gênero humano é esta: “Deus sabe que, no dia em que dele comerdes, vossos olhos se abrirão, e sereis como deuses, conhecedores do bem e do mal” (Gn 3, 4). Incline-se diante de Deus e, com humildade, acolha toda sabedoria que fluirá sobre você no momento em que você se predispuser a escutar. Acolha o inclinar definitivo e amoroso de Deus sobre a humanidade, quando o Verbo se fez carne e assumiu em tudo nossa humanidade, menos no pecado (Fp 2, 6-7). Medite no Salmo 39 Reze: Inclino meu ser. Quero te escutar, Senhor!

Autoria Padre Sergio

http://www.padresergio.com/

sexta-feira, 24 de março de 2017

Sementes de Fé - 24/03/2017

Querida família, “Deixai-vos reconciliar com Deus”.
“Chegada a plenitude dos tempos, Deus enviou o seu Filho ao mundo, nascido de uma mulher”.
A Igreja celebra amanhã o mistério da Encarnação da Palavra de Deus e, ao mesmo tempo, a vocação de Nossa Senhora, que conhece através do Anjo a vontade de Deus a respeito dela. Com o seu Sim “Faça-se em mim a tua vontade”, tem início a Redenção.
Com o consentimento de Maria, “o Verbo Divino assumiu a natureza humana: a alma racional e o corpo formado no seio puríssimo de Maria. A natureza divina e a natureza humana uniram-se numa única pessoa: Jesus Cristo, verdadeiro Deus e, desde então, verdadeiro homem”.
Oremos: “Ó Deus, quisestes que vosso Verbo se fizesse homem no seio da Virgem Maria; dai-nos participar da divindade do nosso redentor, que proclamamos verdadeiro Deus e verdadeiro homem”.
Nossa Senhora do Brasil, rogai por nós, com a bênção da Santíssima Trindade: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Monsenhor Antônio José de Moraes
Pároco da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Brasil


Dia 19 - Roteiro Quaresmal 40 dias no Deserto

Ao início da meditação de cada dia, reze: Senhor, no silêncio desta hora de graça, venho pedir-te a paz, a sabedoria e a força. Quero olhar o mundo com olhos cheios de amor. Quero ser paciente, compreensivo, manso e prudente. Quero ver além das aparências teus filhos como tu mesmo os vês e, assim, Senhor, ver senão o bem em cada um deles. Fecha meus ouvidos a toda calúnia. Guarda minha língua de toda maldade. Que só de bênçãos se encha minh'alma. Que eu seja tão bom e tão alegre que todos aqueles, ao se aproximarem de mim, sintam tua presença. Reveste-me de tua beleza, Senhor, e que, no decurso desse dia, eu te revele a todos. Dá-me, assim, pelo Espírito Santo, viver o dia de hoje em comunhão contigo, em atenção ao que se passa comigo e vigilante diante dos desvios do caminho. Inspira-me com tua luz, defende-me com tua graça, santifica-me com teu amor. Invoco o preciosíssimo Sangue de Jesus para que me guarde, a intercessão da Mãe Santíssima para que me valha em todas as horas e a proteção dos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael na jornada deste dia. Em nome de Jesus. Amém.

19º Dia – Sexta-feira, 24 de março: VIGIAR “Vigiai, pois, com cuidado sobre a vossa conduta: que ela não seja conduta de insensatos, mas de sábios que aproveitam ciosamente o tempo, pois os dias são maus.” (Ef 5, 15-16) Dizer que os dias são maus não é alimentar uma visão negativa sobre a atualidade; é, antes, ser consciente da maldade que está dentro de nós, pelo pecado, ao redor de nós, no mundo, e nos planos invisíveis. Esta vigilância implica uma postura ativa que deve levar o discípulo a viver no mundo, sem ser do mundo (Jo 15, 19). Estar no mundo e não ser do mundo, não é apenas evitar o pecado: é viver a mensagem que Cristo nos ensina e Sua verdade servindo os marginalizados, todos os que sofrem injustiça, os refugiados, pobres, doentes, presos, nossos inimigos e “o menor deles”, como diz o Senhor no Evangelho. Vigiar para manter a lâmpada acesa, para que a escuridão não reine. Como anda sua lâmpada interior? Você tem cuidado para que não falte “óleo”? Medite em Mt 25, 1-13 Reze: Mantém minha chama acesa, Senhor! *Dia de Jejum

Autoria Padre Sergio

http://www.padresergio.com/

quinta-feira, 23 de março de 2017

Sementes de Fé - 23/03/2017

Querida família, “Deixai-vos reconciliar com Deus”.
Ouvir a voz do Senhor e não lhe fechar o coração é o fundamento de toda verdadeira oração.  Ele, por sua vez, nos revela: “Eu sou a salvação: quando em qualquer aflição clamarem por mim, eu os ouvirei e serei seu Deus para sempre”.
Oremos: “Vós nos dais, Senhor, vossos preceitos para que sejam observados fielmente. Possam meus passos orientar-se no cumprimento de vossa lei”.
Nossa Senhora do Brasil, rogai por nós, com a bênção da Santíssima Trindade: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém. 

Monsenhor Antônio José de Moraes
Pároco da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Brasil


Dia 18 - Roteiro Quaresmal 40 dias no Deserto

Ao início da meditação de cada dia, reze: Senhor, no silêncio desta hora de graça, venho pedir-te a paz, a sabedoria e a força. Quero olhar o mundo com olhos cheios de amor. Quero ser paciente, compreensivo, manso e prudente. Quero ver além das aparências teus filhos como tu mesmo os vês e, assim, Senhor, ver senão o bem em cada um deles. Fecha meus ouvidos a toda calúnia. Guarda minha língua de toda maldade. Que só de bênçãos se encha minh'alma. Que eu seja tão bom e tão alegre que todos aqueles, ao se aproximarem de mim, sintam tua presença. Reveste-me de tua beleza, Senhor, e que, no decurso desse dia, eu te revele a todos. Dá-me, assim, pelo Espírito Santo, viver o dia de hoje em comunhão contigo, em atenção ao que se passa comigo e vigilante diante dos desvios do caminho. Inspira-me com tua luz, defende-me com tua graça, santifica-me com teu amor. Invoco o preciosíssimo Sangue de Jesus para que me guarde, a intercessão da Mãe Santíssima para que me valha em todas as horas e a proteção dos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael na jornada deste dia. Em nome de Jesus. Amém.

18º Dia – Quinta-feira, 23 de março: OUVIR “Por isso, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações...” (Hb 3, 7-8) Certa vez ouvi uma defnição de diálogo que me tocou e que guardei, procurando nela me inspirar para falar e ouvir. Nem sempre dou conta de segui-la, mas ela continua a me desafiar: diálogo é a palavra que atravessa o coração! E quando se fala de palavra, não é apenas o que se fala, mas a realidade do outro, da vida como um todo. Ouvir é, assim, acolher a realidade, passando-a no cora- ção, como fez Maria que “conservava todas estas coisas meditando sobre elas em seu coração” (Lc 2, 19). A meditação, como desdobramento da escuta, permite à alma discernir sobre o que deve ser guardado e o que deve ser afastado. Há pessoas que guardam tudo indistintamente e até pior: guardam o que adoece, o que machuca. O que você tem ouvido e o que você tem guardado? Só lembrando: o verbo ouvir aparece 1085 vezes na Bíblia. Dá pra perceber que ele é essencial, não é verdade? Medite em Tiago 1, 22-27 Reze: Efatá! Abre meus ouvidos, Senhor!

Autoria Padre Sergio

http://www.padresergio.com/

quarta-feira, 22 de março de 2017

Sementes de fé - 22/03/2017

Querida família, "Deixai-vos reconciliar com Deus".
O conhecimento e a prática dos mandamentos nos proporcionam vida, sabedoria e participação nas promessas divinas. É o que a Palavra de Deus, hoje, nos afirma.
De fato, Jesus nos diz: "Não penseis que vim abolir a lei e os profetas. Não vim para abolir, mas dar pleno cumprimento".
Diante da mentalidade tão relaxada e indisciplinada em que vivemos, vale a pena revisar a nossa vida. Tantas vezes, vemos nos outros o que não enxergamos em nós mesmos.
Oremos: "Orientai meus passos, Senhor, segundo a vossa palavra, e que o mal não domine sobre mim".
Nossa Senhora do Brasil, rogai por nós, com a bênção da Santíssima Trindade: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Monsenhor Antônio José de Moraes
Pároco da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Brasil

Dia 17 - Roteiro Quaresmal 40 dias no Deserto

Ao início da meditação de cada dia, reze: Senhor, no silêncio desta hora de graça, venho pedir-te a paz, a sabedoria e a força. Quero olhar o mundo com olhos cheios de amor. Quero ser paciente, compreensivo, manso e prudente. Quero ver além das aparências teus filhos como tu mesmo os vês e, assim, Senhor, ver senão o bem em cada um deles. Fecha meus ouvidos a toda calúnia. Guarda minha língua de toda maldade. Que só de bênçãos se encha minh'alma. Que eu seja tão bom e tão alegre que todos aqueles, ao se aproximarem de mim, sintam tua presença. Reveste-me de tua beleza, Senhor, e que, no decurso desse dia, eu te revele a todos. Dá-me, assim, pelo Espírito Santo, viver o dia de hoje em comunhão contigo, em atenção ao que se passa comigo e vigilante diante dos desvios do caminho. Inspira-me com tua luz, defende-me com tua graça, santifica-me com teu amor. Invoco o preciosíssimo Sangue de Jesus para que me guarde, a intercessão da Mãe Santíssima para que me valha em todas as horas e a proteção dos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael na jornada deste dia. Em nome de Jesus. Amém.

17º Dia – Quarta-feira, 22 de março: CAMINHAR “O coração do homem dispõe o seu caminho, mas é o Senhor que dirige seus passos.” (Prov 16, 9) Cora Coralina, uma das grandes escritoras brasileiras, assim escreve: “O que vale na vida não é o ponto de partida e sim a caminhada. Caminhando e semeando, no fim terás o que colher.” Quantos tem um ponto de partida positivo, no seio familiar com muito amor, boa educação, princípios sólidos transmitidos, mas, ao longo do caminho foram se esquecendo de sua origem e se desviaram. É sempre Deus que dirige nossos passos, mas isto se dá dentro de nossa liberdade. São as pequenas permissões que damos diariamente que favorecem nosso caminho ou abrem um descaminho. O livro do Êxodo, tão próprio para se meditar durante a Quaresma, é a história da caminhada do Povo de Israel e como entre luzes e sombras chegou à Terra de Canaã. Infelizmente, na sua grande maioria, muitos perderam o foco, diante das provações. Não deixe que isso aconteça com você. Há trechos difíceis, mas saiba que você jamais estará sozinho. Medite em João 14, 1-6 Reze: Não os meus caminhos, mas os teus caminhos, Senhor!

Autoria Padre Sergio

http://www.padresergio.com/

terça-feira, 21 de março de 2017

Sementes de fé - 21/03/2017

Querida família, "Deixai-vos reconciliar com Deus".

No Evangelho da Missa de hoje, a pergunta do Apóstolo Pedro – "Senhor, quantas vezes devo perdoar se meu irmão pecar contra mim" – dá o ensejo para Jesus responder, contando que "um rei resolveu acertar as contas com seus servos". Um lhe devia uma enorme quantia. Diante da súplica de perdão, o patrão perdoou-lhe a dívida. Porém, ao sair dali, encontrou um companheiro que lhe devia algumas moedas. A sua atitude foi totalmente inversa à benevolência recebida.

Valeria a pena ler e meditar este Evangelho. Não nos surpreendamos se nos identificarmos tantas vezes com este comportamento. É hora de pensarmos no que rezamos na oração do Pai nosso: "Perdoai-nos as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores".

Nossa Senhora do Brasil, rogai por nós, com a bênção da Santíssima Trindade: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

 

Monsenhor Antônio José de Moraes

Pároco da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Brasil

 

 

Dia 16 - Roteiro Quaresmal 40 dias no Deserto

Ao início da meditação de cada dia, reze: Senhor, no silêncio desta hora de graça, venho pedir-te a paz, a sabedoria e a força. Quero olhar o mundo com olhos cheios de amor. Quero ser paciente, compreensivo, manso e prudente. Quero ver além das aparências teus filhos como tu mesmo os vês e, assim, Senhor, ver senão o bem em cada um deles. Fecha meus ouvidos a toda calúnia. Guarda minha língua de toda maldade. Que só de bênçãos se encha minh'alma. Que eu seja tão bom e tão alegre que todos aqueles, ao se aproximarem de mim, sintam tua presença. Reveste-me de tua beleza, Senhor, e que, no decurso desse dia, eu te revele a todos. Dá-me, assim, pelo Espírito Santo, viver o dia de hoje em comunhão contigo, em atenção ao que se passa comigo e vigilante diante dos desvios do caminho. Inspira-me com tua luz, defende-me com tua graça, santifica-me com teu amor. Invoco o preciosíssimo Sangue de Jesus para que me guarde, a intercessão da Mãe Santíssima para que me valha em todas as horas e a proteção dos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael na jornada deste dia. Em nome de Jesus. Amém.

16º Dia – Terça-feira, 21 de março: SUBIR “O sábio escala o caminho da vida, para evitar a descida à morada dos mortos.” (Prov 15, 24) Eu diria que para subir à presença de Deus e no caminho da vida, e evitar a descida à mansão dos mortos – a condenação – é preciso descer ao interior de si mesmo. Para tocar o céu é preciso beijar a terra. Para ser exaltado é necessário ser humilde. José, o flho mais novo, o mais fraco dos irmãos, que depois de descer ao “fundo do poço”, depois de ser escravo e ainda assim, como escravo, condenado à prisão, veio a ser exaltado por Deus e ser o governador do Egito. Porque para subir é preciso se libertar do excesso, dos pesos extras que só retardarão a eleva- ção. Tão diferente da lógica humana, onde os detentores de poder humilham os pequenos, porque acham que são melhores. Mas Ele “derrubou do trono os poderosos e exaltou os humildes” (Lc 1, 52). Você quer subir ao monte de Deus? Aceite a disciplina das planícies e o despojamento do “vale escuro” (Sl 22, 4). Medite em Lucas 1, 46-56 Reze: Lembra-te de teu pobre servo, Senhor!

Autoria Padre Sergio

http://www.padresergio.com/

segunda-feira, 20 de março de 2017

Sementes de Fé - 20/03/2017

Querida família, “Deixai-vos reconciliar com Deus”.
“Eis o servo fiel e prudente a quem o Senhor confiou a sua casa”. Este homem fiel e prudente é José, é o querido São José. O centro de sua vida foram Jesus e Maria, foi o cumprimento da missão que Deus lhe confiara. Nada desviou do caminho que lhe tinha sido traçado: foi homem que Deus, num gesto de profunda confiança, colocou na frente de sua família aqui na terra.
A nossa vida não tem outro sentido senão sermos fiéis ao Senhor, em qualquer idade ou circunstância em que nos encontremos.
Que também nós, no final do nosso percurso terreno, possamos ser acolhidos na Casa Paterna: “Servo, bom e fiel, entra na alegria de teu Senhor”.
Oremos: “Concedei-nos, ó Deus, servir-vos com um coração puro como São José, que se entregou para servir o vosso Filho”.
Nossa Senhora do Brasil, rogai por nós, com a bênção da Santíssima Trindade: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Monsenhor Antônio José de Moraes
Pároco da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Brasil

Dia 15 - Roteiro Quaresmal 40 dias no Deserto

Ao início da meditação de cada dia, reze: Senhor, no silêncio desta hora de graça, venho pedir-te a paz, a sabedoria e a força. Quero olhar o mundo com olhos cheios de amor. Quero ser paciente, compreensivo, manso e prudente. Quero ver além das aparências teus filhos como tu mesmo os vês e, assim, Senhor, ver senão o bem em cada um deles. Fecha meus ouvidos a toda calúnia. Guarda minha língua de toda maldade. Que só de bênçãos se encha minh'alma. Que eu seja tão bom e tão alegre que todos aqueles, ao se aproximarem de mim, sintam tua presença. Reveste-me de tua beleza, Senhor, e que, no decurso desse dia, eu te revele a todos. Dá-me, assim, pelo Espírito Santo, viver o dia de hoje em comunhão contigo, em atenção ao que se passa comigo e vigilante diante dos desvios do caminho. Inspira-me com tua luz, defende-me com tua graça, santifica-me com teu amor. Invoco o preciosíssimo Sangue de Jesus para que me guarde, a intercessão da Mãe Santíssima para que me valha em todas as horas e a proteção dos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael na jornada deste dia. Em nome de Jesus. Amém.

15º Dia – Segunda-feira, 20 de março, Solenidade de São José: LARGAR “Quem de vós estiver sem pecado, seja o primeiro a lhe atirar uma pedra.” (Jo 8, 7) Estavam todos prestes a apedrejar aquela mulher pega em flagrante adultério, mas, diante das palavras de Jesus, um a um foi deixando cair – largando – as pedras e se retiraram. Seja largar a pedra, pôr a mão no arado e olhar para trás, deixar que os mortos enterrem seus mortos, deixar pai e mãe, tudo se refere a esta liberdade interior. Largar é deixar cair, soltar. Não abre a mão quem não abre mão. As pedras que se ajuntam nas mãos para serem lançadas, são recolhidas na pedreira do coração. É ali que a dureza prende, impede de ser livre. O que você precisa largar, de algo material a um sentimento? O que é necessário que se solte? Deixe a pedra cair, deixe o peso sair. Medite em Lucas 9, 51-62 Reze: Deixo cada pedra cair!

Autoria Padre Sergio

http://www.padresergio.com/

domingo, 19 de março de 2017

Sementes de fé - 19/03/2017

Querida família, "Deixai-vos reconciliar com Deus".

Neste terceiro domingo da quaresma, temos um encontro especial com Jesus. Assim como a Samaritana, na rotina de suas obrigações diárias, também nós, envoltos em nossos afazeres, obrigações e responsabilidades, desejamos um apaziguamento restaurador. A imagem do poço em um oásis cercado pelo deserto ilustra bem o encontro com Deus, o único capaz de nos saciar.

À semelhança da Samaritana, Jesus também nos pede a água do poço da nossa vida, tantas vezes salobra, ensejando nos oferecer a água da vida eterna. A água que Ele nos dá é a batismal, fonte do Espírito Santo.

É oportuno rever a vivência dos nossos compromissos de batizados.

"Ao pedir à Samaritana que lhe desse de beber, Jesus lhe dava o dom de crer".

Nossa Senhora do Brasil, rogai por nós, com a bênção da Santíssima Trindade: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

 

Monsenhor Antônio José de Moraes

Pároco da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Brasil

 

Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...